POLÍTICA MT

Jangada comemora 32 anos com a presença parceira do Governo do Estado

Publicados

em


.

Jangada (a 76 quilômetros de Cuiabá) é ponto de parada para muitos viajantes que seguem em direção a vários destinos mato-grossenses e aproveitam para degustar um pastel em um dos vários pontos espalhados ao longo da rodovia que corta a cidade. Nesta sexta-feira, 11 de setembro, o município comemora 32 anos de emancipação administrativa com a presença parceira do Governo do Estado.

Está em sua fase final, a restauração e melhoramento de 79,85 quilômetros da MT-246, entre a sede do município e Barra do Bugres, com investimentos de R$ 37,6 milhões, em recursos do BNDES/Prodestur (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social/Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo).

Também está em andamento o processo de concessão, à iniciativa privada, de 233,2 quilômetros das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, entre Jangada e Itanorte, distrito de Campo Novo do Parecis. Com isso, cerca de R$ 815 milhões serão investidos em implantação, recuperação e manutenção deste trecho.

MT 246 entre Jangada e Barra do Bugres – Foto Secom/MT

Para contribuir com o município no combate à pandemia da Covid-19, o Governo Estado repassou 725 testes rápidos para detecção do vírus, além de medicamentos para o seu tratamento – 3.784 comprimidos de azitromicina, 3.027 de ivermectina e 23.966 de dipirona, também distribuídos em gotas, num total de 589 frascos.  

Leia Também:  Policiais militares vão às ruas para fiscalizar e orientar a população sobre os perigos no trânsito

Em repasses financeiros, o município recebeu até maio de 2020 R$ 1,8 milhão referentes a ICMS, IPVA e Fethab, além de outro R$ 1,079 milhão entre 2019 e maio de 2020, referentes a assistência social, transporte escolar e convênios na área de saúde.

Economia

Seus 8.451 habitantes respondem por um PIB per capita (Produto Interno Bruto por pessoa) de R$ 39.098,95, o que garante à cidade a 59ª posição no ranking estadual, embora o PIB total, de R$ 264,6 milhões, ocupe a 80ª posição. Agropecuária, com R$ 89,2 milhões, e indústria, R$ 73,7 milhões, são responsáveis por 61,56% desta riqueza.

Segundo o Observatório do Desenvolvimento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), duas agroindústrias do setor de calcário, com sede no município, têm como principal clientela o agronegócio regional.

A pecuária municipal responde por 53,6 mil cabeças de gado bovino e 24,1 mil galináceos, dos quais 19,1 mil galinhas, além da criação de peixes (piscicultura), especialmente tambacu e tambatinga.

O município produz também (em toneladas) cana-de-açúcar (24 mil), soja (2.244), mandioca (1.200), milho (708), limão (500), banana (180), abacaxi (100), tomate (93), melancia (30), melão (24), goiaba (20). É o sexto no ranking estadual de rendimento na produção de melão, com 12 toneladas por hectare.  

Leia Também:  Prazo para cadastrar foto no sistema de inscrição do Enem encerra dia 1º de outubro

História

O nome foi tomado do ribeirão Jangada, que corta a sede e deságua no rio Cuiabá, que banha o município, principal meio de transporte no início da povoação, quando ainda era chamada de Passa Três.

O caminho desenhado às margens do rio Cuiabá era percorrido por comerciantes que traziam mercadorias em lombo de burros, e às vezes em carros de boi. O percurso durava 10 dias, em viagem de ida e volta.

A abertura da BR-364 (então BR-29), em 1940, e o fato de ser um entroncamento rodoviário, com acesso a diferentes regiões do Estado, contribuíram para o desenvolvimento do município.

Em 1948, já com a denominação de Jangada, foi elevado a distrito, então pertencente a Cuiabá. Em 1953 passa a pertencer a Acorizal, município recém-criado. Em 1988, é realizada a primeira eleição municipal, cujos vencedores (prefeitos e vereadores) tomaram posse no ano seguinte.

(Colaboraram Karine Miranda, Sinfra; Fernanda Nazário, SES; e Thielly Bairros, Sedec)

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

“Resolvemos um problema que se arrasta há 40 anos em Canarana”, destaca governador

Publicados

em


.

O governador Mauro Mendes afirmou que a entrega da Escola Estadual 31 de Março, em Canarana (832 km de Cuiabá), prevista para outubro, “vai resolver um problema que se arrasta há mais de 40 anos no município”.

Mendes vistoriou as obras, que estão em fase final, na manhã desta quinta-feira (24.09). A construção, realizada em convênio com a Prefeitura de Canarana, recebeu investimentos na ordem de R$ 3,072 milhões, sendo R$ 2,5 milhões de recursos estaduais e R$ 572 mil municipais.

O governador contou que diante da promessa da construção de uma nova escola, os alunos foram realocados para instalações no Parque de Exposição da cidade, e o prédio, demolido.

“Estive em Canarana em 2018 e a obra estava parada, a escola demolida, bem no centro da cidade. Temos agora a felicidade de ver uma belíssima obra que será inaugurada dentro de dois meses e que vai atender 800 alunos. Fizemos uma parceria com a prefeitura e estamos finalizando esta escola, mais uma obra que estava paralisada”, comemorou.

Leia Também:  Prazo para cadastrar foto no sistema de inscrição do Enem encerra dia 1º de outubro

A unidade escolar foi construída em 1976 e por muitos anos funcionou em um prédio precário, colocando em risco a vida dos alunos e profissionais da educação.  Em 2016, a escola foi demolida com a promessa de construção de um novo espaço. A construção, porém, só foi iniciada na atual gestão, que vai entregar a unidade já no próximo mês.

A nova escola irá beneficiar todo o conjunto de alunos, professores e familiares, avaliou o deputado estadual José Eugênio de Paiva, o Dr. Eugênio.

“Uma escola muda tudo. Uma criança que assiste às aulas em um ambiente insalubre, o índice de aproveitamento dessa criança é muito baixo. Ele vindo para um prédio que foi projetado para ser escola, climatizado, com materiais e equipamentos novos, tudo isso motiva não só os professores, mas também o corpo de alunos e os familiares”, ressaltou o parlamentar.

A unidade terá 16 salas de aula, refeitório, cozinha, laboratórios, biblioteca integradora, banheiros adaptados para pessoa com deficiência, parte administrativa, além da reforma da quadra poliesportiva, que já existia no local. Com mais esta entrega, será possível ampliar a oferta de vagas na escola, que atualmente atende 530 alunos.

Leia Também:  Projeto de Paulo Araújo institui Programa Estadual de Animais de Estimação Perdidos

Acompanharam a vistoria os secretários estaduais Marcelo Oliveira (Infraestrutura e Logística), Basílio Bezerra (Planejamento e Gestão), Emerson Hideki (Controladoria-geral), e os deputados estaduais Dr. Eugênio Paiva e Ondanir Bortolini (Nininho).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA