POLÍTICA MT

Governo dá ordem de serviço para asfaltar 60 km na Região Norte do Estado

Publicados

em


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), deu ordem de serviço para o início das obras de pavimentação de 60,4 quilômetros das rodovias MT-322 e MT-423, nos municípios de Matupá, União do Sul e Cláudia, região Norte de Mato Grosso.

Na MT-322 serão pavimentados 31,9 quilômetros do trecho que compreende o rio Braço Norte até a cidade de Matupá. Serão investidos R$ 32,8 milhões na pavimentação, que vai possibilitar a interligação de Matupá, na rodovia federal BR-163, até o município de Novo Mundo pela MT-322 e também à cidade de Carlinda, pela MT-419.

Já na MT-423 serão asfaltados 28,4 quilômetros, entre os municípios de União do Sul e Cláudia. A obra será realizada no trecho que vai do fim do asfalto em União do Sul até o rio Tartaruga – e é o único trecho que falta ser pavimentado para ligar definitivamente os dois municípios por via asfaltada. Serão investidos R$ 19,5 milhões nessa obra.

Obras vão permitir a ligação com a BR-163 e facilitar o escoamento da produção agrícola

Leia Também:  "O social é minha missão e meu compromisso com Mato Grosso", afirma primeira-dama

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, essa região está em pleno desenvolvimento, em razão de sua grande produção agrícola, e a pavimentação será um incentivo à atividade econômica da região, que depende das duas rodovias estaduais para escoar a produção em direção à BR-163.

“Hoje as condições de tráfego são precárias devido à situação da estrada. Com a pavimentação, haverá o incentivo ainda maior à economia e ao desenvolvimento da região”, disse o secretário.

Marcelo de Oliveira lembrou ainda que na MT-423 o asfalto começou a ser executado para interligar as cidades de União do Sul e Cláudia, mas não chegou a ser finalizado – e será retomado agora pelo Governo do Estado.

“Existia um projeto para pavimentação da MT-423, que foi executado parcialmente. A empresa contratada lá atrás realizou apenas alguns serviços. Nós atualizamos o projeto e readequamos para poder executar a pavimentação desse trecho. Mais uma iniciativa do governador Mauro Mendes para interligar as áreas produtoras de Mato Grosso”, encerrou.

Leia Também:  Comissão de Segurança discute situação dos Conselhos Comunitários de MT

Governo já concluiu as obras da ponte sobre o rio Braço Norte II, em Matupá.

Outras obras

Além da pavimentação, o Governo do Estado já executou outras obras para melhorar a infraestrutura de Matupá, União do Sul, Cláudia e beneficiar toda a região. 

Na rodovia MT-322 foi construída a ponte sobre Rio Braço Norte II, com uma extensão de 151 metros. A ponte está localizada na divisa dos municípios de Matupá e Novo Mundo – e o investimento foi de R$ 6,6 milhões.  Também foi construída, ainda na MT-322, a ponte sobre o rio Porcão, com extensão de 25,5 metros. O investimento foi de R$ 1,4 milhão.

Já entre União do Sul e Cláudia, o Governo concluiu a obra da ponte sobre o Rio Tartaruga, na MT-423, com extensão de 120 metros.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

MTI lança podcast para falar de cultura da informação, tecnologia e inovação

Publicados

em


A Empresa Mato-grossenses de Tecnologia da Informação (MTI) lança o podcast MTI TIC Talk para falar de cultura da informação, tecnologia e inovação, nesta terça-feira (27.10). O primeiro episódio do programa debate sobre a GPT-3, uma inteligência artificial generalista que vem causando polêmica no meio tecnológico.

“GPT-3: O Exterminador de Futuro!?” É com essa provocação que a MTI abre o primeiro episódio do programa que pretende debater o uso de novas tecnologias e seus desdobramentos éticos e filosóficos.

“A utilização da Inteligência artificial está se tornando cada vez mais comum no nosso dia a dia. A GPT3 levantou debates nos fóruns e comunidades de tecnologia nos últimos tempos, devido à extensa base de conteúdo utilizada para seu treinamento trazendo uma verossimilhança com a realidade nunca vista antes”, afirma um dos participantes do programa e analista da MTI, Guilherme Campos.

Traduzido do inglês- Generative Pre-training Transformer 3 (GPT3) é um modelo de linguagem autoregressivo que usa aprendizado profundo (deep learning) para produzir texto semelhante ao humano. Desenvolvido pela OpenAI baseado em machine learning (aprendizado de máquinas), possui a capacidade de escrever diversos tipos de gêneros textuais com grande verossimilhança a qualquer trabalho executado por um humano, inclusive, linguagem de programação.

Leia Também:  Comissão de Segurança discute situação dos Conselhos Comunitários de MT

Contudo, essas possibilidades também levantaram uma série de questionamentos e preocupações. Por conta de um imenso banco de dados, com todo tipo de conteúdo, o GPT-3 também pode reproduzir conteúdos de ódio, como xenofobia, racismo e machismo. “Algumas experiências mostraram o quão problemático o GPT3 pode ser e nós enquanto programadores precisamos estar atentos a seus possíveis desdobramentos”, afirmou uma das apresentadoras do programa, a analista da MTI, Sayuri Arake Joazeiro.

MTI TIC TALK

A ideia da criação de um podcast para poder abordar novas tecnologias e os seus impactos surgiu dos próprios colaborares da empresa. O MTI TIC Talk é uma das mais de 50 ideias inovadoras analisadas pela Unidade de Gestão Estratégica de Inovação da MTI no último ano.

O nome surgiu da junção das siglas TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) e Talk (falar, traduzido do inglês). O programa terá periodicidade mensal. “Todo mês pretendemos convidar parceiros, colegas e colaboradores da MTI para debater sobre aquilo que a gente mais gosta, tecnologia”, afirmou Patrícia Ladislau, analista da MTI e uma das criadoras, do podcast.

Leia Também:  Detran-MT alerta usuários sobre site falso de leilões de veículos

Para ouvir o programa você pode acessar o anchor.fm/mtitictalk  ou acessar as principais plataformas de streaming de áudio.

O primeiro episódio do MTI TIC Talk contou com a participação do secretário adjunto da Seplag, Sandro Brandão, e dos analistas de TI, Guilherme Campos e Kivson Andrade. O programa contou com a mediação das analistas Sayuri Arake e Patrícia Landislau.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA