POLÍTICA MT

Assembleia Social repassa roupas, calçados e alimentos não perecíveis ao Lar dos Idosos São Vicente de Paulo

Publicados

em


.

Foto: Karen Malagoli

Roupas, calçados e alimentos não perecíveis foram repassados, na manhã de quarta-feira (2), para o Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, em Várzea Grande, pela Assembleia Social (braço social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso).

As vestimentas e os calçados doados são fruto das arrecadações para o Bazar da Assembleia Social (leia mais aqui), fora do padrão de qualidade do evento, mas em bom estado. Podem ser distribuídas pela instituição filantrópica aos idosos conviventes, bem como disponibilizados em um bazar interno promovido pelo Lar dos Idosos, voltado para a comunidade.

Os 50 quilos de alimentos não perecíveis repassados, por outro lado, foram arrecadados em outra ação da Assembleia Social: a edição dos Encontros de Fé em Drive-in promovida no último fim de semana (30/08).

Segundo o diretor do abrigo, João Cassim, as doações serão de grande valia para a unidade. “Vai ajudar bastante. Como aqui é filantrópico, os recursos são insuficientes. E os idosos amam receber [repasses como esses]”, comentou.

Leia Também:  Governo abre licitação para pavimentação da Estrada Morocó, em Sorriso

“O que mais me emociona é o ciclo de solidariedade que nosso bazar gera! Primeiro, pessoas e empresas desapegam, renovam as energias e doam coisas lindas. Depois, separamos produtos para venda e uma parte para doações. E, este ano, escolhemos o Lar de Idosos”, comenta a diretora da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira. “Além disso, temos a consciência ambiental, do reuso, da reutilização. Por fim, a arrecadação das vendas é repassada para outra instituição filantrópica, que já desenvolve ações de transformação humana e social. É um ciclo de crescimento exponencial!”, exclama.

Quem quiser contribuir com o Lar dos Idosos São Vicente de Paulo pode telefonar no (65) 3682-0446. Quem quiser saber mais sobre Bazar da Assembleia Social, que este ano terá uma versão on-line, pode acessar este link.

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Mato Grosso alcançou 96% das metas do Progestão 2019

Publicados

em


.

Mato Grosso alcançou 96,7% das metas do Progestão em 2019, um programa desenvolvido pela Agência Nacional de Águas (ANA) de incentivo financeiro para os estados. O uso dos recursos disponibilizados no programa é de aplicação exclusiva nas ações de gestão das águas, regulação de seus usos e fortalecimento da gestão integrada, descentralizada e participativa.

O programa baseia-se no pagamento por alcance de metas estabelecidas. As metas federativas são definidas pela ANA e as metas de gerenciamento de recursos hídricos em âmbito estadual definidas pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Cehidro).

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) é a responsável pela implantação do Programa no Estado. O atendimento dos critérios de avaliação de cada uma destas metas corresponde à 10% do valor total do repasse, podendo o estado receber proporcionalmente caso não cumpra integralmente uma das metas.

Mato Grosso aderiu ao 1º ciclo do Programa em 2013, por meio do Decreto nº 1815, de 20/06/2013. O 2º Ciclo iniciou em 2017 com término em 2021. O resultado das metas do 2º ciclo foi de 97,5% em 2017, 99,2% em 2018 e 96,7% em 2019.

Leia Também:  Seis pessoas são presas neste domingo em Operação Lei Seca

Estas informações constam no Boletim Progestão, lançado em setembro pela Coordenadoria de Ordenamento Hídrico, da Superintendência de Recursos Hídricos da Sema e que visa a transparência de dados e ações do setor.  O objetivo é que estes boletins sejam trimestrais, sendo no início reproduzido em maior número devido ao volume de informações acumuladas.

Valor Recebido

No 1º ciclo (2013-2017) a Sema recebeu R$3,72 milhões e no 2º ciclo 2,78 milhões, de 2017 até o momento. Os recursos foram recebidos devido ao bom desempenho das metas pelo governo de Mato Grosso e são empregados exclusivamente em ações de recursos hídricos.

Entre estas ações estão compras de materiais essenciais, contratação de serviços, realização de seminários e capacitação, fortalecimento de Bacias Hidrográficas e da Superintendência de Recursos Hídricos, compra de software e de equipamentos específicos para vistoria e fiscalização.

Tanto as metas como os investimentos são pilares para a gestão de recursos hídricos e contribuem para a implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos. A Pasta também atua na prevenção de eventos hidrológicos críticos, fornecendo informações à Defesa Civil e prefeituras sobre monitoramento dos rios, chuva e qualidade das águas, entre outros.

Leia Também:  Governo vai fomentar rodadas de negócios e ofertas para atrair turistas em Mato Grosso

Os recursos também são usados para elaborar os Planos de Bacias que norteiam as ações de gestão de recursos hídricos, implementar os projetos do Plano Estadual de Recursos Hídricos, regular a utilização racional da água por meio da outorga e incentivar a gestão participativa por meio do CEHIDRO e Comitês de Bacias.  

“Os resultados obtidos positivamente quanto ao Progestão mostram que a parceria entre a SEMA e a ANA está funcionando em perfeita harmonia, seguindo os preceitos da política de recursos hídricos de realizar a gestão de forma integrada, descentralizada e participativa”, destaca o superintendente de Recursos Hídricos Luiz Henrique Noquelli.

O superintendente também destaca o comprometimento dos técnicos que estão envolvidos com a execução dos programas. “O repasse financeiro recebido da ANA tornou possível uma melhoria na gestão de recursos hídricos de Mato Grosso, permitindo executar projetos que até então estavam apenas no planejamento. Essa parceria também viabilizou uma garantia de contrapartida da SEMA, para incrementar as ações na gestão estadual. É um programa vital para a boa gestão da água”, afirmou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA