POLICIAL

Mais uma: Mulher de 25 anos é morta a tiros neste domingo na sala de casa na frente dos dois filhos, criminosos fugiram do local do crime

Publicados

em

Uma mulher identificada como Andreia Lima Mariano, 25, foi assassinada na noite deste domingo (22), dentro de sua casa, no bairro Portal das Flores, em Juara, municipio de Mato Grosso. Ela foi morta no sofá de casa, na frente das filhas.

De acordo com as informações, por volta das 20h, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio. Quando chegou no local, encontrou a vítima no sofá da sala, já sem sinais vitais. Cena foi isolada e a Polícia Civil acionada para o caso.

Os investigadores conversaram com uma testemunha, de 18 anos, que estava na casa no momento do crime. Ela contou que chegaram dois homens em uma motocicleta e chamaram pelo seu nome na porta.

A testemunha foi ver o que se tratava e um dos suspeitos se apresentou como Felipe, dizendo que foi até o local para ‘tomar cerveja’. Mas, a testemunha desconfiou e correu para dentro de casa, momento que o suspeito correu atrás e invadiu o local atirando.

Leia Também:  Supermercados reduziram os valores de produtos da cesta básica é o que revela levantamento feito pela FECOMERCIO

Andreia, que estava na sala, foi atingida pelos tiros. Já a testemunha conseguiu fugir da casa pelos fundos e pulando o muro. As crianças foram acolhidas pela família da vítima logo após o crime. O caso está sob investigação.

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

POLICIAL

Mãe implora a presença de médico em UTI para acompanhar filho que sofreu acidente e recebe um “não”

Publicados

em

Aline Botelho, mãe de Lucas Botelho, de 18 anos, fez um desabafo nas redes sociais após o Hospital e Maternidade Santa Marcelina, em Sapezal, no Mato Grosso, não disponibilizar um médico para acompanhar seu filho em uma transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do município até Cuiabá.

Lucas sofreu um grave acidente de moto na noite de quarta-feira (22) em Sapezal e chegou ao hospital desacordado, com sangramento no ouvido, febre e vômito. Segundo a mãe, a transferência era para ter ocorrido às 20h.

No post da denúncia, Aline afirma ter conseguido uma ambulância às 23h do mesmo dia para transferi-lo para a capital, porém um médico se negou a acompanhar Lucas e disse que só iria a partir das 7h30 da manhã do dia 24, quase 12 horas após o acidente.

Desesperada, a mãe entrou em contato com o prefeito de Sapezal Walcir Casagrande (PL), que “fez pouco caso”, segundo Aline, e a mandou fazer o que ela quisesse.

“O hospital não é do município e a responsabilidade é deles”, respondeu o prefeito enquanto a mãe aguardava desesperada pela remoção de Lucas.

Leia Também:  Indea capacita servidores para padronizar atendimento e fiscalizações em MT

“Estou aflita com a situação do meu filho, é triste demais ver alguém nessa situação e o nosso prefeito fazer pouco caso”, desabafou Aline. “Estou de todas as formas implorando por ajuda nesse momento”.

Com a negativa de atendimento ao seu filho, Aline colocou o carro da família a venda na Internet na tentativa de custear o tratamento de Lucas em uma UTI.

De acordo com informações, Lucas foi transferido para a capital e está internando no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e ainda aguarda uma vaga na UTI.

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI