POLÍCIA FEDERAL

PF cumpre mandado de busca e apreensão contra exploração sexual infantojuvenil no Ceará

Publicados

em


.

Fortaleza/CE –  A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (11/09), mais uma fase da Operação Arquivo Proibido, com o objetivo de combater a posse, divulgação de imagens e/ou vídeos de pornografia infantojuvenil pela internet.

Policiais federais cumpriram um mandado de busca,  na capital cearense. A ordem judicial foi expedida pela Justiça Federal do Ceará. Não houve prisão.

No local da busca, foram apreendidos diversos materiais de informática que serão encaminhados à Perícia Criminal da Polícia Federal, para análise do conteúdo das informações. A ação de hoje pode resultar em novas diligências, após análise do material apreendido.

As investigações são oriundas de inquéritos instaurados pela PF e conduzidas pelo Grupo de Repressão aos Crimes Cibernéticos (GRCC). São utilizadas técnicas especiais de inteligência no combate aos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA, que prevê penas de reclusão que variam de 1 a 6 anos.

No dia 20 de agosto deste ano, policiais federais, ao cumprirem um mandado de busca e apreensão em Fortaleza, no âmbito da Operação Arquivo Proibido, prenderam um homem de 25 anos em flagrante no momento em que transmitia imagens de crianças e adolescentes em cenas de abuso e exploração sexual.

Leia Também:  PF incinera quase meia tonelada de drogas em Cruzeiro do Sul/AC

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 33924867/9.9870-0624

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF e FAB interceptam aeronave utilizada no transporte de drogas

Publicados

em


.

Brasília/DF – A Polícia Federal e a Força Aérea Brasileira (FAB), em ação conjunta na data de hoje, interceptaram uma aeronave classificadas como hostil ante a suspeita de uso para o transporte de entorpecentes.

A aeronave, modelo Cessna T210N Turbo Centurion II, foi interceptada e monitorada por caças da Força Aérea Brasileira (FAB) em ponto próximo à Serra do Cachimbo no sul do Estado do Pará, sendo comandado o pouso em uma pista determinada para averiguação.

O piloto da aeronave, contudo, não atendeu aos comandos dos caças, tendo feito um pouso forçado em uma pista no meio da floresta e, em seguida, ateado fogo à aeronave, como forma de dificultar a identificação e apreensão dos entorpecentes em seu interior.

Uma equipe da Polícia Federal, com o auxílio de helicóptero do Coordenação de Aviação Operacional da instituição (CAOP/DIREX/PF), imediatamente se deslocou ao ponto de pouso da aeronave, a qual já se encontrava em chamas.

O piloto se evadiu do local logo após causar o incêndio da aeronave, sendo que a Polícia Federal continua em diligências na região visando a sua localização.

Leia Também:  PF investiga extração ilícita de madeira da terra indígena do Alto Rio Guamá

Divisão de Comunicação Social

(61) 2024.8142

[email protected]

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA