POLÍCIA FEDERAL

PF desarticula grupo que praticava crimes com veículos alugados

Publicados

em

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (11/10) a Operação Smoke Rent, com o objetivo de desmantelar organização criminosa dedicada ao crime de contrabando de cigarros com o uso de veículos alugados. 

Cerca de 45 policiais federais estão cumprindo 10 mandados de busca e apreensão na cidade de Curitiba e Região Metropolitana. As ordens judiciais foram expedidas pela 9ª Vara Federal de Curitiba/PR.

A suspeita é de que um grupo de oito pessoas, na tentativa de burlar a fiscalização nas rodovias e evitar a apreensão de carros próprios por forças policiais e pela Receita Federal, utilizava carros alugados para a prática de contrabando de cigarros importados oriundos do Paraguai.

Foram detectados 20 veículos com os quais foram feitas ao menos 25 viagens ao exterior, entre os meses de março e outubro de 2019.

A identificação do modus operandi deu-se a partir de uma sequência inusitada de prisões em flagrante, no Paraná, realizadas pela Polícia Federal, que passou a realizar um cruzamento de dados focado no aspecto financeiro e na descapitalização da criminalidade organizada.

Leia Também:  PF prende um foragido da Operação Não Seja um Laranja, no Rio de Janeiro

A estimativa é de que o grupo tenha transportado cerca de 200 mil maços de cigarros no período investigado, com evasão de mais de R$ 1 milhão em tributos e multas junto à Receita Federal.

As penas relacionadas a contrabando e organização criminosa podem chegar a 8 anos de prisão.

 

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

POLÍCIA FEDERAL

PF investiga possível estelionato contra o INSS

Publicados

em

Presidente Prudente/SP. A Polícia Federal cumpriu, na última sexta-feira, 5/8, mandado de busca e apreensão, com o objetivo de angariar mais provas contra estelionatário que, de posse de senhas de acesso ao portal “MEU INSS”, em nome de terceiras pessoas, obtidas junto a servidora do INSS ainda não identificada, praticava fraudes diversas.

A busca visou, ainda, a identificação de outros eventuais crimes e participantes da empreitada criminosa. A investigação teve início em 2021, quando a PF, no decorrer de outra investigação policial, em Presidente Prudente/SP, descobriu fatos que indicavam a prática de corrupção por parte de servidora do INSS, que, em tese, teria recebido vantagem indevida para cadastrar e fornecer senhas de acesso ao portal “MEU INSS.

Como resultado da busca, foram apreendidos 5 celulares, 13 RG’s aparentemente falsificados, 12 espelhos de RG’s, 11 espelhos CNH’s, 24 cartões bancários em nome de terceiros, bem como outros materiais que podem contribuir para a elucidação dos crimes investigados.

Comunicação Social da Polícia Federal em Presidente Prudente

Leia Também:  PF cumpre mandados de busca em investigação de envio de drogas pelos Correios

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI