POLÍTICA MT

Famílias do bairro Tancredo Neves recebem cestas básicas e cobertores

Publicados

em


.

Famílias carentes do bairro Tancredo Neves em Cuiabá, receberam, na tarde desta quinta-feira (03.09), 200 cestas básicas da campanha Vem Ser Mais Solidário e 200 cobertores do programa Aconchego.

A iniciativa contou com a presença da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, que lidera voluntariamente as ações sociais e o secretário-adjunto de Assuntos Comunitários da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Édio Martins.

Na ocasião das entregas, Virginia Mendes destacou a emoção de presenciar as famílias carentes recebendo as doações.

“Estou aqui hoje porque é gratificante participar dessa corrente do bem, junto ao secretário Édio que tanto contribui com a ação, assim como todos os nossos servidores da Setasc, Polícia Militar e Defesa Civil. Sabemos que essas pessoas estão fragilizadas e precisam de muita atenção e carinho neste momento em que vivemos e eu sou grata a Deus por poder ajudar a amenizar a fome de tantas famílias”, pontuou a primeira-dama.

Discurso endossado pelo secretário Édio Martins, que na oportunidade representou a titular da Setasc, Rosamaria Carvalho.

“Este projeto aqui na comunidade é muito importante e ocorre no momento certo, em que muitas pessoas perdem o emprego, sem perspectiva de melhora e até passando fome. Por isso o Estado e a nossa primeira-dama estão chegando com sua mão protetora”.

Leia Também:  Centro de Triagem já atendeu mais de 35 mil pessoas que buscaram tratamento contra Covid-19

A campanha Vem Ser Mais Solidário beneficiará mais de 320 mil famílias em todo o Estado de Mato Grosso e se estenderá nos próximos meses. Passando a pandemia, as entregas de cestas seguirão de forma permanente.

” Ouvimos da nossa primeira-dama que o projeto social, após a pandemia seguirá auxiliando as famílias mato-grossenses que necessitam do nosso apoio. É isso é muito importante, pois sabemos que muitas famílias ainda vão demorar para se recuperar financeiramente”, completou.

Diabética e com a irmã especial a senhora Adenil Pádua, 57 anos, relatou as dificuldades enfrentadas neste período. ” Estamos sobrevivendo com o benefício que minha irmã recebe, então as vezes não sobra. Agradeço a Deus que tocou no coração de vocês para nos ajudar com a cesta”, contou.

Rosene Lemes, 53 anos, também foi agraciado com a cesta básica e cobertor. Atualmente ele trabalha no setor de serviços gerais de uma empresa de transporte, mas devido a pandemia o salário foi reduzido.  “. A gente trabalha, mas o salário não cobre todas as necessidades e este sacolão vai complementar. Agradeço muito a primeira-dama”, comentou.

Leia Também:  Comissão derruba veto a projeto para proteção às mulheres durante a pandemia

Na avaliação da presidente de bairro, Regina Costa Soares, a ação solidária traz esperança para as famílias em situação de risco social agravadas pelos efeitos decorrentes da pandemia. ” O Governo do Estado e a primeira-dama com a Setasc estão de parabéns.  Em dezenove anos nunca teve uma ação como essa em nossa comunidade”, finalizou.

Mais entregas 

Nesta quinta-feira (03.09), as famílias carentes assistidas pela Igreja Evangélica Brasil para Cristo, do bairro Jardim Paulicéia, em Cuiabá, também foram contempladas pela iniciativa. As entregas também foram acompanhadas pelo secretário Édio Martins.

Atuando como voluntária na instituição religiosa, há dois anos, Maria Aparecida da Silva, externou o sentimento de gratidão ao receber as doações. “Ajudamos famílias que moram na periferia e essa parceria com o Governo do Estado só agrega ao nosso trabalho social. Agradeço muito por lembrarem de nós”, disse. 

A dona de casa, Maria Divina Andrade da Silva, 67 anos, agradeceu a iniciativa. “Agradeço muito a primeira-dama do Estado juntamente a Rosamaria, por essa ação linda realizada em nossa comunidade”, completou.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Mato Grosso alcançou 96% das metas do Progestão 2019

Publicados

em


.

Mato Grosso alcançou 96,7% das metas do Progestão em 2019, um programa desenvolvido pela Agência Nacional de Águas (ANA) de incentivo financeiro para os estados. O uso dos recursos disponibilizados no programa é de aplicação exclusiva nas ações de gestão das águas, regulação de seus usos e fortalecimento da gestão integrada, descentralizada e participativa.

O programa baseia-se no pagamento por alcance de metas estabelecidas. As metas federativas são definidas pela ANA e as metas de gerenciamento de recursos hídricos em âmbito estadual definidas pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Cehidro).

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) é a responsável pela implantação do Programa no Estado. O atendimento dos critérios de avaliação de cada uma destas metas corresponde à 10% do valor total do repasse, podendo o estado receber proporcionalmente caso não cumpra integralmente uma das metas.

Mato Grosso aderiu ao 1º ciclo do Programa em 2013, por meio do Decreto nº 1815, de 20/06/2013. O 2º Ciclo iniciou em 2017 com término em 2021. O resultado das metas do 2º ciclo foi de 97,5% em 2017, 99,2% em 2018 e 96,7% em 2019.

Leia Também:  Nota MT divulga os contemplados dos prêmios especiais de R$ 50 mil

Estas informações constam no Boletim Progestão, lançado em setembro pela Coordenadoria de Ordenamento Hídrico, da Superintendência de Recursos Hídricos da Sema e que visa a transparência de dados e ações do setor.  O objetivo é que estes boletins sejam trimestrais, sendo no início reproduzido em maior número devido ao volume de informações acumuladas.

Valor Recebido

No 1º ciclo (2013-2017) a Sema recebeu R$3,72 milhões e no 2º ciclo 2,78 milhões, de 2017 até o momento. Os recursos foram recebidos devido ao bom desempenho das metas pelo governo de Mato Grosso e são empregados exclusivamente em ações de recursos hídricos.

Entre estas ações estão compras de materiais essenciais, contratação de serviços, realização de seminários e capacitação, fortalecimento de Bacias Hidrográficas e da Superintendência de Recursos Hídricos, compra de software e de equipamentos específicos para vistoria e fiscalização.

Tanto as metas como os investimentos são pilares para a gestão de recursos hídricos e contribuem para a implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos. A Pasta também atua na prevenção de eventos hidrológicos críticos, fornecendo informações à Defesa Civil e prefeituras sobre monitoramento dos rios, chuva e qualidade das águas, entre outros.

Leia Também:  Oficialização de Pazuello em Ministério garante continuidade de ações na Saúde

Os recursos também são usados para elaborar os Planos de Bacias que norteiam as ações de gestão de recursos hídricos, implementar os projetos do Plano Estadual de Recursos Hídricos, regular a utilização racional da água por meio da outorga e incentivar a gestão participativa por meio do CEHIDRO e Comitês de Bacias.  

“Os resultados obtidos positivamente quanto ao Progestão mostram que a parceria entre a SEMA e a ANA está funcionando em perfeita harmonia, seguindo os preceitos da política de recursos hídricos de realizar a gestão de forma integrada, descentralizada e participativa”, destaca o superintendente de Recursos Hídricos Luiz Henrique Noquelli.

O superintendente também destaca o comprometimento dos técnicos que estão envolvidos com a execução dos programas. “O repasse financeiro recebido da ANA tornou possível uma melhoria na gestão de recursos hídricos de Mato Grosso, permitindo executar projetos que até então estavam apenas no planejamento. Essa parceria também viabilizou uma garantia de contrapartida da SEMA, para incrementar as ações na gestão estadual. É um programa vital para a boa gestão da água”, afirmou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA