POLÍTICA MT

Carros apreendidos sem procedências poderão reforçar frota da segurança pública e da saúde

Publicados

em


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Por maioria, os deputados estaduais derrubaram, em plenário, parecer contrário da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e aprovaram na quarta-feira (28), o projeto de lei que permite que carros apreendidos com bandidos e sem identificação (do proprietário) poderão reforçar a frota da segurança pública e dos profissionais da saúde, durante o período de calamidade pública, devido ao novo coronavírus (Covid-19), conforme consta no Projeto de Lei nº 474/2020, de autoria do deputado estadual Elizeu Nascimento (DC). 

O PL visa permitir a utilização dos veículos pelas polícias civil e militar do Estado de Mato Grosso e pelos profissionais da saúde, vinculados à Secretaria de Estado de Saúde (SES), no combate ao novo coronavírus (Covid-19), durante o período em que perdurar o estado de calamidade pública, declarado pelo Decreto nº 424 de 25 de março de 2020, ou norma que venha a substituí-lo. Poderão ser utilizados os veículos automotores apreendidos, cuja procedência e propriedade não puderem ser identificadas por vistoria e exame pericial, em função de adulteração de sua numeração original. 

Leia Também:  PL de Ulysses Moraes que isenta cobrança de ICMS na energia elétrica para população carente segue em tramitação na AL

“O objetivo deste projeto de lei é conferir uma destinação útil a milhares de veículos apreendidos e sem proprietário identificado que abarrotam os depósitos públicos. Tais veículos acabam sucateados, destruídos pela ação do tempo e pela falta da manutenção necessária, que estão em pátios parados se tornando criadouro até de mosquitos da dengue. A população mato-grossense espera que o governador tenha sensibilidade e sancione essa lei”, enfatizou Elizeu Nascimento. 

Após a aprovação em plenário, o projeto segue para que o governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM).

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Mato Grosso registra 120.374 casos e 3.394 óbitos por Covid-19

Publicados

em


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (26.09), 120.374 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.394 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 646 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 120.374 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.678 estão em isolamento domiciliar e 100.576 estão recuperados.
 
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, 246 internações em UTIs públicas e 250 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 58,57% para UTIs adulto e em 28% para enfermarias adulto.
 
Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (23.437), Várzea Grande (8.919), Rondonópolis (8.759), Lucas do Rio Verde (5.458), Sorriso (5.076), Sinop (5.061), Tangará da Serra (4.869), Primavera do Leste (3.945), Cáceres (2.795) e Campo Novo do Parecis (2.676).
 
A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.
 
O documento ainda aponta que um total de 96.444 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 751 amostras em análise laboratorial.
 
Cenário nacional

Leia Também:  Prazo para cadastrar foto no sistema de inscrição do Enem encerra dia 1º de outubro

Na última sexta-feira (25), o Governo Federal confirmou o total de 4.689.613 casos da Covid-19 no Brasil e 140.537 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 139.808 óbitos e 4.657.702 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.
 
Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (26).
 
Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.
 
O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:
 
– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Leia Também:  Projeto premia condutores de veículos que não cometem infrações
Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA