Momento +

PF deflagra 2ª fase da Operação Seguro Fake para apurar fraudes em benefícios de seguro desemprego cumprindo 16 mandados de busca

Publicados

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, (1/12) a Operação Seguro Fake II, que visa apurar esquema de fraudes ao seguro desemprego, e outros benefícios sociais, no Pará.

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Belém, a maioria deles relacionados a alvos localizados na cidade de Redenção/PA, sendo um dos  mandados cumprido em Palmas/TO.

A Justiça determinou também a indisponibilidade de bens de quatro alvos, para fins de ressarcimento dos prejuízos causados à Fazenda Pública, que comprovadamente já ultrapassam o valor um milhão de reais.

Os crimes investigados são o estelionato previdenciário (art.171, parágrafo 3, do Código Penal), inserção de dados falsos em sistema de informação (art.313-A do Código Penal) e organização criminosa (art.2, caput, da Lei n° 12850/2013).

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

 

 

Leia Também:  Cuiabá vence o Paraná em Curitiba na noite desta terça-feira e praticamente assegura sua vaga na Série A do Campeonato Brasileiro em 2021

Momento +

Decisão de Desembargador do TJ MT nega liberdade a atiradora do Alphaville que matou Isabele Guimarães

Publicados

em

Uma decisão nesta sexta-feira (22) da 3ª Câmara Criminal de Cuiabá impediu a soltura da adolescente acusada de atirar e matar Isabele Ramos, 14(foto), no condomínio Alphaville, em julho de 2020.

O desembargador Juvenal Pereira da Silva negou o pedido de habeas corpus da defesa da menor, que está internada no socioeducativo Menina Moça, em Cuiabá.

A adolescente de 15 anos foi internada na terça-feira (19), após uma decisão da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá. A menor terá que cumprir 3 anos de internação por ter cometio um ato infracional análogo a homicídio.

O crime
Isabele Ramos, 14, era melhor amiga e vizinha da filha de Marcelo Cestari. Na noite de 12 de julho de 2020, ela estava no banheiro quando foi atingida por um tiro no rosto, na altura do nariz.

A amiga de Isabele alegou que o tiro foi acidental, após a arma ter caído. No entanto, as investigações apontaram que houve intenção de matar, por indícios como a distância da vítima da arma e que as duas meninas estavam dentro do banheiro.

Leia Também:  Cuiabá vence o Paraná em Curitiba na noite desta terça-feira e praticamente assegura sua vaga na Série A do Campeonato Brasileiro em 2021

Na época da denúncia do Ministério Público, a adolescente chegou a ser internada no Centro Socioeducativo Menina Moça, mas foi conseguiu ser liberada em menos de 24 horas.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA