POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal deflagra Operação Papagaio de Ouro para investigar exploração ilegal de ouro em Mato Grosso

Publicados

em


.

Cuiabá/MT – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (27/8) a Operação Papagaio de Ouro, com o objetivo de investigar a exploração ilegal de ouro na região de Pontes e Lacerda/MT. Policiais cumprem cinco mandados de busca e apreensão em propriedades particulares. As ordens partiram da Justiça Federal de Cáceres/MT.

 Investigações da PF apontam que pai e filho teriam explorado por mais de cinco anos um garimpo ilegal de grandes proporções, tendo eles obtido enormes lucros com a empreitada criminosa. Segundo os investigadores, a dupla estava prestes a vender a área em uma transação milionária. A compradora, uma mineradora da região, tentaria regularizar o empreendimento.

 Na operação de hoje, os bens dos investigados foram bloqueados, tendo em vista que há indícios de que a aquisição do garimpo foi quitada com os lucros da própria exploração ilícita de ouro. A Justiça também determinou o sequestro de gados, veículos, máquinas pesadas e o próprio imóvel onde está localizado o garimpo.

  

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

[email protected] | www.pf.gov.br

Leia Também:  PF combate disseminação de conteúdo pornográfico infantojuvenil em São Paulo

(65) 99284-8987

 

****O nome da operação é uma referência ao Córrego do Papagaio, local onde a investigação teve início. A área estava sendo poluída com os rejeitos do garimpo ilegal.

 

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF prende foragidos em grupo de deportados

Publicados

em


.

Belo Horizonte/MG – Na sexta-feira, 25/9, desembarcou em Belo Horizonte mais um voo oriundo dos Estados Unidos da América, trazendo 53 deportados. Coube à Polícia Federal realizar os procedimentos de controle migratório, uma de suas competências definidas pela Constituição da República.

Dentre os deportados, retornaram ao país dois foragidos internacionais, que foram presos pela Polícia Federal assim que desembarcaram no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins/MG.

Um dos presos tem 50 anos, é natural de Campo Grande/MS e foi condenado a dois anos e oito meses de prisão em regime aberto, pela prática de crime contra a ordem tributária, com mandado expedido pela 1ª Vara Federal Criminal de São Paulo. O outro tem 42 anos, figurava na lista de Difusão Vermelha da INTERPOL e tinha contra si mandado de prisão preventiva decorrente de decisão condenatória expedido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, pela prática de homicídio qualificado, cuja pena máxima pode chegar a 30 anos de reclusão.

Leia Também:  PF investiga crimes contra a Administração Pública em Rondônia

Os presos serão conduzidos para o CERESP Gameleira, onde ficarão à disposição da Justiça.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

Fone: (31) 3330-5270

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA