POLÍCIA FEDERAL

´PF deflagra operação para desarticular associação criminosa voltada à prática de pesca ilegal no Vale do Javari

Publicados

em

Manaus/AM – A Polícia Federal deflagrou neste sábado (6/8) operação policial na região compreendida pelos municípios de Atalaia do Norte/AM e Benjamin Constant/AM, em continuidade à investigação do duplo homicídio que vitimou o servidor da Funai Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips.

A equipe de investigação conseguiu identificar a real identidade do indivíduo de alcunha “Colômbia”. Trata-se de Ruben Dario da Silva Villar, um cidadão colombiano que utilizava documentos ideologicamente falsos, como carteira de identidade brasileira e documento de identidade peruano, dentre outros.

Com o avanço das investigações, a PF identificou fortes indícios de que “Colômbia” seria líder e financiador de uma associação criminosa armada dedicada à prática da pesca ilegal na região do Vale do Javari, responsável por comercializar grande quantidade de pescado que era exportado para países vizinhos.

Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, dois dos quais em desfavor de suspeitos que já se encontram presos – o próprio “Colômbia” e Amarildo Costa de Oliveira, conhecido como “Pelado” -, além de dez mandados de busca e apreensão.

Leia Também:  Polícia Federal promove, em Guaíra, a 5ª incineração do ano

Entre os presos estão três familiares de Amarildo envolvidos com a ocultação dos corpos de Bruno e Dom Phillips. Todos estão sendo investigados por associarem-se a “Colômbia” visando a realização de pesca ilegal na região.

As investigações prosseguem para o total esclarecimento do caso.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas
Telefone: (92) 3655-1548/ (92) 98213-0105
[email protected]

Fonte: Polícia Federal

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal recebe brasileiro foragido expulso do Paraguai

Publicados

em

Foz do Iguaçu/PR – A Polícia Federal recebeu, na tarde desta sexta-feira (19/08), um brasileiro foragido preso no Paraguai com documento falso. O nacional, de 25 anos de idade e natural do estado de Goiás, é suspeito de estar pilotando uma aeronave que caiu no Paraguai, no último domingo, com matrícula falsa e bandeira boliviana.

A aeronave encontrava-se vazia no momento da queda, contudo há suspeitas que se tratava de um vôo com objetivos de transporte de entorpecentes, em especial cocaína, trazida da Bolívia.

Devido ao acidente com a aeronave, o brasileiro detido estava hospitalizado com múltiplas fraturas pelo corpo, tendo sido expulso somente hoje quando recebeu alta hospitalar.

O detido possui um mandado de prisão em aberto no Brasil, expedido pela 2º Vara de Execução Penal de Goiás, em agosto de 2021, por tráfico de drogas e atentado contra a segurança de transporte aéreo. A condenação é oriunda de uma prisão em flagrante, realizada em fevereiro de 2018, quando policiais detiveram-no em Goiânia, assim que pousou com um avião monomotor carregado com 150 quilos de pasta base de cocaína, vindo da Bolívia.

Leia Também:  Polícia Federal apreende grande quantidade de cigarros

Os policiais federais, após o recebimento das autoridades paraguaias, encaminharam o preso para a Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR, onde foi realizada a comunicação do cumprimento do mandado de prisão ao juízo competente e o início imediato de sua pena.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR
CS/PF/Foz
[email protected]

Disque-Denúncia
(45) 99116-8691 (telefone/Whatsapp)

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI