POLÍTICA MT

Lúdio Cabral promove audiência pública remota para debater queimadas no Pantanal

Publicados

em


.

Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa aprovou, nesta quarta-feira (2), o requerimento do deputado estadual Lúdio Cabral (PT) para realizar audiência pública remota para debater as medidas para combater e evitar queimadas no Pantanal. A proposta teve apoio de todos os deputados. A audiência está prevista para o dia 17 de setembro, a partir das 14h, por videoconferência, e será transmitida ao vivo pela TV Assembleia e na página www.facebook.com/LudioMT.

“Há uma questão imediata, que é saber que medidas estão sendo tomadas e o que ainda pode ser feito pelo poder público para enfrentar o drama das queimadas que estão devastando o Pantanal, uma catástrofe sem precedentes na história desse bioma. E há uma segunda questão, que é identificar as causas sistêmicas desse fenômeno. E, ao identificar essas causas, que políticas públicas precisam ser adotadas a partir de agora para salvar e preservar o Pantanal”, disse Lúdio.

A audiência deve reunir pesquisadores, gestores públicos, ativistas, população pantaneira e ribeirinha, entre outros, com o objetivo debater com profundidade quais são as causas dos incêndios atuais, o que precisa ser feito para que isso não volte a se repetir e para preservar o Pantanal. Lúdio lembrou também que, além do Pantanal, grandes áreas do Cerrado mato-grossense estão sendo atingidas pelas queimadas, e que Mato Grosso tem sido campeão em rankings de desmatamento e focos de calor.

Leia Também:  Sesp realiza novo leilão de veículos e sucatas na quarta-feira (30)

“O Pantanal não é um bioma isolado. Todas as águas que banham o Pantanal nascem no planalto, no Cerrado. Sabemos que há relação entre o ciclo das águas e a situação que o Pantanal está enfrentando agora. Temos que debater com profundidade as causas dessas queimadas e o que precisa ser implementado para proteger esse bioma tão importante para o país e para o planeta”, disse Lúdio.

 

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Quatro motoristas são presos por embriaguez ao volante no bairro São Matheus

Publicados

em


.

Sessenta motoristas foram autuados durante a 9º edição da Operação Lei Seca na noite de sábado (26.09), em Cuiabá. A ação foi realizada na BR 364, km 403, no bairro São Matheus, próximo a Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran). Ao todo, 58 testes de alcoolemia foram realizados, o que resultou na prisão de quatro motoristas por embriaguez ao volante

As abordagens começaram às 22h10 e seguiram até às 23h45. Entre os Autos de Infração de Trânsito, 13 foram por conduzir sob efeito de álcool, um pela recusa do teste do bafômetro e outros 60 AIT’s diversos. Na ação, 21 veículos, entre carros e motocicletas, foram recolhidos.

A Operação Lei Seca é realizada de forma integrada e coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).  Nesta edição, participaram representantes das Polícias Militar (PM-MT), Civil (PJC-MT) e Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) e Sistema Penitenciário de Mato Grosso (Sispen).

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70.

Leia Também:  Projeto de Paulo Araújo institui Programa Estadual de Animais de Estimação Perdidos

No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime.

Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa.

 

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA