POLÍTICA MT

Mato Grosso representa Brasil em Feira Internacional de Investimento na China

Publicados

em


.

O estado de Mato Grosso é o único do país a participar da CIFIT (China International Fair for Investment and Trade), realizada de terça-feira (08.09) a sexta-feira (11.09), em Xiamen, na Província de Fujian, na China. Uma representante do governo de MT na China participará de forma presencial apresentando o estado e suas potencialidades e 14 empresas mato-grossenses estarão no evento de forma virtual por meio da plataforma do evento.                         

A CIFIT é um evento internacional de promoção de investimentos da China que visa facilitar o investimento bilateral. É considerado o maior evento de investimento global aprovado pela Associação Global da Indústria de Exposições da China e acontece anualmente.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, a participação na feira chinesa é uma oportunidade ímpar. “A China é nossa grande cliente atualmente e estar presente em um evento deste porte, mesmo que virtualmente por questões sanitárias, é uma forma de mostrar tudo o que nosso Estado e nossos empresários produzem e prospectar novos clientes e negócios”, afirma.

Leia Também:  Sexta-feira (18): Mato Grosso registra 112.200 casos e 3.248 óbitos por Covid-19

De acordo com Ariana Guedes, assessora internacional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), na Ásia, os expositores de MT terão oportunidade ímpar de expor seus serviços e produtos, criar possibilidades de negócios com chineses e também ampliar cooperação com o mercado internacional.

“Além da exposição, a feira apresenta uma série de atividades como Fórum Internacional de Investimentos, seminários, rodas de negócios, matchmaking, oportunizando o estabelecimento de negócios e atração de investimentos com todas as regiões da China e países participante”, explicou Ariana Guedes.

No estande de Mato Grosso, os participantes recebem informações sobre as características geográficas, históricas e econômicas do estado. Textos e imagens sobre as potencialidades do estado e suas belezas naturais compõem as plataformas físicas e digitais da CIFIT.

“Os chineses consomem nossos produtos, mas não sabem a origem, desta forma, promover o Estado de Mato Grosso na China é fundamental para fortalecer este relacionamento. Dos estados brasileiros, Mato Grosso, é considerado pelos chineses como forte parceiro de negócios nas mais diversas áreas”, destacou a assessora internacional da Sedec.

Leia Também:  Bazar da Assembleia Social já começa na segunda-feira (21)

As empresas mato-grossenses participantes da feira não tiveram despesas para participar, nem o Governo do Estado. Tudo foi articulado por meio de uma força tarefa entre Sedec e Casa Civil para que Mato Grosso estivesse na feira.

Além da participação on-line das 14 empresas mato-grossenses na CIFIT, o governo de Mato Grosso deu visibilidade aos projetos de investimentos desenvolvidos pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) e empresas privadas que são parceiros do estado no desenvolvimento econômico.

As seguintes empresas de Mato Grosso participam da CIFIT: APROFIR, Bio Bebidas, Casa do Peixe, Drogaria Cidade Alta, FECOMÉRCIO, Golden Imex, IMEA, Inovam, MAFRRA, Mandioca Árica, PECSA, Soul Fish, Supermercado Paulista e Verdão  Materiais para Construção.

Interessados em conhecer e participar da CIFIT podem ter acesso através do link e dos QR Codes app disponíveis abaixo:

APP CIFIT – IOS clique aqui

 

APP CIFIT – ANDROID clique aqui

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

No topo da produção nacional de grãos, Sapezal comemora 26 anos; Governo celebra com repasses em dia e ajuda no combate à Covid 19

Publicados

em


.

Um dos polos do agronegócio mato-grossense, figurando entre os primeiros do ranking nacional na produção de algodão, girassol, soja e milho, o município de Sapezal, com 26.688 habitantes, distante 500 quilômetros de Cuiabá no sentido noroeste, completa 26 anos neste sábado (19). O Governo do Estado participa das comemorações por meio de repasses financeiros em dia e de contribuição para combater a pandemia da Covid-19.

Entre janeiro e setembro deste ano, foram repassados R$ 46,323 milhões aos cofres municipais, referentes a ICMS, IPVA e Fethab, além de outros R$ 1,133 milhão em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares entre 2019 e julho deste ano. 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) enviou ao município 2.200 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19, num total de 94.724 comprimidos, entre azitromicina (11.646), ivermectina (9.317) e dipirona (73.761), também distribuído em gotas, somando 1.812 frascos.

Economia 

Segundo os últimos dados do IBGE, de 2018, Sapezal é maior produtor nacional de algodão, com 756,89 mil toneladas avaliadas em R$ 1,84 bilhão; sexto maior de soja (quarto no ranking estadual), com 1,23 milhão de toneladas avaliadas em R$ 1,15 bilhão; e décimo maior de milho (sétimo no Estado), com 903 mil toneladas avaliadas em R$ 315 milhões.

Leia Também:  Bazar da Assembleia Social já começa na segunda-feira (21)

Sapezal é o maior produtor de algodão do país – Foto Mayke Toscano  

Ocupa ainda a terceira colocação – nacional e estadual – na produção de girassol, com 14,28 mil toneladas, cultivando também arroz (5,4 mil toneladas) e feijão (8,5 mil toneladas). 

Quatro grandes distribuidoras de insumos atendem ao agronegócio sapezalense, cujo rebanho bovino soma 126,3 mil cabeças. 

O PIB (Produto Interno Bruto) municipal em 2017 – últimos números do IBGE disponíveis – somou R$ 2,5 bilhões, ocupando a 11ª posição estadual. O setor agropecuário, com R$ 1,25 bilhão, foi seu principal componente, seguido pelo setor de serviços, com R$ 728,6 milhões.

O PIB por habitante (per capita), de R$ 103.551,68, é terceiro maior de Mato Grosso e ocupa a 53ª colocação entre os mais de 5.500 municípios brasileiros.

História

A formação do núcleo urbano de Sapezal tem como base a colonização da área pelo Grupo Maggi e seu nome é uma referência ao Rio Sapezal, cujas águas, depois de desaguar rio Papagaio, chegam ao Juruena.

Leia Também:  Botelho recebe cesta com produtos da agricultura familiar e garante apoio à Empaer

Sapezal é onde há muito sapé, uma espécie de capim utilizado para cobertura. Em Tupi quer dizer capim brilhante, que “alumia”.

Seus pioneiros foram colonos sulistas, a maior parte vinda do Norte do Rio Grande do Sul, Oeste de Santa Catarina e Oeste do Paraná, que chegaram nas décadas de 1970 e 1980.

Sapezal já nasceu com infraestrutura: posto telefônico, posto de combustível, hotel, churrascaria, restaurantes, farmácia, supermercado e modernas escolas.

A atual zona urbana começou a ser povoada com a abertura da estrada MT 235 (Estrada Nova Fronteira) e do Loteamento da Cidezal Agrícola, em meados de 1987.

Em 19 de setembro de 1974, pela Lei 6.534,foi criado o município, cujo primeiro prefeito foi André Antônio Maggi, pai do ex-governador Blairo Maggi.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA