POLÍTICA MT

Escola Militar Tiradentes de Nova Mutum Luta por nova sede

Publicados

em


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), visitou, na quinta-feira (27), a Escola Estadual Militar Tiradentes Coronel Celso Barbosa, em Nova Mutum. Ele conheceu as instalações e as principais demandas da instituição com o 1° sargento da Polícia Militar, João da Silva Sobrinho. Atualmente, a unidade de ensino conta com 409 alunos matriculados.

A escola militar de Nova Mutum foi considerada a segunda melhor em notas obtidas pelos estudantes, em Mato Grosso, explica o sargento. Ele conta que o prédio da instituição é alugado pela prefeitura municipal e que aguardam a construção de um espaço melhor e amplo para oferecer um ambiente adequado para atender os professores e alunos.

“A prefeitura cedeu uma área de 8 mil m², com todos os documentos encaminhados ao governo do estado, para a construção da nova escola. Este prédio é alugado pela prefeitura. Na verdade, o espaço está apertado para nós. Aqui, antes, era uma escola particular. O ensino é de qualidade, temos até professores que tem doutorado. Com a parceira com o governo estadual, esperamos aumentar o atendimento para 1.200 alunos”, ressalta Sobrinho.

Leia Também:  Elizeu Nascimento propõe cota nas faculdades para jovens que cumprirem serviço militar

Instituição – Há três anos, a escola militar foi instalada no município e oferece educação de nível fundamental e médio. “Primeiramente, foi uma surpresa ver que o nome da escola é do coronel Celso Barbosa que tive a oportunidade de conhecer e que foi um grande guerreiro e, infelizmente, faleceu em um acidente. Essa escola é reconhecida pela excelência no ensino, mas, infelizmente, está faltando o espaço. Esperamos com brevidade essa parceria com o estado de Mato Grosso para construir uma nova sede”, disse o Delegado Claudinei.

O parlamentar destaca que sempre apoiou o ensino militar, pois prega a disciplina, respeito ao próximo e amor à pátria. “Ampliar as vagas e garantir um espaço adequado para acolher os professores e alunos será um grande ganho para a educação, pois a qualidade do ensino já sabemos que essa instituição já garantiu”, salienta Claudinei, que se comprometeu em fazer a devida articulação com as Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp).

A implantação de escolas militares Tiradentes envolve uma parceria entre as secretarias de Educação e Segurança Pública, por meio da Polícia Militar. Elas estão integradas àrede estadual de ensino e oferecem ensino gratuito. A metodologia é aplicada pela polícia militar que leva instruções militares, ensinamentos de disciplina, organização e patriotismo.

Leia Também:  Quatro motoristas são presos por embriaguez ao volante no bairro São Matheus

Decreto – No início do ano, entrou em vigor o Decreto nº 9.665, de 2 de janeiro de 2020, que prevê o modelo cívico militar em escolas de todo o país. Essa lei, assinada pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), permite que escolas estaduais e municipais possam aplicar modelos de educação já seguidos em colégios militares do Exército, da polícia e Corpo de Bombeiros.

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Governo de Mato Grosso realiza Chamada Pública para a construção de casas populares

Publicados

em


O Governo de Mato Grosso publicou no Diário Oficial do Estado da sexta-feira (25.09) o chamamento público para as prefeituras interessadas na construção de casas populares. O projeto habitacional recebeu o nome de Casa-MT

Para participar as prefeituras deverão aderir ao programa fazendo um cadastramento junto ao MT Participações e Projetos S.A (MT PAR). Também precisam disponibilizar, por meio de doação, uma área pública para a construção do empreendimento.

Caso necessário, as prefeituras terão que dar aportes físicos ou financeiros para tornar as unidades habitacionais mais acessíveis a seus munícipes, oferecendo a infraestrutura adequada como o asfaltamento das vias e iluminação pública. 

A seleção da empresa para a construção do empreendimento será feita pela prefeitura, via chamamento público. Os municípios, juntamente com as empresas contratadas, apresentarão os projetos à Caixa Econômica Federal para análise de viabilidade, em atendimento às exigências do Programa Casa Verde e Amarela. 

Segundo estudo do MT PAR, só na primeira etapa do programa – lançada em março deste ano – serão investidos R$ 340 milhões para a construção de 3 mil casas, em 25 municípios, gerando cerca de 8,5 mil empregos diretos e indiretos.

Leia Também:  Quatro motoristas são presos por embriaguez ao volante no bairro São Matheus

O presidente do MT PAR, Wener Santos, afirma que o projeto é desafiador e entregará casas de qualidade para os mato-grossenses.

“Oportunizar o sonho da casa própria para milhares de famílias de baixa renda é uma realização muito grande. Em alguns municípios os empreendimentos já estão tomando forma e famílias foram contempladas, como é o caso de Tapurah”, disse.

O Casa-MT é fruto de parceria entre as prefeituras, Caixa Econômica Federal e Governo do Estado, por meio do MT PAR e da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

“O objetivo dessa parceria é fazer casas maiores e melhores com viabilidade econômica para pessoas de baixa renda, gerando emprego e fomentando a economia”, finalizou. 

Como participar

As Prefeituras interessadas em participar da chamada pública deverão preencher um formulário para realização de cadastro, disponível no site do MT PAR (www.mtpar.mt.gov.br).

A documentação solicitada deverá ser protocolada até às 17h30 do dia 10 de novembro de 2020, na sede do MT-PAR, localizada na Av. Hélio Hermínio Ribeiro Torquato, S/N, Edifício Ernandy Maurício Baracat Arruda “Nico Baracat”, Centro Político Administrativo. Mais informações pelo telefone: (65) 3622-0313.

 
Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA