POLICIAL

Inconformado com o término do relacionamento Homem mata mulher à tiros na madrugada deste domingo

Publicados

em

Uma mulher de 33 anos, identificada como Lailse Monique da Silva, foi assassinada a tiros na madrugada deste domingo (26) enquanto saía de uma boate no município de Poconé, em Mato Grosso;

O principal suspeito é o ex-namorado da vítima, um homem de 37 anos que não aceitava o término do relacionamento.

O homem foi autuado em flagrante pelo delegado Marlon Luz pelo crime de homicídio contra mulher por razões da condição de sexo feminino e responderá por feminicídio, ou seja, homicídio qualificado.

De acordo com informações da Polícia Militar, a corporação foi acionada para atender a uma ocorrência em que havia uma mulher caída em frente a um clube da cidade. Porém, ao chegar no local, os policiais constataram que Lailse já estava sem vida.

Em procura pelo suspeito, os policiais localizaram a residência onde o homem que teria cometido o crime estava escondido.

Lá, os agentes o encontraram em posse de uma arma de fogo e ele com ameaças de que tiraria a própria vida.

Leia Também:  Advogado do Ten Cel Paccola que matou agente sócioeducativo com três tiros pelas costas questiona denuncia do MPE

Após negociações, o suspeito se entregou e foi encaminhado para a Delegacia de Poconé. A Polícia Civil esteve no local para o trabalho de investigação e liberação do corpo para exame de necropsia.

Laisle era servidora pública na cidade de Poconé e já havia trabalhado no departamento municipal de recursos humanos e departamento municipal de tributos da Prefeitura Municipal, que emitiu nota de pesar.

“De forma enlutada, deixamos aqui os nossos mais sinceros sentimentos aos seus familiares e amigos, nos quais, rogamos a Deus para que possa confortá-los neste momento difícil de muita dor pela passagem deste ente querido”, escreveu o órgão municipal.

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

POLICIAL

Assaltante que levou malotes de dinheiro da Caixa do Boa Esperança em Cuiabá é morto a tiros na Bolívia

Publicados

em

A Polícia da cidade de San Matías, na Bolívia, investiga e tenta localizar criminosos que mataram  o  cuiabano Vinicius Bernardinelli Dacache, de 36 anos, assassinado com 11 tiros  na última quarta-feira (12).

Em 2006, ele foi condenado a 16 anos e oito meses de prisão por envolvimento em um roubo na agência da Caixa Econômica Federal ocorrido no dia 4 de junho do ano anterior.

Na ocasião, foram roubados R$ 195 mil de malotes que chegavam à agência, localizada no bairro Boa Esperança.

Vinicius também já havia sido preso por roubo em Tangará da Serra MT.

De acordo com informações de sites locais da Bolívia, Vinicius atuava no ramo de tratores e máquinas e três dos tiros foram na cabeça dele.

Consta ainda que ele não estava com o celular ou as chaves de um carro que estava próximo ao corpo dele.

Os familiares do foragido da Justiça foram até San Matias e realizaram o translado do corpo dele para Cuiabá.

Leia Também:  Lucas do Rio Verde anuncia inscrições deferidas para credenciamento de juízes leigos

O sepultamento dele aconteceu na manhã desta sexta-feira (12). Ainda conforme informações locais, não foram identificados os responsáveis pela morte de Vinicius.

 

Otavio Ventureli(da redação com hiper)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI