POLÍTICA MT

Corpo de Bombeiros e Sema iniciam construção de aceiros mecânicos no Parque Encontro das Águas

Publicados

em


O Corpo de Bombeiros Militares (CBM-MT) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) iniciaram na última quarta-feira (16.06) a construção de aceiros na região do Parque Encontro das Águas, localizado no Pantanal mato-grossense, em Poconé (104 km distante de Cuiabá). As equipes técnicas avaliaram que esta modalidade, sem uso do fogo, era a mais adequada para aquela área.

As demarcações com maquinários pesados tiveram início por volta de 7h, quando ainda não há sol. As equipes retiram vegetação – que serve como combustível para o fogo – de locais estratégicos, e formam o que chamam de “linhas de defesa”, uma barreira natural por onde o fogo não passa. A ação aconteceu em parceria também com a Associação de Defesa do Pantanal (Adepan).

“O Corpo de Bombeiros está auxiliando a Sema na execução do plano de prevenção aos incêndios do Parque, na construção das linhas de defesa, que vai ajudar a mitigar os focos de calor, para que a gente possa combater de forma mais facilitada caso aconteçam os incêndios”, explica o comandante da Companhia de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do BEA, 1° tenente Isaac Wihby.

Leia Também:  Governo licita serviços de manutenção de 190 km da MT-322 na Região Araguaia

O objetivo é proteger dos incêndios a região conhecida como “refúgio das onças”, localizada no coração do Pantanal, que foi castigado pelo fogo no ano anterior. O Parque Estadual Encontro das Águas é uma área de proteção integral de 108 mil hectares que abrange Poconé e Barão de Melgaço, gerida pela Sema-MT.

Os aceiros são demarcações para criar uma espécie de faixa ao longo das cercas, onde a vegetação é completamente eliminada da superfície do solo. A finalidade é prevenir a passagem do fogo para a área de vegetação, evitando queimadas e criando espaços para que os animais possam escapar das chamas.

A avaliação das condições climáticas, tendo em vista que algumas áreas do Parque ainda estão úmidas, foi determinante para a definição de que a modalidade de aceiro mecânico fosse a escolhida.

Conforme a superintendente de Mudanças Climáticas e Biodiversidade, Gabriela Priante, esta é uma ação contínua que vai continuar sendo feita no entorno do Parque. Os maquinários utilizados foram apreendidos de infratores flagrados em crimes ambientais.

Leia Também:  Nota de pesar | Maria Aparecida Ferreira Nascimento Costa

Capacitação

Os aceiros mecânicos foram feitos por servidores que foram capacitados para a operação de pás carregadeiras, com o objetivo de somar esforços qualificados no enfrentamento ao fogo em períodos críticos, e na prevenção. Técnicos da Sema também fizeram parte da turma e adquiriram conhecimento que possibilita a remoção dos maquinários em caso de apreensão em crime ambiental.

Foram capacitados 25 servidores, entre Bombeiros Militares do Estado de Mato Grosso pertencentes ao Batalhão de Emergências Ambientais e sete comandos regionais, e analistas ambientais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), entre os dias 3 e 5 de junho. O curso foi realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Secretário destaca esforço dos profissionais para retorno das aulas em MT

Publicados

em


As 728 escolas estaduais de Mato Grosso retomam as atividades, na modalidade híbrida, nesta terça-feira (03.08). Para marcar o fim do recesso escolar e o início do segundo semestre, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) e a prefeitura de Várzea Grande realizaram uma live na manhã desta segunda-feira (02.08). Amanhã, o acolhimento aos profissionais será com uma live transmitida ao vivo pelo canal da Seduc-MT no YouTube.

“Hoje é um dia histórico. Com esforço de todos os profissionais da educação, pensando no que o estudante realmente precisa neste momento, retomaremos as atividades. Neste 1 ano e 4 meses com os alunos longe das salas de aulas, os professores se desdobraram para desenvolver as atividades. Mas a ciência já demonstrou que o ambiente escolar é seguro e nossas escolas estão preparadas. Vamos iniciar o processo de recuperação da aprendizagem”, destacou o secretário de Educação, Alan Porto.

O secretário agradeceu o esforço de todos os profissionais da educação. “Professores, equipes gestoras, técnicos, apoios. Nosso sentimento, por todos vocês, é de gratidão por trabalharem muito para que este dia acontecesse da melhor forma possível”.

Retorno confirmado

A partir da quarta-feira (04.08), os alunos começam a voltar para as escolas, em sistema de revezamento que segue planejamento de cada unidade escolar. É o momento de conhecerem a escola, a nova rotina, como vão funcionar os protocolos de biossegurança que garantem o retorno seguro.

Diretora da Escola Estadual Professora Arlete Maria da Silva, em Várzea Grande, Maria Fernanda Pacelli de Miranda Gazeta afirma que a unidade está 100% pronta para o retorno híbrido. Na unidade, 78% dos estudantes voltam para o sistema de revezamento.

“Nesta terça e quarta-feira vamos nos reunir com os pais, detalhar todo o planejamento e já vamos entregar as máscaras. Na quinta e sexta receberemos os alunos em sistema de revezamento. Preparamos uma semana de orientação para as aulas iniciarem, efetivamente, na próxima semana”, explica a diretora.

Leia Também:  Secretário destaca esforço dos profissionais para retorno das aulas em MT

Maria Fernanda afirma que a expectativa dos profissionais é grande para o retorno. “A maioria dos profissionais, na Escola Arlete Maria da Silva, está ansiosa pelo retorno. Minha equipe faz educação por amor e a gente sabe que a escola, sem o coração batendo, que são as crianças, é uma escola morta. Estamos bem ansiosos com o retorno, preparados e muito felizes com este momento”.

Na Escola Estadual Dr. Mário de Castro, no bairro Pedra 90, em Cuiabá, a expectativa também é grande. A diretora, Francislene Goya, explica que os alunos voltam na quarta e quinta-feira com acolhimento, seguindo orientações da Seduc. Apenas 139 estudantes, dos 1.891 matriculados, vão ficar na modalidade não presencial.

Para os estudantes da unidade a expectativa é ainda maior, já que vão conhecer o novo prédio, inaugurado em março deste ano. Trata-se de um modelo padrão e será a primeira escola a adotar o programa Profissão 4.0.

Assim como a Arlete Maria e a DR. Mário de Castro, todas as outras escolas de Mato Grosso receberam recursos do governo para adequarem a estrutura física e tecnológica, comprar materiais de biossegurança e higienização e iniciar o planejamento pedagógico para recuperar a aprendizagem dos estudantes. Uma força-tarefa da Seduc, na semana passada, fez os últimos ajustes em algumas unidades que ainda tinham algum ponto pendente.

Live acolhimento

A live que marca o fim do recesso escolar e o início do segundo semestre na rede estadual de ensino foi realizada na Igreja Batista Nacional (IBN), no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

O secretário de Educação de Várzea Grande, Silvio Fidelis enfatizou que o planejamento para o retorno das aulas na rede municipal, que também ocorre nesta terça-feira de forma híbrida, já começou há meses. “Tenho certeza que o retorno será seguro. Neste mês, já começamos a aplicar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 nos profissionais da educação. Fazemos uma gestão com segurança e responsabilidade”.

Leia Também:  Nota de pesar | Maria Aparecida Ferreira Nascimento Costa

O prefeito kalil Baracat fez questão de enfatizar que todas as medidas necessárias de biossegurança foram tomadas, mas enfatizou que se o quadro da pandemia sofrer alteração, as aulas podem ser suspensas a qualquer momento. “Mas temos convicção na segurança deste retorno e nossas crianças não podem mais esperar”.

Monitoramento diário

O secretário Alan Porto reforçou a importância do retorno também na rede municipal, destacando que as crianças em fase de alfabetização foram as mais prejudicadas pela pandemia. “Nossos desafios, para recuperar a aprendizagem, são imensos e vocês, profissionais da educação, sabem muito bem do que estou falando. E mais do que isso, vocês sabem fazer a educação no chão da escola e o quanto ela é importante”.

Alan Porto também reforçou que a Seduc, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, vai monitorar diariamente o retorno na modalidade híbrida para que a segurança dos profissionais e estudantes esteja garantida.

“Foram meses de planejamento. O Governo do Estado investiu mais de R$ 170 milhões para este retorno. Seguindo todos os protocolos e planos de contingência já definidos, vamos fazer o retorno seguro. Precisamos que nossos estudantes estejam dentro da escola ou corremos o risco de condenar uma futura geração. O compromisso do Estado e dos profissionais da educação é com mais de 393 mil estudantes. Vamos juntos fazer o que mais entendemos, fazer educação”.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA