POLÍTICA MT

Centro de Triagem da Covid-19 prestará atendimento aos domingos

Publicados

em


.

Após uma semana de pleno funcionamento, o Centro de Triagem da Covid-19 será aberto neste domingo (02.07) para atender à população que apresenta sintomas leves do coronavírus e precisa realizar o teste para o diagnóstico da doença.

Neste dia, 650 senhas serão entregues das 6h às 6h45 e os atendimentos começam às 7h. Para atendimento mais ágil, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) orienta que o paciente leve o Cartão Nacional de Saúde (Cartão do SUS). Quem não tiver o documento, poderá fazê-lo no local.

Para entrar no complexo, é obrigatório o uso de máscaras de proteção. Além disso, o Corpo de Bombeiros estará no local para auxiliar toda a coordenação e evitar qualquer tipo de aglomeração de pessoas durante a entrega das senhas.

O Centro possui uma equipe de 20 médicos, que atenderá adultos com sintomas leves da Covid-19. Para casos graves do coronavírus, as referências continuam sendo as unidades da Atenção Primária, que regulam pacientes para os Hospitais de Referência no tratamento da Covid-19.

Leia Também:  Centro de Triagem da Covid-19 disponibiliza serviço de emissão de senhas pela internet; veja o passo a passo

A iniciativa é uma ação Governo de Mato Grosso para auxiliar a Atenção Básica dos municípios da Baixada Cuiabana no diagnóstico e tratamento precoces do coronavírus, de forma a evitar o agravamento da doença em pessoas que inicialmente apresentam sintomas leves da síndrome respiratória.

Serviço

O Centro de Triagem na Arena Pantanal fica localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá. Para chegar até o local por meio do transporte público, o cidadão pode embarcar na linha 609, que sai da Estação Alencastro, em frente à Prefeitura de Cuiabá.

Para quem pretende utilizar automóvel próprio para chegar à Arena Pantanal, poderá deixar o veículo no estacionamento do estádio. Para saber mais detalhes e outras opções de como chegar ao Centro de Triagem na Arena Pantanal clique aqui .

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Deputado Claudinei sai em defesa dos direitos e garantias para a polícia penal MT

Publicados

em


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Para adotar a mesma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Federal de n.º 104/2019, que cria as policiais penais, federal, estadual e distrital, o deputado estadual Delegado Claudinei se manifestou favorável a PEC de n.º 05/2020  de autoria do parlamentar João Batista (PROS) que prevê a alteração e acréscimos na Constituição Estadual. O seu posicionamento foi dado na manhã desta quarta-feira (11), durante a 47º reunião ordinária da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

“Quero dar a minha contribuição, mais prática do que jurídica. Claro que vai ser este texto que a CCJR vai analisar e vai confrontar com a Constituição Federal antes de ser votada. Nesta PEC, realmente a polícia penal não atua só nos presídios, tive a oportunidade de atuar por dois anos em Rondonópolis (MT), com os antigos agentes penitenciários, eles ajudavam muito em algumas ações e operações externas com outras forças de segurança”, explica Claudinei.

Experiências

Por 18 anos, o parlamentar atuou como delegado pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT) e citou alguns exemplos vivenciados na área de segurança pública durante a reunião. “Uns exemplos são as operações de mandados de prisão contra recuperandos que descumpriram as decisões judiciais no sistema aberto e semi-aberto ou que estão com tornozeleira eletrônica. Então, era muito comum a polícia penal, junto com a militar e civil, saírem às ruas na captura destes indivíduos, destes condenados, que estavam descumprindo a sua pena”, explica.

Leia Também:  Educadores viajam 130 quilômetros para entregar apostilas a estudantes de comunidade rural em MT

Claudinei acrescenta que os policiais penais estão expostos aos mesmos riscos que as policias federais, rodoviários federais, civis e militares quando saem às ruas, além da sua profissão de risco dentro das penitenciárias ou unidades prisionais do estado e do Brasil. “Outro exemplo são mandados de prisão preventiva que a polícia penal cumpre, determinado pelo juiz. Por isso que eu defendo todas essas garantias e contribuições;eles têm os mesmos riscos”, acrescenta o deputado.

Para concluir, o parlamentar enfatizou que os policiais penais merecem ser incluídos como as demais polícias existentes no país, por colocarem as suas vidas em risco dentro e fora das unidades prisionais. Em relação a nomenclatura de agentes penitenciários para polícia penal, ele concorda na mudança para seguir a mesma simetria da Constituição Federal, o que vai equiparar com as demais carreiras policiais.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA