POLÍTICA MT

Mato Grosso conquista 21 medalhas nas Paralimpíadas Escolares 2021

Publicados

em


A delegação mato-grossense marcou sua participação nas Paralimpíadas Escolares 2021 com recorde de medalhas conquistadas. Representando o Estado na competição nacional, que ocorreu em São Paulo (SP) de 23 a 27 de novembro, 15 estudantes com deficiência garantiram 21 medalhas, sendo 12 de ouro, seis de prata e três de bronze. 

A modalidade com mais conquistas foi a de atletismo, com sete atletas alcançando 14 pódios. Do município de Paranatinga, Amanda Lima e Amanda Sales garantiram o primeiro lugar em duas provas cada uma:  100m “A” e lançamento de disco e 100m e arremesso de peso. 

Também de Paranatinga, João Antônio Angelim conquistou três medalhas de ouro, repetindo a proeza da última edição dos Jogos Escolares Paralímpicos, em 2019. O jovem atleta venceu as provas de lançamento de dardo, arremesso de peso e lançamento de disco.

Outro atleta de Paranatinga trouxe mais três medalhas no atletismo. Kauã Francisco foi ouro nas provas de lançamento de dardo “A” e lançamento de disco, e prata no arremesso de peso.

O estudante de Rondonópolis, Thallysson Enrick, assegurou mais duas medalhas de ouro nas provas de 75m e salto em distância. Nos 100 m, a estudante de Alta Floresta Estheffany Roque ficou com a medalha de prata.

Leia Também:  Botelho defende criação de lares temporários para animais domésticos

Pedro Lucas, de Várzea Grande, completa os pódios do atletismo com o terceiro lugar no arremesso de peso “A”. O estudante várzea-grandense ainda garantiu o ouro na modalidade de tênis de mesa. 

Quem também assegurou medalhas no tênis de mesa foi o estudante de Alto Araguaia, Guilherme Oliveira, que foi prata em três categorias diferentes. A modalidade confirmou ainda o quinto pódio com o estudante Andrei de Souza.

Na natação, as medalhas vieram na prova de 50m nado crawl, com as estudantes de Cuiabá Kayenne karoline e Aline Nascimento, que conquistaram prata e bronze (respectivamente).

Cada modalidades esportiva em disputa é dividida por naipe (masculino e feminino), por faixa etária (12 a 14 anos e 15 a 17 anos) de acordo com o tipo de deficiência. De Mato Grosso, participaram alunos-atletas com deficiência física, visual e intelectual. 

A mobilização, organização e viagem para São Paulo dos atletas, técnicos e dirigentes foram providenciadas pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).   

“A participação dos estudantes mato-grossenses nas Paralimpíadas Escolares entra para a história do Estado. O que esses atletas nos ensinam é algo sem precedentes. Agradeço a Deus, ao time do Governo de Mato Grosso, ao governador Mauro Mendes, ao secretário Beto Dois a Um, e a todo time da Secel, que se dedicou muito para efetivar essa ação tão incrível”, comemora o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Leia Também:  Batalhão Ambiental e Juvam apreendem 98 quilos de pescado ilegal no Rio Paraguai

As Paralimpíadas Escolares 

Maior evento do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar, de 12 a 17 anos, as Paralimpíadas Escolares é organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). 

A competição teve a sua primeira edição em 2009 e é considerada um grande celeiro de atletas, revelando medalhistas paralímpicos como os velocistas Petrúcio Ferreira, Alan Fonteles, Verônica Hipólito, Washigton Nascimento, o jogador de goalball Leomon Moreno, e os nadadores Talisson Glock, Cecília Araújo e Gabriel Araújo, entre outros.

Além disso, é um evento que proporciona a convivência entre adolescentes com diversos tipos de limitações, já que as modalidades contemplam três grandes grupos de deficiência: visual, física e intelectual.  

Após ser suspensa em 2020 por causa da pandemia, as Paralimpíadas Escolares retornaram em 2021, reunindo 902 atletas de todo o país, que competiram em  13 modalidades. 

Delegação mato-grossense acompanhada por equipe da Secel nas Paralimpíadas Escolares 2021

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Lúdio pede prorrogação de concurso da Segurança com provas marcadas para a mesma data do Exame da OAB

Publicados

em


Deputado Lúdio Cabral (PT) requereu o adiamento das provas previstas para o dia 20 de fevereiro de 2022

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu ao Governo do Estado a prorrogação do concurso público convocado pela Secretaria do Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), com provas previstas para o dia 20 de fevereiro de 2022. Isso porque a data coincide com a aplicação do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizada em âmbito nacional em todos os estados da federação, conforme item 3.1.1 do Edital XXXIV Exame de Ordem Unificado.

“Isso impossibilita que milhares de possíveis candidatos ao concurso da Sesp-MT se inscrevam no exame da OAB ou vice e versa, considerando que o bacharelado em Direito é sem sombras de dúvidas uma formação compatível com a área de Segurança Pública”, explica Lúdio.

Além disso, a realização concomitante das provas da Sesp-MT e da OAB poderá causar aglomeração nos municípios em que serão realizadas, aumentando o risco de contaminação por covid-19. “O que não é recomendado no momento de escalada da doença no estado, com aumento dos números diários de novos casos pelo avanço da variante Ômicron no Brasil”, alerta o deputado.

Leia Também:  Benzedeira vó Francisca é homenageada com exposição fotográfica, filme e álbum musical

São seis editais de Concurso Público para os cargos de Escrivão de Polícia e Investigador de Polícia (Edital Nº 001/2022/SESP/PJC/MT), publicado no dia 04 de janeiro, Perito Oficial Criminal, Perito Oficial Médico-Legista e Perito Oficial Odonto-Legista (Edital Nº 002/2022/SEGES/SESP/MT), Soldado da Polícia Militar (Edital Nº 003/2022/SEPLAG/SESP/MT), Oficial da Polícia Militar (Edital Nº 004/2022/SEPLAG/SESP/MT), Oficial da Polícia Militar da Saúde (Nº 005/2022/SEPLAG/SESP/MT) e Soldado do Corpo de Bombeiros (006/2022/SEPLAG/SESP/ MT), publicados no dia 05 de janeiro no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso.

Todos estes editais exigem como requisito mínimo a formação do candidato em nível superior e têm provas objetivas e dissertativas previstas para o dia 20 de fevereiro. Ofício protocolado nesta segunda-feira (17) solicita que as provas sejam adiadas em uma semana, para o dia 27 de fevereiro ou para outra data.

Fonte: ALMT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA