POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal investiga fraudes em licitação envolvendo servidores públicos, agentes políticos e empresários

Publicados

em


.

Rio Branco/AC – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (11/9) a Operação Acúleo, com o objetivo de coletar novos elementos de prova nos autos de inquérito policial que apura os crimes de fraude em licitação, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e ativa, peculato, crime de responsabilidade de prefeito e organização criminosa praticados, em tese, pelo suposto grupo criminoso.

Mais de 50 policiais federais participam da operação, cumprindo 33 mandados judiciais, sendo 18 mandados de busca e apreensão, 13 medidas cautelares substitutiva à prisão e 2 mandados de afastamento cautelar do cargo público (Pregoeiro e Ex-prefeitos). As referidas ordens judiciais estão sendo cumpridos nas cidades de Cruzeiro do Sul/AC e de Rio Branco/AC. As medidas de buscas e apreensão estão sendo feitas na Assembleia Legislativa do Estado do Acre – ALEAC, bem como nas residências de ex-servidores públicos, servidores públicos em exercício, agentes políticos e de empresários do Vale do Juruá.

Foi determinado, ainda, o bloqueio dos ativos financeiros no país dos principais envolvidos no montante de mais de R$ 5 milhões, assim como o sequestro de bens imóveis e/ou arresto de bens móveis dos investigados, casos os ativos financeiros não alcancem o valor suficiente para uma possível recomposição do dano ao erário. As medidas cautelares pleiteadas pela Polícia Federal foram deferidas pelo Tribunal Regional da 1ª Região.

Leia Também:  Polícia Federal deflagra 75ª Fase da Operação Lava Jato Operação BOEMAN e cumpre 25 mandados de busca e apreensão em 3 Estados

De acordo com a investigação, a empreitada criminosa consistia na cooptação de prefeitos e servidores públicos municipais e estaduais, pagando-lhes, em tese, vantagens financeiras, com o objetivo de assegurar a burla ao caráter competitivo das licitações e conferir uma aparência de licitude às fraudes. Por conseguinte, efetivava-se o desvio e a apropriação de verbas públicas federais, em detrimento das destinações legais de tais recursos, com grave prejuízo ao erário.

Uma das empresas investigadas chegou a vencer 32 procedimentos licitatórios na cidade de Cruzeiro do Sul/AC, movimentando aproximadamente R$ 50 milhões, oriundos de contratos de obras públicas firmados com o ente público municipal. Grande parte desses valores eram operados às margens do Sistema Financeiro Nacional, pois os sócios das empresas realizavam saques expressivos (na tentativa de ocultar a destinação), que ultrapassaram R$ 12 milhões. Soma-se a isso diversas transferências eletrônicas destinadas a pessoas públicas. 

A Polícia Federal continuará a apuração, com a análise do material apreendido na operação, preservando os direitos fundamentais dos investigados.

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF apreende mais de 700 kg de cocaína

Publicados

em


.

Santos/SP – A Polícia Federal apreendeu nesta quarta-feira (23/9) mais de 700 kg de cocaína no Porto de Santos/SP. Uma pessoa foi presa em flagrante.

A PF recebeu a recebeu informação de que um veículo, de cor branca, com placas identificadas, estaria transportando entorpecente na região de Vicente de Carvalho para ser exportado pelo Porto de Santos.

Os policiais federais localizaram o veículo em Vicente de Carvalho, no Guarujá/SP. Na abordagem, encontraram o entorpecente acondicionado em tabletes com diversos logos. Uma pessoa foi presa em flagrante e a outra se evadiu do local.

No total foram apreendidos aproximadamente 749 kg de entorpecente e se verificou que o veículo era roubado, com placas clonada.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Santos

(13) 3213-1800

Leia Também:  Polícia Federal apura crimes contra o sistema previdenciário nacional nos estados do Piauí e Maranhão.
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA