POLICIAL

CCI Aidee Pereira é a quarta unidade a ser entregue completamente revitalizada

Publicados

em


.

O prefeito Emanuel Pinheiro entregou na manhã desta sexta-feira (14), mais uma unidade atendimento voltada a pessoa idosa, após passar por uma ampla reforma na estrutura física e de revitalização. O Centro de Convivência dos Idosos (CCI) Aidee Pereira foi a quarta a receber melhorias de infraestrutura, a fim de oferecer serviços de excelência à população que utiliza dos serviços ofertados pela administração pública. Todas as ações desenvolvidas pela área social do Município são amparadas pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

Agora, os idosos passam a contar com um local adequado, de qualidade e com segurança para realização das atividades diárias, que por conta da pandemia do novo coronavírus, estão suspensas, sendo realizadas apenas o acompanhamento dessas pessoas cadastradas. “Isso é inclusão e igualdade social. Assim posso definir a entrega de mais essa importante obra, o que demonstra total respeito e admiração a essas pessoas que tanto já contribuíram com nossa cidade. Mesmo com a pandemia, os trabalhos não pararam. Tudo para oferecer atendimento digno a nossa população cuiabana”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro. 

Foram executados serviços de pintura, troca de telhado, piso, parte elétrica, portas e janelas, melhorias nos banheiros para ter mais acessibilidade, manutenção na piscina, dentre outros reparos necessários. Além da melhoria na estrutura, a unidade também recebeu a revitalização na parte de jardinagem, calçadas e meio-fio, instalação de novos equipamentos para a prática de exercícios e lazer, somada a troca de eletrodomésticos da cozinha como fogão e geladeira.

Leia Também:  Lei torna a Banda Municipal de Várzea Grande Patrimônio Cultural

“A valorização da pessoa idosa tem sido uma das prioridades da gestão atual. Diante disso, ações pautadas no resgate de vidas a partir da inclusão social do idoso, como essa de hoje, está sendo frequente nessa administração. E vamos continuar trabalhando”, ressaltou Pinheiro.

Os Centros de Convivência João Guerreiro, Maria Ignês e Padre Firmo já foram reformados e entregues à população. Atualmente, a rede de atendimento do Município abrange mais de dois mil idosos, a partir dos 60 anos.

Os idosos assistidos no Aidee Pereira participam de uma série de atividades que inclui aulas de dança, alfabetização, artesanato e também recebem atendimento de assistentes sociais e de saúde. No atendimento de saúde — um serviço implantado nesta gestão, por meio do projeto Viva a Vida na Melhor Idade — médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, fazem atendimento geriátrico. Esse serviço também se estende as outras três unidades de CCIs da Prefeitura de Cuiabá. Além do tradicional baile, atividade que ganha a preferência da maioria. De acordo com levantamento atualizado, o cadastro atual de idosos atendidos na unidade chega a 300 idosos.

Leia Também:  Lei obriga o uso de máscara facial nas ruas, transportes públicos, comércios, transporte por aplicativo, taxis , espaços e órgãos públicos

“Por enquanto, as atividades coletivas estão suspensas. No entanto, os idosos estão sendo monitorados. Grupos de WhatsApp foram criados para estreitar o relacionamento. Igualmente, aulas de ginástica estão sendo montados pelos profissionais da área da Educação Física e realizadas as aulas via online. Quando voltarmos a normalidade, os idosos irão receber uma unidade nova, especialmente cuidada e preparada para atendê-los”, disse a coordenadora da Unidade, Rosemeire Silva.

“Implantar uma política pública eficiente em todas as esferas tem sido uns dos desafios da nossa gestão. Desde que assumi a prefeitura, foi firmado um compromisso com os idosos que tanto contribuíram com a nossa cidade e agora chegou a hora de retribuir por todos esses serviços prestados à sociedade”, concluiu o prefeito. 

 

 

Propaganda

POLICIAL

Lei torna a Banda Municipal de Várzea Grande Patrimônio Cultural

Publicados

em


.

18/09/2020    2

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, e a Câmara Municipal, aprovaram a Lei de número 4.633/2020 que transforma a Banda Municipal ‘Maestro Manoel Teixeira de Oliveira’ patrimônio imaterial da cultura várzea-grandense. O tombamento da Banda se faz justo em razão de seu valor histórico e cultural, passando a constituir um patrimônio municipal, como argumenta a prefeita. A Banda foi criada em março de 1984.

A Banda retornou em 2017 e se tornou uma das grandes atrações do Natal Feliz, ação promovida pela prefeitura que traz entretenimento e diversão para as famílias, de forma totalmente gratuita. Ainda como efeito do tombamento, e sua consequente integração ao Patrimônio Histórico Municipal, a Banda Municipal de Várzea Grande passa a receber do Poder Executivo todas as condições necessárias para sua conservação e preservação como bem público, agregando valor afetivo à população e impedindo que venha a ser destruída ou descaracterizada.

O maestro Uelinton Santos, explica que a nova lei foi e está sendo muito comemorada, pois independentemente das gestões futuras e dos músicos que estiverem fazendo parte da nova instituição, a Banda seguirá cumprindo com sua vocação, que é a de levar alegria, conhecimento e cultura para toda Várzea Grande.

Leia Também:  Lei torna a Banda Municipal de Várzea Grande Patrimônio Cultural

“Em outubro de 2002, ainda na gestão do então prefeito Jayme Campos, a Banda passou a se chamar ‘Maestro Manoel Teixeira’. Se transformou referência na cidade e bastante elogiada e esperada nos eventos do Município. Na Gestão da prefeita Lucimar a banda  foi resgatada, por ter ficado uns 10 anos sem atuação e agora recebe toda a atenção merecida, pertencendo à cultura local”.

Como pontua o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidelis, o tombamento é a primeira ação a ser tomada para a preservação dos bens culturais, na medida em que impede legalmente a sua destruição.  “No caso de bens culturais, preservar não é só a memória coletiva, mas todos os esforços e recursos já investidos para sua construção, como ocorreu para o resgate da Banda Municipal. No caso específico de Várzea Grande, há um incentivo continuo à musicalidade. Começou com a reordenamento da Banda e hoje se efetiva com ações concretas no dia-a-dia da educação”. 

Como explica o secretário, as oficinas de música fazem parte da grade do Ensino em Tempo Integral, o ETA, presente hoje em 22 escolas municipais. No contra turno escolar crianças e adolescentes têm o contato com música, o que contribuiu, sobremaneira, no aprendizado. “A Banda está presente em todas as atividades cívicas de nossa cidade e a música promove mudanças positivas na percepção de vida dos nossos alunos. Temos certeza de que todo esse aprendizado, uma vez absorvido, passa a fazer parte da rotina de cada um, e melhor, é partilhado no seio familiar e na comunidade”.

Leia Também:  Lei obriga o uso de máscara facial nas ruas, transportes públicos, comércios, transporte por aplicativo, taxis , espaços e órgãos públicos

A superintendente municipal de Cultura, Maria Alice de Barros Silva, lembra que a Banda faz parte da história da cidade desde a década de 80. “Seu tombamento é um ato de reconhecimento de sua importância histórica e cultural e garante a preservação e salvaguarda da memória cultural das músicas e ritmos de Várzea Grande”.

De 2017 para cá, a Banda vem inovando seu repertório de músicas, hoje transita sob aplausos entre grandes clássicos da MPB, bem como de canções românticas internacionais, como sucessos em trilhas de filmes e de novelas, e fomenta o ritmo local, com acordes de rasqueado, que levantam o público, seja qual for a apresentação.  “Levamos entretenimento e alegria. Ofertamos boa música para fazermos uma viagem no tempo, sempre promovendo valores o resgate musical”.

 

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA