POLÍCIA FEDERAL

Último procurado na Operação Black Flag se entrega à Polícia Federal

Publicados

em


Campinas/SP – A Operação Black Flag foi deflagrada na terça-feira, 11/5, para apurar crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro na ordem de R$ 2,5 bilhões.

Com a instauração do inquérito policial e o avanço das investigações, descobriu-se uma complexa rede de pessoas físicas e jurídicas fictícias que chegou a movimentar os R$ 2,5 bilhões em operações financeiras, tendo por único objetivo sustentar os integrantes da organização criminosa  com a aquisição de veículos de luxo, imóveis, lancha no valor de R$ 5 milhões e até o patrocínio de esporte automobilístico.

Na quinta-feira (10/6), o último procurado investigado nesta operação que se encontrava foragido se entregou às 10h, na Delegacia de Polícia Federal em Campinas, sendo dado cumprimento ao mandado de prisão temporária.

Sua função era auxiliar os líderes da organização a lavarem dinheiro com o fornecimento de dezenas de relógios de luxo importados ilegalmente na ordem de R$ 100 mil cada um.

Também nesta data, a Polícia Federal apresentou o relatório decorrente da análise de parte do material (documentos e dispositivos) apreendido no dia da operação, restando comprovada a prática de crimes tributários e contra o Sistema Financeiro Nacional.

Leia Também:  PF e BPFRON/PMPR apreendem dois veículos carregados com cigarros paraguaios

Além deste preso, permanecem preventivamente presos os quatro investigados apontados na investigação como os líderes da organização criminosa.

A Polícia Federal prosseguirá na análise do restante do material apreendido e representará à 1ª Vara Federal de Campinas para o desmembramento da investigação, dando continuidade às apurações.

Comunicação Social da Polícia Federal em Campinas

Telefone (19) 3345-2260

Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal, FAB E GEFRON/MT, em ação conjunta, interceptam e apreendem aeronave com 324 kg de cloridrato de cocaína

Publicados

em


Cáceres/ MT – No sábado (31/7), a Polícia Federal (PF), a Força Aérea Brasileira (FAB) e o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (GEFRON/MT), realizaram mais uma operação de enfrentamento ao tráfico de drogas pelo modal aéreo.

Nesta ação conjunta, foi apreendida uma aeronave modelo CESSNA 182P e aproximadamente 324 quilos de cloridrato de cocaína.

O avião que transportava a droga foi interceptado enquanto fazia um voo clandestino entre Machadinho D’Oeste (RO) e Colniza (1.065 a noroeste de Cuiabá), no Distrito de Guariba, no último sábado (31).

A aeronave pousou em uma pista localizada no meio da floresta e o piloto do avião conseguiu fugir em meio à mata.

A operação, que foi coordenada pela Polícia Federal e pelo GEFRON/MT, faz parte de um esforço conjunto e integrado das forças envolvidas na repressão a voos ilícitos de pequenas aeronaves carregadas com drogas oriundas dos países produtores vizinhos.

Os procedimentos legais e administrativos foram lavrados na Superintendência da PF em Rondônia, onde as investigações e as diligências continuam no intuito da identificação dos demais envolvidos.

Leia Também:  Polícia Federal, FAB E GEFRON/MT, em ação conjunta, interceptam e apreendem aeronave com 324 kg de cloridrato de cocaína

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

[email protected]

Instagram: @policiafederal_mt

Contato: (65) 992488987

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA