POLÍTICA MT

Consultas pelo canal Pergunte à CGE crescem 60% no primeiro semestre

Publicados

em


.

A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) atendeu a 313 consultas dos agentes públicos do Governo de Mato Grosso pelo canal eletrônico “Pergunte à CGE” no primeiro semestre de 2020. O quantitativo é 60% superior ao total de consultas registradas e respondidas no mesmo período de 2019 via canal eletrônico.

A maioria das perguntas formalizadas pelo canal “Pergunte à CGE” foram relativas a procedimentos administrativos nas áreas de gestão de pessoas, aquisições, financeiro, convênios e contabilidade.

Um dos fatores para o aumento no número de demandas pela ferramenta foram as restrições geradas pela pandemia do coronavírus na realização de atendimentos, reuniões e eventos presenciais.

Outo fator foi a atualização do sistema, no primeiro trimestre deste ano, para dinamizar e facilitar as consultas dos agentes públicos do Poder Executivo Estadual e o atendimento pelos auditores do Estado.

A nova versão do “Pergunte à CGE” passou a estar integrada ao software (Sistema de Controle Interno – SCI) que concentra as informações de todo o ciclo de auditoria e controle preventivo da Controladoria, da abertura das ordens de serviços à elaboração dos relatórios, orientações técnicas, pareceres etc.

Na prática, significa mais rapidez na elaboração das respostas aos consulentes, já que, com a integração, ficou mais fácil para os auditores pesquisarem a fundamentação legal e os entendimentos já manifestados pela CGE acerca da questão demandada. Além disso, as respostas passaram a ser emitidas em formato de Orientação Técnica, documento mais formal para ser inserido em um processo administrativo como respaldo técnico.

Leia Também:  Nota de Pesar | Bispo Dom Pedro Casaldáliga

“O que se busca com esse novo sistema é otimizar o processo de gestão do Pergunte à CGE, inclusive com a geração de relatórios de acordo com a necessidade, tanto em meio pdf como em planilha excel, e a distribuição das consultas de forma automática para os auditores plantonistas. Tudo isso para melhor atender o consulente e otimizar a mão de obra envolvida nesse processo”, ressalta o superintendente de Desenvolvimento do Controle Interno da CGE-MT, Norton Glay Sales dos Santos.

Outro benefício do novo “Pergunte à CGE” é a possibilidade de o consulente pesquisar, na página do canal no site da Controladoria, as consultas já formuladas por ele e acessar novamente as respectivas orientações emitidas pelos auditores.

A atualização também permitirá que, em breve, o servidor público possa verificar as perguntas e respostas frequentes acerca do tema em questão. “A disponibilização das perguntas e respostas frequentes vai contribuir para tornar o canal ainda mais ágil já que o consulente poderá, antes de formular uma nova consulta, pesquisar se já há uma orientação pronta para a sua demanda”, destaca o secretário-adjunto de Controle Preventivo e Auditoria da CGE-MT, José Alves Pereira Filho.

Controle preventivo

O canal “Pergunte à CGE” é voltado aos agentes públicos para o esclarecimento de dúvidas acerca de assuntos relacionados à gestão administrativa (financeiro, contabilidade, patrimônio, aquisições, convênios, pessoal, obras e serviços de engenharia) a fim de prevenir a ocorrência de falhas e erros na aplicação dos recursos públicos.

Leia Também:  Alunos sem acesso à internet recebem material impresso

Na ferramenta, podem ser registradas consultas não somente acerca de situações em tese, mas também sobre casos concretos. Entretanto, principalmente na hipótese de casos concretos, as consultas devem ser bem formuladas para facilitar o entendimento e a resposta do auditor. “A questão deve ser clara e objetiva”, adverte o superintendente de Controle em Gestão Sistêmica da CGE-MT, Breno Camargo Santiago.

Todas as perguntas são respondidas, exceto se não houver entendimento pacífico no âmbito da CGE-MT sobre a matéria demandada.

Para fazer a consulta, o servidor deve acessar o link: http://www.controladoria.mt.gov.br/pergunte-a-cge.  As consultas formuladas pelo “Pergunte à CGE” são respondidas diretamente no e-mail do solicitante por auditor plantonista.

O prazo para retorno das respostas é de 48 horas. Contudo, em eventual impossibilidade de retorno no prazo estabelecido devido à complexidade da solicitação, o auditor informa ao solicitante, via e-mail, o novo prazo para resposta ou se o caso será objeto de ordem de serviço para a realização de trabalhos de auditoria e controle, com prazo próprio para análise e conclusão.

O canal Pergunte à CGE está disponível no site www.controladoria.mt.gov.br, no menu Acessos/Pergunte à CGE ou pode ser acessado diretamente pelo link http://www.controladoria.mt.gov.br/pergunte-a-cge.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Sábado (08): Mato Grosso registra 63.336 casos e 2.125 óbitos por Covid-19

Publicados

em


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (08.08), 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.125 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 24 mortes nas últimas 24 horas. 

Foram registradas 988 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 20.273 estão em monitoramento e 40.938 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 294 internações em UTIs públicas e 301 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 78,44% para UTIs adulto e em 34,05% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (13.574), Várzea Grande (5.009), Rondonópolis (3.766), Lucas do Rio Verde (3.255), Sorriso (3.025), Tangará da Serra (2.729), Sinop (2.339), Primavera do Leste (2.063), Nova Mutum (1.613) e Campo Novo do Parecis (1.224). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Leia Também:  Vereadores aprovam e Juca do Guaraná será homenageado com nome em viaduto

O documento ainda aponta que um total de 57.253 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 3.217 amostras em análise laboratorial. 

Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h. Para acessar o Painel Interativo da Covid-19 em Mato Grosso, clique aqui.

Cenário nacional

Neste sábado (08), o Governo Federal confirmou 3.012.412 casos da Covid-19 no Brasil e 100.477 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 99.572 óbitos e 2.962.442 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia Também:  Sefaz simplifica julgamento de processos administrativos tributários

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA