POLÍCIA FEDERAL

PF realiza extradição de argentino foragido em Foz do Iguaçu/PR

Publicados

em

Foz do Iguaçu/PR – A Polícia Federal realizou, nesta quinta-feira (23/6), uma operação de extradição de um estrangeiro, de nacionalidade argentina, que estava foragido da Justiça daquele país.

O cidadão argentino, de 46 anos, é professor de artes marciais e estava foragido da Justiça argentina (Tribunal Penal Nro. 1, de la Tercera Circunscripción Judicial de la Ciudad de Eldorado), pelo crime de violência doméstica, tendo sido preso em Foz do Iguaçu/PR, em agosto de 2021, após investigação da própria Polícia Federal brasileira.

A extradição ocorreu nas imediações da aduana da Ponte Internacional Tancredo Neves, fronteira com a cidade argentina de Puerto Iguazu, onde os policiais federais entregaram o foragido às autoridades do país vizinho.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR

CS/PF/Foz

[email protected]

Disque-Denúncia

(45) 99116-8691 (telefone/Whatsapp)

Leia Também:  PF participa de evento internacional sobre biometria facial
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal realiza a doação de bens culturais apreendidos em inquérito policial

Publicados

em

Curitiba/PR – A Polícia Federal realizou na quarta-feira (29/6) a doação de documentos raros ao Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, apreendidos em inquérito policial conduzido no Estado do Paraná. A destinação tem como objetivo a preservação do patrimônio histórico e cultural brasileiro.

Trata-se de exemplares do jornal ilustrado denominado “Don Quixote”, editado pelo artista gráfico Angelo Agostini e publicados entre 1895 e 1903, no Rio de Janeiro. Tal periódico retratava fatos políticos e sociais especialmente no contexto histórico do início da república no Brasil. 

A investigação foi iniciada no ano de 2019 após a comunicação de que bens culturais pertencentes ao acervo daquela instituição, subtraídos no ano de 2006, pudessem estar sendo comercializados em site de leilão pela internet. 

De acordo com a Constituição Federal, é competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios a proteção de documentos, obras e outros bens de valor histórico, artístico e cultural, monumentos, paisagens naturais notáveis e sítios arqueológicos.

A subtração, o comércio e o tráfico ilícito de bens culturais podem configurar inúmeros crimes, tais como o furto, o roubo, a receptação e o contrabando previstos no Código Penal, bem como delitos previstos nas Leis de Combate a Crimes Contra o Meio Ambiente 9.605/98 e à Lavagem de Dinheiro 9.613/98.

Leia Também:  PF extradita português por condenação em seu país

Comunicação Social da Polícia Federal no Paraná

Telefone: (41) 3251-7810
E-mail: [email protected]

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI