POLICIAL

Mulher de 26 anos mãe de cinco filhos deixa as crianças com os avós vai a Rondonópolis atrás do namorado e desaparece desde o dia 7 de maio

Publicados

em

A família de Júlia dos Santos Pereira, 26 anos, busca desesperadamente por notícias da jovem, desparecida desde o dia 7 de maio deste ano.

A mulher havia viajado para Rondonópolis, em Mato Grosso, para se encontrar com um rapaz com quem tinha uma relação, mas estava tendo contato diário com família e com as 5 filhas, que ficaram na casa dos avós.  

Já no último dia 11, o pai da jmulher falou com o namorado da filha. Ele disse que, ao acordar, não a encontrou em sua casa e não tinha notícias dela. 

A família registrou o desaparecimento de Júlia no dia 17 de maio, mas até o momento não teve notícias.

O rapaz, que seria o namorado da mulher, mantém a versão de que quando acordou, Júlia não estava mais em casa.

Porém, dias depois ele deixou de responder às mensagens e ligações da família e também desapareceu sem deixar rastro. 

Júlia tem 5 filhas que estão com os avós. A caçula tem apenas 07 meses de vida. Segundo a Polícia Judiciária Civil o caso já está sendo investigado. 

Leia Também:  Prefeitura investe mais de R$ 2,4 milhões em equipamentos de...

 

Otavio Ventureli(da redação )

 

 

POLICIAL

Mãe implora a presença de médico em UTI para acompanhar filho que sofreu acidente e recebe um “não”

Publicados

em

Aline Botelho, mãe de Lucas Botelho, de 18 anos, fez um desabafo nas redes sociais após o Hospital e Maternidade Santa Marcelina, em Sapezal, no Mato Grosso, não disponibilizar um médico para acompanhar seu filho em uma transferência para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do município até Cuiabá.

Lucas sofreu um grave acidente de moto na noite de quarta-feira (22) em Sapezal e chegou ao hospital desacordado, com sangramento no ouvido, febre e vômito. Segundo a mãe, a transferência era para ter ocorrido às 20h.

No post da denúncia, Aline afirma ter conseguido uma ambulância às 23h do mesmo dia para transferi-lo para a capital, porém um médico se negou a acompanhar Lucas e disse que só iria a partir das 7h30 da manhã do dia 24, quase 12 horas após o acidente.

Desesperada, a mãe entrou em contato com o prefeito de Sapezal Walcir Casagrande (PL), que “fez pouco caso”, segundo Aline, e a mandou fazer o que ela quisesse.

“O hospital não é do município e a responsabilidade é deles”, respondeu o prefeito enquanto a mãe aguardava desesperada pela remoção de Lucas.

Leia Também:  Hospital Santa Rosa em Cuiabá registra um aumento de casos de pacientes com sintomas gripais a maioria Covid

“Estou aflita com a situação do meu filho, é triste demais ver alguém nessa situação e o nosso prefeito fazer pouco caso”, desabafou Aline. “Estou de todas as formas implorando por ajuda nesse momento”.

Com a negativa de atendimento ao seu filho, Aline colocou o carro da família a venda na Internet na tentativa de custear o tratamento de Lucas em uma UTI.

De acordo com informações, Lucas foi transferido para a capital e está internando no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e ainda aguarda uma vaga na UTI.

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI