POLÍTICA MT

Governo do Estado e Prefeitura de Várzea Grande entregam 1,4 mil novas moradias

Publicados

em


.

O sonho de ter a casa própria agora é realidade para 1.424 famílias que viviam em situação de vulnerabilidade e em áreas de risco em Várzea Grande. Elas conquistaram, então, o direito à moradia no residencial Santa Bárbara, inaugurado nesta terça-feira (28.07) com a união de esforços do Governo Federal, por meio da Caixa Econômica Federal, do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal.

A inauguração foi realizada na sede do empreendimento e contou com a presença do representante da Secretaria Nacional de Habitação, Helder Melillo, do secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, que representou o governador Mauro Mendes, e da prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos.

Também estiveram presentes o superintendente da Caixa Econômica Federal, José Antônio da Silva, o senador Jayme Campos, entre outras autoridades, além de algumas das famílias beneficiadas, já que as entregas das chaves estão sendo feitas por etapas, para evitar aglomeração.

Durante a inauguração, o secretário Marcelo de Oliveira destacou o empenho do Governo do Estado junto à prefeitura para que a obra pudesse sair do papel após dois anos de paralisação. Foram quase R$ 10 milhões investidos pelo Estado para a retomada da obra e à sua conclusão, com a construção do sistema de tratamento de água e esgoto.

Governo e prefeitura entregam 1,4 mil moradias em Várzea Grande

“Essa entrega é importante para o cidadão. Mais uma vez o Governo de Mato Grosso se mostrou presente quando foi necessário. Quando o governador Mauro Mendes assumiu, havia um débito nesse empreendimento. Nós resolvemos e a obra teve continuidade. Posteriormente, nos procuraram para que déssemos solução para o sistema de tratamento de esgoto, pois senão não adiantava entregar a casa sem o esgoto tratado. Mais uma vez fomos ao governador Mauro Mendes e ele imediatamente autorizou o repasse financeiro. Juntando os esforços, hoje essas famílias recebem esse presente”, disse o secretário.

O residencial Santa Bárbara está localizado no bairro Jardim Maringá II e conta com 1.424 unidades de apartamentos, em quatro etapas, com 18 prédios de cinco pavimentos, inclusive com área de lazer e estacionamento. Ao todo foram investidos R$ 130 milhões, entre recursos federal, estadual e municipal, à execução do empreendimento.

Leia Também:  Atrativos turísticos de Nobres são reabertos seguindo medidas de segurança

Para a prefeita de Várzea Grande Lucimar de Campos, a entrega do residencial representa mais uma grande realização para os cidadãos várzea-grandenses que, além de uma moradia e de um ambiente sadio para viver, passam a ter conforto, qualidade de vida e segurança.

“Aqui as famílias estão recebendo o seu teto para morar e ter dignidade. É um condomínio muito grande e que a nossa população merece. Um residencial que conta, nos arreadores, com creches, escolas e postos de saúde para poder dar condição de vivência para cada uma dessas famílias. Isso é dar condição para que as pessoas tenham vida com dignidade. Aqui não é daqueles residenciais que se entregam e não tem nada”, afirmou.

Localizado no Jardim Maringá II, o residencial Santa Bárbara possui 1.424 apartamentos 

Os apartamentos fazem parte do programa “Minha Casa, Minha Vida” e são destinados a famílias que possuem renda de até R$ 1,8 mil e que não teriam condições financeiras de se enquadrarem em nenhum outro programa de financiamento, segundo o superintendente da Caixa, José Antônio da Silva.

“Nós temos poucos empreendimentos no país com essa qualidade. E é somente assim, com a união de esforços, que se viabiliza para as famílias de baixa renda. Aqui não é um empreendimento com financiamento em si. As famílias que moram neste tipo de empreendimento são famílias cuja renda não permite um financiamento. Elas não têm capacidade de financiamento e até problemas cadastrais. Então, se não fosse com o apoio do Poder Executivo, por meio da Caixa Econômica, do Governo do Estado e da Prefeitura de Várzea Grande, essas famílias não teriam acesso a esse empreendimento”, explicou.

Leia Também:  Por maioria dos votos, Câmara aprova alteração no Plano Municipal de Educação

Somente de recursos investidos pela Caixa Econômica Federal foram R$ 93 milhões aportados no residencial Santa Bárbara. Segundo José Antônio, já foram empenhados R$ 1 bilhão do Governo Federal em diversos empreendimentos localizados em Mato Grosso apenas neste ano.

No país, o Governo Federal já destinou R$ 6 bilhões para possibilitar a entrega de 600 mil moradias, informou o representante da Secretaria Nacional de Habitação, Helder Melillo. “Nós trabalhamos diariamente para chegar nesse momento. O momento de hoje é a efetivação da política pública. Quando entregamos a chave para uma família é um momento em que todos aqueles anos de trabalho e investimentos, é realizado. Esse é um momento em que temos a chance de recuperar a dignidade das famílias que mais precisam”, garantiu.

O empreendimento é fruto da união de esforços do Governo Federal, o Governo do Estado e Prefeitura Municipal

Para o senador Jayme Campos, o residencial Santa Bárbara é o maior conjunto habitacional construído no Brasil em um local só, e a concretização de um esforço árduo em prol daqueles que mais precisam.

“Tenho a convicção absoluta de que a melhor política pública desse país e na qual verdadeiramente fazemos a inserção social é dar a oportunidade para que o cidadão tenha sua casa própria para morar. Vivemos uma crise sem precedentes. Mas é uma dádiva que Deus está dando hoje, de poder entregar as chaves a essas famílias”, encerrou o senador.

Entre as famílias beneficiadas com a nova moradia está a de Dalva Ferreira, que há mais de 40 anos sonha em ter a casa própria para viver com o marido. Hoje eles moram em uma chácara localizada na Rodovia dos Imigrantes, onde trabalham como caseiros do local. “Se Deus quiser muito em breve estaremos morando aqui, no nosso apartamento. É muita alegria. Uma recompensa que Deus me deu após 42 anos de casada, finalmente ter minha casa”, comemorou.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Sábado (08): Mato Grosso registra 63.336 casos e 2.125 óbitos por Covid-19

Publicados

em


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (08.08), 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.125 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 24 mortes nas últimas 24 horas. 

Foram registradas 988 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 63.336 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 20.273 estão em monitoramento e 40.938 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 294 internações em UTIs públicas e 301 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 78,44% para UTIs adulto e em 34,05% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (13.574), Várzea Grande (5.009), Rondonópolis (3.766), Lucas do Rio Verde (3.255), Sorriso (3.025), Tangará da Serra (2.729), Sinop (2.339), Primavera do Leste (2.063), Nova Mutum (1.613) e Campo Novo do Parecis (1.224). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Leia Também:  Seduc promove live para orientar e tirar dúvidas sobre redação do Enem

O documento ainda aponta que um total de 57.253 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 3.217 amostras em análise laboratorial. 

Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h. Para acessar o Painel Interativo da Covid-19 em Mato Grosso, clique aqui.

Cenário nacional

Neste sábado (08), o Governo Federal confirmou 3.012.412 casos da Covid-19 no Brasil e 100.477 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 99.572 óbitos e 2.962.442 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia Também:  Ações do Governo de MT beneficiam famílias de Nossa Senhora do Livramento

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA