POLÍTICA MT

Após avaliação ruim, escola de Apiacás realiza trabalho e supera meta nacional do Ideb

Publicados

em


Em 2005, a Escola Estadual Vinícius de Moraes, localizada no município de Apiacás (a 1.010 quilômetros de Cuiabá), obteve a nota de 4,2 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O resultado decepcionou toda a comunidade escolar, mas também estimulou professores e gestores a trabalharem para mudar esse cenário. Quinze anos depois, o trabalho deu resultado e a escola conseguiu o índice 6,8 no Ideb 2020, superior às metas nacional e estadual.

A diretora Jaqueline Marrafão lembra que desde que o trabalho começou, a nota oscilou nos primeiros anos, mas desde 2011 vem uma crescente. Em 2017 o Índice havia ficado em 6,2.

“Quando assumi a gestão no ano de 2016 havia um grande desafio que era elevar o índice do Ideb. A partir daí, planejamos atingir essa meta que foi coroada com essa nota, um trabalho de todos. Em 2017, já tínhamos um Ideb bom e melhoramos o que já era ótimo. A equipe gestora está mais que satisfeita”, festeja.

As propostas para os professores foram realizadas em parceria com o Centro de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapro), do polo de Alta Floresta, que acompanhava as formações especiais.

Leia Também:  Pequenos negócios representam 95,6% das empresas em Mato Grosso

O professor Arnaldo Rodrigues, um dos responsáveis pelo trabalho explica que, desde o 4º ano, a escola trabalha as turmas com dois professores. Um trabalha linguagens e ciências da natureza, enquanto o outro leciona as ciências humanas e matemática. “Outro ponto é trabalhar a autoconfiança com os nossos estudantes em relação à responsabilidade que cada um tem na avaliação da aprendizagem”.

Também foi realizado um trabalho com os alunos sobre a importância de fazer a prova. Os professores estimularam os alunos com a realização de gincanas, desafios de leitura e interpretação de texto.

“Os desafios, nas gincanas e competições são do tipo: quem lê mais, quem consegue interpretar mais, respondendo mais perguntas e assim vai. Isso motiva nossos alunos”, assinala Arnaldo.

“Estou feliz como esse índice. É um prêmio para a escola, para os alunos. Estou há dois anos com essa turma. Tenho motivo para me orgulhar”, comemora.

Satisfeito

O professor Diomar “Zito” Santos tem a sensação de dever cumprido. Ele ressalta que quando a nota do Ideb é boa, o trabalho é de todos. Diomar explica que o grande diferencial em conseguir esse índice  é a integração no trabalho das disciplinas, mesmo com os professores lecionando áreas de conhecimentos diferentes.

Leia Também:  Lei que cria o programa Cidade Empreendedora é sancionada em Mato Grosso

O professor relata que na matemática, o foco é a resolução de problemas, e que o aprendizado em língua portuguesa também resulta na aprendizagem da matemática.

“Fazemos simulados, atividades lúdicas. A avaliação é trabalhada como instrumento de análise e melhoria em sala de aula. Trabalhamos com descritores (detalhamento de um objetivo) sugeridos pelo Inep e que serão avaliados no Ideb. A partir daí, fazemos o acompanhamento e o desenvolvimento do aluno”, frisa. Os professores apontam também o apoio da gestão escolar que sempre respaldou o trabalho.

A diretora do Cefapro polo de Alta Floresta, Edileuza Maçaneiro, se sente satisfeita com o resultado da EE Vinícius de Moraes. “Todo a equipe do Cefapro, por meio da equipe formadora parabeniza a escola por esse brilhante feito”, comemora.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Sexta-feira (30): Mato Grosso registra 143.325 casos e 3.846 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (30.10), 143.325 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.846 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 278 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 143.325 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.269 estão em isolamento domiciliar e 133.721 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 148 internações em UTIs públicas e 135 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 36,72% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (29.223), Rondonópolis (10.599), Várzea Grande (10.043), Sinop (7.104), Sorriso (6.332), Lucas do Rio Verde (5.893), Tangará da Serra (5.694), Primavera do Leste (4.939), Cáceres (3.473) e Campo Novo do Parecis (2.887).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Remanejamento de vagas vai aumentar número de atletas beneficiados com bolsa-atleta

O documento ainda aponta que um total de 115.464 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 482 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última quinta-feira (29), o Governo Federal confirmou o total de 5.494.376 casos da Covid-19 no Brasil e 158.969 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.468.270 casos da Covid-19 no Brasil e 158.456 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sexta-feira (30).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Vítima de golpe procura PM e entrega R$ 1 mil em notas falsas

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA