POLICIAL

Mães relatam alívio por filhos conseguirem aplicação de medicamento de alto custo

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Davi Lucca Maia Rodrigues, 6 meses, nasceu com hipoplasia do coração esquerdo, uma anomalia muito grave que compromete a oferta de sangue para o coração, que a mãe dele, a vendedora Roseli Barbosa Maia, descobriu no quinto mês de gestação. Segundo ela, ainda na gravidez, o médico que a acompanhou no pré-natal disse que seu filho teria que nascer em outra capital porque senão, não viveria mais do que duas horas após o parto. “Tive muita fé e com 6 dias de vida dele, fomos para São Paulo fazer uma cirurgia, uma bandagem nos ramos pulmonares e a colocação de um stent na válvula do coração”, conta Roseli. Durante a internação do filho, ela foi orientada pelo cardiologista que o filho deveria ser medicado com a imunoglobulina Palivizumabe, medicamento de alto custo (em média R$ 5 mil a dose no mercado) que ajuda o sistema imunológico da criança a se prevenir contra doenças respiratórias.

Ao retornar para Cuiabá, Roseli continuou o tratamento cardiológico do filho e, com o início da sazonalidade do vírus sincicial respiratório (VSR), conseguiu os encaminhamentos necessários junto ao cardiologista Alessandro Gonçalves, que atende no Centro de Especialidades Médicas (CEM), da Secretaria Municipal de Saúde, e deu entrada no pedido para aplicação da imunoglobulina em seu filho, que recebeu a primeira das cinco aplicações na quarta-feira (24). “Foi muito rápido! Entrei com o pedido segunda-feira passada (15) e hoje ele já está tomando a vacina. Fiquei muito feliz de ter conseguido. Tudo o que for para ajudar a saúde do meu filho é bem-vindo”, disse esperançosa de que o filho não terá que enfrentar novas internações.

Quem já passou pela experiência com o filho de ter a assistência da aplicação do Palivizumabe por parte da Secretaria Municipal de Saúde é a dona de casa Enielza dos Santos, mãe de Elias dos Santos Magalhães de Souza, 1 ano e 11 meses. Em 2020, ele recebeu cinco doses da imunoglobulina de forma totalmente gratuita e, neste ano, ele tomou sua primeira e última dose, uma vez que a aplicação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é garantida até a idade em que Elias está atualmente. 

De acordo com Enielza, o filho já nasceu com cardiopatia e foi submetido à cirurgia aos 10 meses de idade. Desde então, ele passou a sempre sofrer com gripes e resfriados. “Qualquer ventinho que ele pegava já ficava gripado. Ele não conseguia respirar, se debatia. Era desesperador!”, recorda. Mas ela também relembra que, logo que o filho passou a tomar a imunoglobulina Palivizumabe pela rede municipal de Saúde, o filho nunca mais sofreu com isso. “Parece que tirou com a mão. Depois da primeira dose, ele nunca mais ficou gripado. Olha, é Deus em primeiro lugar e depois o medicamento”, agradece a mãe de Elias. 

Desde 2019, Cuiabá passou a ser um polo de aplicação da imunoglobulina Palivizumabe. Antes, o medicamento somente era ofertado na rede estadual. Ele é destinado para crianças nascidas com idade gestacional menor ou igual a 28 semanas (até 28 semanas e 6 dias) com idade inferior a 1 ano (até 11 meses e 29 dias) ou crianças com idade inferior a 2 anos (até 1 ano, 11 meses e 29 dias) com doença pulmonar crônica da prematuridade, displasia bronco pulmonar ou doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica comprovada.

A médica da família Renata Amoroso, que atua na aplicação do Palivizumabe em Cuiabá, explica que a imunização ocorre nos meses de maior circulação do vírus sincicial respiratório (VSR) que, conforme estudos do Ministério da Saúde, vai de março a julho, no Centro-Oeste brasileiro. Mais do que a aplicação do remédio, o atendimento também compreende uma consulta, onde é feita a pesagem da criança, a ausculta do coração, entre outras avaliações. 

Propaganda

Momento +

Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

Publicados

em


Após superar 6,5 mil vacinados em seis dias da semana passada, Várzea Grande se prepara para abrir as pré-inscrições a partir de 22 horas desta segunda-feira, 12 de abril de 2021, no site oficial do município (www.varzeagrande.mt.gov.br) na ABA IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – CADASTRO PARA VACINA COVID 19 e quer dobrar o número de vacinados com os dois novos pontos de vacinação a serem abertos no Parque Berneck e no Jardim Marajoara em parceria com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Fora isto, no último sábado, durante a vacinação no Centro Universitário Várzea Grande (UNIVAG), quando foram aplicadas 2.200 doses, no encerramento dos trabalhos sobraram 11 vacinas de primeira dose e 9 de segunda dose que foram aplicadas em pessoas previamente cadastradas para serem vacinadas no decorrer da semana e foram antecipadas para não se perder as doses, pois uma vez aberto o frasco contendo 10 doses ele deve ser em determinado prazo utilizado em sua totalidade.

Também foram vacinados nos últimos dias sem tumulto e de forma natural os profissionais das Forças de Segurança Pública, como Guarda Municipal de Várzea Grande, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Trabalhadores do Sistema Penitenciário. Todos eles foram considerados pelo Ministério da Saúde como prioritários no Plano Nacional de Imunização – PNI.

A previsão inicial é de que a vacinação desta terça, quarta, quinta e sexta-feira, encerre a faixa etária de 65 anos acima para que no próximo final de semana Várzea Grande já inicie a vacinação para aqueles com 60 anos ou mais.

“Estamos colhendo os resultados de um árduo trabalho de todo o pessoal da Saúde Pública e de parceiros que tem se dedicado, se desdobrado e o resultado é recompensador, pois podemos atender a milhares de várzea-grandenses ou moradores de nossa cidade”, disse o prefeito Kalil Baracat.

A Secretaria de Saúde reafirmou novamente que mesmo abrindo novas faixas etárias, os que por algum motivo perderam sua vacina ou tiveram problemas que impediram a mesma, não precisam se preocupar, pois as doses estarão a disposição até que sejam aplicadas.

Com a abertura do pré-cadastro, idosos a partir de 60 anos podem se cadastrar para se vacinar contra a covid-19, no site da prefeitura de Várzea Grande. Após realizar o cadastro, os funcionários da Saúde irão agendar as datas e horários de imunização de todas as pessoas. O local será conforme a opção no cadastro. A previsão é iniciar no sábado (17 de abril), onde serão vacinados cerca de cinco mil idosos deste novo público-alvo no Centro Universitário UNIVAG – Clínicas Médicas em ponto fixo ou drive thru e no Parque Ambiental Bernardo Berneck, mais conhecido como ‘Parque Berneck’, somente em sistema drive trhu.

Conforme explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina, este novo público-alvo, de 60 anos acima, possui muitos moradores na cidade, por isso a vacinação será iniciada no sábado (17) e reservada à próxima semana inteira para fechar esta faixa etária.

“Nosso planejamento para esta semana é dar continuidade a vacinação da faixa etária de 65 anos acima, retomando nesta terça-feira, 13 de março e indo até sexta-feira. A vacinação acontece no Ginásio Poliesportivo Fiotão, para os idosos de 65 anos acima, já agendados e confirmados. No dia 14 quarta –feira , também será no Fiotão. No dia 15 – quinta-feira – segunda dose – no Centro Universitário UNIVAG e na sexta-feira (16 de abril) no “Fiotão”. Temos 4 mil idosos cadastrados para concluirmos esta faixa etária de 65 anos acima”, explicou Relva Cristina.

O secretário Municipal de Saúde, Gonçalo de Barros disse que o planejamento de vacinação de Várzea Grande é feito com pé no chão, com avanços e possibilitando abertura de novos pontos conforme as necessidades e facilidade para a população.

“As vacinas chegando, nós vamos aplicando. Essa é a ordem do prefeito Kalil Baracat imunizar o maior número possível para criar a imunidade de rebanho. Com a rapidez que a pandemia avança, gostaríamos de ter vacinado muito mais, porém estamos condicionados à distribuição de doses por parte do Ministério da Saúde e Estado. Até o momento, temos conseguido vacinar em um curto período, o que demonstra a união e dedicação de nossos servidores e parceiros na imunização da nossa população”, ressalta. 

CADASTRO:

Para se cadastrar é necessário entrar no portal de notícias da prefeitura de Várzea Grande pelo endereço eletrônico  www.varzeagrande.mt.gov.br na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – CADASTRO PARA VACINA COVID 19, prestar atenção ao confirmar a inscrição e depois aguardar confirmação posterior, com data, local e hora por ligação telefônica feita pelas equipes da Vigilância em Saúde ou através de e-mail e SMS em celular informado. Só serão vacinados aqueles que tiverem a confirmação. No momento da vacinação os atendidos devem se apresentar munidos de documentos originais com foto, cartão do SUS e comprovante de domicílio de Várzea Grande. As pessoas cadastradas devem comparecer no horário agendado para não haver tumulto nos locais de vacinação.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA