POLICIAL

País da corrupção: Polícia Civl do DF deflagra nesta manhã de sexta(20) Operação Ludíbrio com objetivo de combater grupo criminoso

Publicados

em

Na manhã desta sexta-feira, 20, a Polícia Civil do Distrito Federal, por meio da Delegacia de Repressão à Corrupção, com apoio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social  deflagrou a Operação Ludíbrio.

Ela tem como objetivo apurar a suposta prática de diversos delitos por um grupo criminoso composto por ao menos dois auditores fiscais do DF Legal, dentre outras pessoas.

Após receber algumas denúncias anônimas, a PCDF empreendeu várias diligências sendo colhidos diversos elementos que indicam que os investigados receberiam e/ou cobrariam vantagens indevidas a fim de: não fiscalizar determinados imóveis e pessoas; emitir indevidamente autorizações diversas, como Alvarás de Construção e Cartas Habite-se; reduzir ou extinguir, ilicitamente, débitos e taxas; cancelar, irregularmente, Autos de Infrações, Embargos e Interdições; repassar informações sigilosas sobre data e local de ações fiscalizatórias; dentre outros.

A PCDF cumpriu 17 mandados de busca e apreensão em diversas regiões do Distrito Federal, bem como em Alexânia e Goiânia.

Também estão cumprido 3 mandados de prisão temporária, expedidos em desfavor do núcleo principal de investigados, composto pelos dois auditores fiscais e uma terceira pessoa, responsável por captar “clientes” e fazer a intermediação das negociações com os servidores públicos, enquanto estes de fato executavam as ilegalidades.

Leia Também:  Com produção superior a 87 milhões de toneladas na 2ª safra, Conab estima recorde para milho

Os “clientes” identificados até o momento também foram alvo de buscas.

Apurou-se, ainda, que um dos auditores fiscais investigados já está aposentado, porém, se apresentava como se da ativa fosse, a fim de praticar as irregularidades mencionadas.

Por conta dos indícios colhidos até o momento, os investigados podem responder pelos crimes de associação criminosa, concussão, corrupção, dentre outros que devem ser melhor apurados. Somadas, as penas podem chegar a 27 anos de prisão.

 

Otavio Ventureli(da redação Brasilia)

POLICIAL

Assaltante que levou malotes de dinheiro da Caixa do Boa Esperança em Cuiabá é morto a tiros na Bolívia

Publicados

em

A Polícia da cidade de San Matías, na Bolívia, investiga e tenta localizar criminosos que mataram  o  cuiabano Vinicius Bernardinelli Dacache, de 36 anos, assassinado com 11 tiros  na última quarta-feira (12).

Em 2006, ele foi condenado a 16 anos e oito meses de prisão por envolvimento em um roubo na agência da Caixa Econômica Federal ocorrido no dia 4 de junho do ano anterior.

Na ocasião, foram roubados R$ 195 mil de malotes que chegavam à agência, localizada no bairro Boa Esperança.

Vinicius também já havia sido preso por roubo em Tangará da Serra MT.

De acordo com informações de sites locais da Bolívia, Vinicius atuava no ramo de tratores e máquinas e três dos tiros foram na cabeça dele.

Consta ainda que ele não estava com o celular ou as chaves de um carro que estava próximo ao corpo dele.

Os familiares do foragido da Justiça foram até San Matias e realizaram o translado do corpo dele para Cuiabá.

Leia Também:  Milhares já em andamento: Governador: "Nossa meta é viabilizar a construção de 40 mil casas populares nos próximos quatro anos"

O sepultamento dele aconteceu na manhã desta sexta-feira (12). Ainda conforme informações locais, não foram identificados os responsáveis pela morte de Vinicius.

 

Otavio Ventureli(da redação com hiper)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI