POLÍTICA MT

Município de Ribeirãozinho está com risco moderado de contaminação de Covid-19 em Mato Grosso

Publicados

em


Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta quinta-feira (29.10) mais uma atualização do panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O Boletim Informativo n° 235 mostra (a partir da página 12) que o município de Ribeirãozinho configura na classificação com risco “moderado” para contaminação do novo coronavírus.

Os demais 140 municípios estão na classificação de risco “baixo”, indicado pela cor verde e não apresentam grandes riscos de contaminação. Nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco “muito alto”, indicado pela cor vermelha que representa alerta máximo de contaminação.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT.

Leia Também:  Allan Kardec entrega R$ 2 milhões em emendas para Chapada dos Guimarães

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Politec inicia coleta de DNA de familiares de pessoas desaparecidas

Publicados

em


A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) iniciou, nesta segunda-feira (14.06), a coleta de material genético de familiares de pessoas desaparecidas. A ação faz parte da Campanha Nacional de Desaparecidos, de iniciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

A Campanha visa a ampliação do Banco Nacional de Perfis Genéticos que, segundo a Coordenadora de Perícias em Biologia Molecular, Késia Renata Lopes Melo, é uma importante ferramenta que vai possibilitar que as famílias deem um fim à angústia de ter um ente desaparecido.

A coordenadora considera que a campanha nacional é um marco na busca de pessoas desaparecidas. “Foi estabelecido um fluxo para a coleta de DNA dos familiares. Após a coleta o laboratório de DNA da Politec processará estas amostras e inserir os perfis genéticos no Banco de Perfis Genéticos do estado confrontando com os perfis genéticos de cadáveres e ossadas não identificadas das unidades de medicina legal de Mato Grosso e de todos os laboratórios que fazem parte da RIBPG (Rede Integrada de Banco de Perfis Genéticos). A campanha irá ajudar a disseminar o poder dessa ferramenta tecnológica ainda pouco utilizada para este fim”, citou.

Leia Também:  CGE vai auxiliar órgãos estaduais na adesão ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção

Qualquer pessoa com um ente desaparecido, de até 1º grau (pais, filhos ou irmãos), poderá participar da campanha. Para isso, será necessário registrar um boletim de ocorrência, em seguida a delegacia encaminhará o familiar a um dos 17 postos de coleta espalhados por todo o estado de Mato Grosso. (Veja lista completa)

A coleta é simples e indolor, feita via cavidade oral, com uma espécie de cotonete, que é passado na parte interna das bochechas da pessoa. Os materiais biológicos coletados serão processados e inseridos no Banco Nacional de Perfis Genéticos. Caso seja identificado um possível parentesco com os dados de alguma pessoa falecida, os peritos informarão a Delegacia ou a Diretoria Metropolitana de Medicina Legal (DMML), que entrará em contato com os familiares para que sejam realizados os procedimentos legais.

Apesar do mutirão da Campanha ocorrer até a próxima sexta-feira (28.06), as coletas continuarão sendo realizadas tanto em Cuiabá, quanto no interior do estado, mediante agendamento realizado pela Polícia Civil.

Leia Também:  Santo Antônio comemora 121 anos com nova unidade do Corpo de Bombeiros

*Com supervisão de Tita Mara Teixeira 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA