POLÍTICA MT

Biblioteca de escola de Alta Floresta disponibiliza 2 mil títulos de livros digitais

Publicados

em


A biblioteca da Escola Estadual Vitória Furlani da Riva, localizada em Alta Floresta (a 803 quilômetros ao norte da Capital), está sempre inovando. Além de contar com mais de 6 mil volumes impressos, a biblioteca criou a modalidade online, ao disponibilizar cerca de 2 mil títulos digitais, que podem ser baixados no celular ou computador para ser lido onde o estudante quiser.

A Biblioteca Online já está disponível para os cerca de 560 alunos matriculados desde o 9º ano do ensino fundamental e ensino médio. Em breve estará acessível para toda a comunidade escolar.

Segundo o responsável pela biblioteca, Lindomar Rosa de Oliveira, ao optar por um livro, o aluno entra em contato com o professor que, por sua vez, solicita a publicação eletrônica.

“Fazemos busca na listagem. Se o livro estiver em PDF, será transmitido eletronicamente para o professor, que vai repassar para o aluno. É tudo gratuito e não precisa de devolução por se tratar de um livro eletrônico”, adianta Lindomar.

Para ter acesso ao acervo – tanto eletrônico, como impresso -, o aluno deve ter acesso ao WhatsApp e o número está disponível na página do facebook da biblioteca. Entre os títulos disponíveis, estão os clássicos A Moreninha, Capitães de Areia, Dom Casmurro, Iracema, O Cortiço, O Crime do Padre Amaro, Vidas Secas, entre outros.

Leia Também:  Licenciamento de veículos placas final 4 e 5 vence no dia 31

Caso o aluno também queira o livro impresso, poderá solicitar no momento da retirada da apostila. Nesse caso, o aluno deverá fazer a devolução.

“A tendência é ampliar o número de livros digitais. Os novos títulos serão adicionados e, no momento da consulta pelo aluno ou funcionário da escola, vamos estar informando se o livro já está disponível ou não”, ressalta Lindomar.

O diretor da escola, Jean Carlos Rezendes Santos, destaca que a equipe gestora aprovou a sugestão do responsável pela biblioteca. No entendimento do gestor, a ideia será estendida a todos os professores.

“Claro que o plano inicial é atender a todos os alunos. Vamos estudar uma forma para que todos tenham acesso aos livros digitais. E temos a opção dos livros impressos também. Não é por falta de livros que nossos alunos não farão leitura. A equipe gestora estuda também estratégias para os professores incluírem o uso da biblioteca online em seus planos de aula”, salienta.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

“Vamos revolucionar MT com casas populares e muitas ações de impacto no social”, destacou a primeira-dama Virginia Mendes

Publicados

em


Mais de R$ 352 milhões em recursos serão disponibilizados pelo Governo do Estado para investimentos na área social e na habitação em Mato Grosso. A primeira-dama Virginia Mendes foi a grande articuladora junto ao governador Mauro Mendes na definição dos montantes. “Vamos revolucionar a área social. Vai ser um antes e depois do ‘Mais MT’, destacou, na manhã desta quarta-feira (28.10), durante o lançamento do maior programa de investimentos da história do Estado.  

Os recursos beneficiarão principalmente famílias em situação de vulnerabilidade extrema através de ações de assistência social, segurança alimentar, cidadania, qualificação profissional, transferência de renda e construção de casas populares. Os recursos serão gerenciados pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e os investimentos terão o acompanhamento de perto pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. 

Em discurso, o governador destacou a participação do Estado na assistência aos mais necessitados. “Um dos principais papéis do Estado é cuidar dessas pessoas vulneráveis. Enquanto não resolvermos o problema da inclusão social, precisamos, no mínimo, ajudar essas pessoas que sofrem com a falta de renda”, disse Mendes. 

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, acrescentou que aproximadamente 10% da população mato-grossense é extremamente pobre e recebe até R$ 89 per capita. “Mais de 300 mil pessoas de Mato Grosso vivem em extrema vulnerabilidade. Desenvolver ações que beneficiem esse público é prioridade desse Governo, sob forte articulação da primeira-dama Virginia Mendes. A Setasc vai realizar isso da melhor forma possível”. 

Leia Também:  Assentamento Apetrarron recebe bomba de água, indicada pelo deputado Thiago Silva

Um dos carros chefes é o programa SER Família, mantendo a transferência de renda para famílias em situação de vulnerabilidade social com valor pago mensalmente de até 1 UPF (Unidade Padrão Fiscal de Mato Grosso), serão investidos R$ 78 milhões.

O SER Família traz ainda a criação dos programas ‘SER Idoso’, com a transferência de até 2 UPFs, à compra exclusiva de medicamentos aos idosos mais vulneráveis; o ‘SER Criança’, com o valor de até 2 UPFs, voltado às mães carentes, que poderão usar o recurso para a compra de itens de vestuário, alimentos e materiais escolares;  o ‘SER Inclusivo’, que vai ser específico para as pessoas com algum tipo de deficiência com o pagamento de até 2 UPFs, mensalmente; e o ‘SER Mulher’, que viabilizará o pagamento de um auxílio às mulheres vítimas de violência doméstica por meio de aporte financeiro de até um salário mínimo exclusivo para o pagamento de aluguel, por um período máximo de seis meses.

Na área de Segurança Alimentar, o Mais MT prevê o investimento de R$ 52,5 milhões, em continuidade a campanha “Vem Ser Mais Solidário”, que encerrará o ano beneficiando 330 mil famílias com cestas básicas.

“Iremos manter como forma permanente a aquisição de cestas básicas e doação para as famílias mais pobres, a fome é algo que temos que combater e este é um dos nossos focos”, frisou a primeira-dama, Virginia Mendes.

Outro grande destaque e que contou com a atuação da primeira-dama foi a destinação de R$ 120 milhões para o programa Mais Habitação, com foco na construção de casas populares. “Casa própria é mais dignidade, garantir um teto para as famílias é de fato investir na mudança da qualidade de vida e nós vamos fazer isso por meio do Mais Habitação. Este é um programa que tenho um cuidado especial”.

Leia Também:  Secretários destacam que programa cumpre função do Estado de investir nas principais necessidades do cidadão

No SER Parceiro Social, que dará apoio às instituições filantrópicas, será destinado R$ 39 milhões. Através do SER Parceiro – Prefeitura, cujo valor estimado para investimento é de R$ 36 milhões, será concedido apoio à assistência social em parceria com municípios e promoverá a construção de Centros de Convivência de Idosos, bem como a implantação do projeto Ser Criança nos municípios. 

No Mais Cidadania serão investidos outros R$ 36,8 milhões, com ações de qualificação profissional.

O SER Criança tem como objetivo ofertar atividades de desenvolvimento para crianças no contraturno escolar, como, por exemplo, aulas de música, dança, esportes, artes, reforço escolar, tudo com foco na melhoria da qualidade de vida das crianças participantes. E iniciará por Poconé, depois vai se expandir para outras cidades.

No total, o ‘Mais MT’ investirá R$ 9,5 bilhões (2019-2022) em 12 eixos estruturantes: Segurança; Saúde; Educação; Social e Habitação; Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda; Infraestrutura; Turismo; Cultura, Esporte e Lazer; Simplifica MT; Eficiência Pública; Meio Ambiente; Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA