POLÍTICA MT

Centro de Triagem Covid-19 retoma atendimentos aos sábados

Publicados

em


O Centro de Triagem Covid-19, instalado na Arena Pantanal, retorna os atendimentos aos sábados. A medida já começa a vigorar nesta semana, após a alta na procura pelos serviços ofertados no local.

Com a ampliação nos dias de funcionamento, o atendimento no Centro de Triagem será de segunda a sábado, exclusivamente das 7h às 17h. O número de senhas distribuídas será mantido em até 900 por dia, sendo 500 senhas emitidas pela internet – por meio do link triagem.mt.gov.br – e 400 senhas presenciais entregues das 6h às 6h45.

O secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, explica que a medida se fez necessária diante do aumento da procura pelo serviço disponibilizado no Centro de Triagem.

“Para suprir essa demanda, decidimos retornar com o funcionamento aos sábados. Essa ação é importante no enfrentamento do coronavírus, pois contribui para o diagnóstico e tratamento de um maior número de pessoas. A ação tende a diminuir a transmissibilidade do vírus, já que o paciente detectará a doença em tempo hábil, cumprirá a medida de isolamento e seguirá o tratamento orientado pelo médico”, entende o gestor.

Leia Também:  Plataforma possibilita empréstimo gratuito de livros em formato digital

Aberto ao público desde o dia 22 de julho, o Centro de Triagem Covid-19 atendeu até o dia 03 de março de 2021, 121.791 mil pessoas. Desse total, 20.624 testaram positivo para o novo coronavírus, 66.818 tiveram o resultado negativo e 34.349 apresentaram quadro suspeito da Covid-19.

No mesmo período, foram realizadas 9.035 tomografias, exame de avaliação dos pulmões que auxilia no diagnóstico e tratamento da doença. Para o tratamento dos pacientes que testaram positivo ou que apresentaram a suspeita de coronavírus, a farmácia da unidade já entregou 54.973 medicamentos. Os remédios são fornecidos somente após realização de consulta e prescrição médica.

O Centro de Triagem é um reforço para a rede de Atenção Básica dos municípios, que é uma atribuição das gestões municipais. Esse auxilio visa ao atendimento de pessoas que apresentam sintomas leves da doença. Para os casos graves, que necessitam dos recursos de uma internação, a porta de entrada continua sendo as unidades de saúde da rede municipal, como Unidades de Pronto Atendimento e Pronto Socorro.

Leia Também:  Projeto de lei autoriza isenção de ICMS sobre gás de cozinha

Novo teste

O Centro de Triagem já utiliza há um mês o teste de pesquisa de antígeno, considerado mais efetivo pelos especialistas e ideal para o diagnóstico de pessoas com a Covid-19. Em vez de uma análise do sangue, o teste faz a análise da secreção da nasofaringe. Essa secreção é extraída com o swab e colocada numa solução de soro, para que seja dissolvida a amostra. Cinco gotas deste líquido são adicionadas à placa de teste e em 15 minutos sai o resultado.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Deputado defende auxílio para compra de medicamentos aos agentes da segurança pública de MT

Publicados

em


O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), durante a 1° reunião extraordinária da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, nesta última terça-feira (20), informou sobre o encaminhamento de ofício à Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) que aponta a necessidade no fornecimento de auxílio para a compra de medicamentos aos profissionais da segurança pública contaminados pela Covid-19, principalmente por serem linha de frente, sem interrupção na prestação de serviço à sociedade, desde o início da pandemia.

O parlamentar frisa que recebe com frequência pedidos de servidores ou familiares que precisam de ajuda com medicações e outras necessidades relacionadas ao tratamento da doença. “Aqueles que estão em tratamento ou recuperação pós-Covid pedem socorro! Não ficam só atrás de leitos de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). As famílias de agentes ficam desesperadas, pois tem momentos que precisam de remédios para atender seus entes na UTI. É preciso que a Sesp e SES (Secretaria de Saúde) fiquem mais próximas, nos casos mais graves, oferecendo assistência financeira para aquisição de medicamentos”, declara Claudinei que é membro titular da Comissão de Segurança.

Leia Também:  Termo de cooperação técnica promoverá regularização fundiária em VG

Posicionamento

Durante a explanação, o parlamentar comentou que o retorno da Sesp ao ofício encaminhado, infelizmente, não informa sobre o fornecimento do auxílio de medicação aos integrantes das forças de segurança, apenas as iniciativas tomadas para manter a integridade física dos servidores ativos neste período da pandemia.

“O auxílio saúde é um tema importante, sobre a viabilização para as forças de segurança, pois já vimos exemplos de outros estados brasileiros, governos estaduais que têm ajudado de forma financeira os profissionais da segurança pública que estão se contaminando com a Covid-19 e muitos não tem condições, como a questão de internação, entre outras necessidades para o tratamento da doença”, reforça Claudinei.

Ele acrescenta que o governo estadual poderia buscar uma forma de adquirir de forma mais rápida e econômica os remédios precisos, pois tem uns que são muito caros. De acordo com o deputado Dr. João, membro titular da Comissão de Segurança, existe uma medicação especial que, infelizmente, hoje está seis vezes mais cara do que era antes. “Bem caro este remédio. Existem profissionais da saúde que, também, são linha de frente, que conseguiram alguma coisa, financeiramente, nada mais justo para o pessoal da segurança”, posiciona o parlamentar.

Leia Também:  Governo de MT e município de Querência disponibilizam 7 leitos de UTI Covid-19

Resposta

Um quadro com casos de servidores da segurança pública que foram contaminados pela Covid-19, no período de março de 2020 a 2021, também foi apresentado pela Sesp. Os dados apontam que foram 2.573 casos confirmados, 352 afastados por suspeitas de infecção, 2.340 recuperados e 30 óbitos. “Este é um quadro desatualizado, sendo que no início do mês de abril, já tinha mais de 40 óbitos de servidores da segurança pública. Mas, essas informações pelo menos nos dá um parâmetro da realidade vivenciada pela segurança pública com a Covid-19”, comenta Claudinei.

No documento, a Secretaria também apresenta as principais iniciativas e medidas adotadas, conforme as diretrizes do atual governo, realizadas para proteger a saúde dos agentes de instituições da segurança pública. Dentre elas, estão os regimes de plantões aplicados, teletrabalho aos servidores que se enquadram no grupo de risco, intensificação na desinfecção de unidades com maior circulação de pessoas,  disponibilização de álcool em gel, máscaras, entre outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e realização de testes rápidos para detectar a doença.

Fonte: ALMT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA