POLÍCIA FEDERAL

PF investiga suspeito de comercialização de notas falsas em redes sociais

Publicados

em


Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou hoje (15/10) a Operação “Facks”, com o objetivo de combater comércio de cédulas falsas pela internet. A operação contou com a participação de cinco policiais federais, sendo realizado o cumprimento de 01 mandado de busca e apreensão, na residência do investigado em Vitória/ES. Ele oferecia notas falsas pela internet através de perfis falsos criados em redes sociais.

 

No cumprimento do mandado de busca, foi apreendido o smartphone do suspeito, que será agora submetido a exame pericial para aprofundamento das investigações.

 

CRIME INVESTIGADO

O investigado responderá pelo crime previsto no art. 289, §1º do Código Penal, cuja pena varia de 03 a 12 anos de prisão e multa.

Art. 289 – Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro:

Pena – reclusão, de três a doze anos, e multa.

§ 1º – Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.

Leia Também:  PF investiga esquema de sonegação tributária que envolvia fiscais federais em São Paulo

  

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo

Contato: (27) 3041-8051/8029

 

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF prende em flagrante um homem com conteúdo pornográfico infantil

Publicados

em


Brasília/DF – A Polícia Federal prendeu em flagrante, na quinta-feira (22/10), uma pessoa com imagens e vídeos de pornografia infantil sob sua posse.

A prisão ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela 10ª Vara Federal do Distrito Federal, em um apartamento residencial na Asa Norte. Durante as buscas, os policiais federais conseguiram encontrar imagens e vídeos de pornografia infantil no computador pessoal do indivíduo. Os arquivos eram baixados através de um programa de compartilhamento de arquivos digitais.

O preso foi conduzido até a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal e responderá pelo crime de posse de material com pornografia infantil, previsto no Estatuto da Criança e Adolescente, com pena que varia de um a quatro anos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal

Fone: (61) 2024-7557
E-mail: [email protected]

Leia Também:  Polícia Federal apreende cerca de mil comprimidos de ecstasy
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA