POLÍTICA MT

Ciman vai fortalecer enfrentamento aos incêndios florestais em Mato Grosso

Publicados

em


.

O Comitê Temporário Integrado de Coordenação Operacional (Ciman) foi lançado na manhã desta terça-feira (28.07). As instituições participantes do Comitê também realizaram a primeira reunião de alinhamento sobre os incêndios florestais no Estado.

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT), Secretaria de Segurança Pública (Sesp), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Exército Brasileiro, o Comitê de Gestão do Fogo, a Defesa Civil, o Ibama e diversos outros órgãos afins participaram da reunião realizada no Ciman, que está situado no prédio da Sesp.

O Ciman é coordenado pelo CBMMT e tem o objetivo de fortalecer as ações de monitorização, prevenção, preparação e resposta rápida às queimadas e incêndios florestais de forma integrada. Ele foi instituído no dia terça-feira (21.07), por meio do Decreto nº 568. O Ciman e as Salas de Situação Descentralizadas, presentes em todos os Comandos Regionais da Corporação, têm um papel direto e efetivo no monitoramento e mapeamento das áreas comprometidas, desta forma é possível criar as melhores estratégias para combate aos incêndios florestais.

Leia Também:  Terça-feira (04): Mato Grosso registra 57.115 casos e 1.997 óbitos por Covid-19

“A nossa estratégia é fazer uma prevenção mais aproximada para que não seja necessário realizar o combate e se for, que seja feito de maneira rápida, reduzindo os danos e esse trabalho integrado é muito importante, seja com os órgãos do Estado, do Governo Federal, com as secretarias municipais de meio ambiente e com os produtores rurais para que seja possível adotar posturas e medidas para mitigar o avanço do incêndio “, relatou o Coronel BM Alessandro Borges, Comandante Geral do CBMMT.

Este ano o Pantanal Mato-grossense enfrenta uma situação atípica; há mais de 10 anos não havia um incêndio com essa proporção. O CBMMT já vem atuando no Pantanal desde de novembro de 2019, na região de Corumbá/MS e atualmente coordena o combate na região de Poconé/MT.

“O Pantanal já vem sofrendo com incêndios no Mato Grosso do Sul e na Bolívia e agora começou a chegar em Mato Grosso. Além disso, nós temos também o Cerrado, onde a queima é natural, embora seja proibido, e temos a Floresta Amazônica, onde os incêndios já sinalizam um grande esforço do estado para conter essa situação preocupante”, concluiu o Secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Leia Também:  Escola de Governo oferta 300 vagas para curso online sobre Políticas Públicas
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Municípios do Noroeste receberam 19 mil testes rápidos do Governo de MT

Publicados

em


.

O Governo de Mato Grosso enviou 93,2 mil testes rápidos de covid-19 para os 12 municípios que compõem a região Noroeste do estado, a exemplo de Colniza, Juara e Juína (veja a lista completa ao final da matéria).

Todos os testes já foram recebidos pelas prefeituras, que devem encaminhá-los para a atenção básica de Saúde. No total, o Estado adquiriu 400 mil testes rápidos, sendo que 300 mil estão sendo distribuídos para os 141 municípios de Mato Grosso.

Os outros 100 mil estão à disposição do Centro de Triagem Covid-19, na Arena Pantanal, e dos hospitais administrados pelo Executivo. Além destes, mais 100 mil testes foram doados por uma empresa.

“Sabemos que há uma dificuldade muito grande dos municípios para a aquisição, e por isso o Estado têm dado mais essa contribuição”, afirmou o governador Mauro Mendes.

O governador ressaltou que a testagem auxilia as pessoas com sintomas leves a iniciarem o tratamento de forma precoce. A base de cálculo usada para a distribuição é de 8,5% da população de cada município.

Leia Também:  Cão fareja droga e mulher é presa tentando ingressar com ilícitos em presídio

“Com o teste rápido disponível já na UPA, na policlínica ou no PSF, o paciente que estiver contaminado já consegue descobrir a doença no início e partir para o tratamento precoce. Isso evita que a situação se agrave e ele venha a precisar de uma UTI. É uma ferramenta que ajuda a salvar vidas”, destacou.

Para o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, a iniciativa é uma forma do Governo de Mato Grosso incentivar a testagem e reforçar a atuação da atenção primária à Saúde, “que é uma responsabilidade dos municípios”.

“Além de fornecer testes, o Estado também atua fortemente no Centro de Triagem da Covid-19, que amplia consideravelmente o número de diagnósticos realizados da Baixada Cuiabana e facilita o acesso ao tratamento precoce”, pontuou Figueiredo.

Os testes adquiridos pelo Governo custaram até 11 vezes mais baratos que os adquiridos em outros estados. Enquanto os preços praticados nos demais estados variaram entre R$ 55 a R$ 199 por cada teste, o Governo de Mato Grosso conseguiu adquirir diretamente de uma fabricante chinesa por U$S 3 dólares, ou seja, R$ 17,83, considerando frete e o valor do dólar pago nas aquisições.

Leia Também:  Deputado Claudinei destina R$ 170 mil para Unemat de Rondonópolis

Confira a quantidade distribuída para cada um dos 12 municípios da região noroeste:

MUNICÍPIO

TESTES DISTRIBUÍDOS

ARIPUANÃ

1.900

BRASNORTE

1.675

CASTANHEIRA

750

COLNIZA

3.275

COTRIGUAÇU

1.675

JUARA

2.975

JUÍNA

3.475

JURUENA

1.350

NOVO HORIZONTE DO NORTE

350

PORTO DOS GAÚCHOS

450

RONDOLÂNDIA

350

TABAPORÃ

800

TOTAL

19.025

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA