POLÍTICA MT

Organizações buscam solução para abrigo de pessoas em situação de rua na pandemia

Publicados

em


A Ouvidoria Geral de Polícia de Mato Grosso participou de uma reunião, nesta segunda-feira (13/10), na Secretaria Municipal de Assistência Social para tratar do acolhimento de pessoas em situação de rua durante a pandemia. Desde abril a prefeitura assinou um contrato temporário com uma rede de hotéis para que uma de suas unidades abrigasse essas pessoas como forma de prevenir a disseminação da doença. O contrato se encerrou em outubro mas a crise sanitária ainda não.

As pessoas não ficarão desabrigadas, garantiu Hellen Ferreira de Jesus, titular da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (SMASDH). O acolhimento foi realizado de forma emergencial e obedecendo uma decisão judicial que pedia a proteção dessa população num momento em que a principal medida sanitária era a orientação de ficar em casa.

Para o Ouvidor Geral de Polícia, Lúcio Andrade, “a condição das ruas expõe essas pessoas tanto a se envolverem com delitos, quanto a serem vítimas de violência. Políticas dessa natureza impactam a segurança pública”, afirma o ouvidor. Uma solução apontada na reunião é a contratação de comunidades terapêuticas para acolher as pessoas e garantir condições de prevenção de contágio do novo coronavírus.

Leia Também:  Sábado (17): Mato Grosso registra 135.784 casos e 3.712 óbitos por Covid-19
Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Comissão de Segurança Pública da ALMT conhece estrutura da Cadeia Pública de Alta Floresta

Publicados

em


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Os deputados estaduais e integrantes da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Delegado Claudinei (PSL) e Ulysses Moraes (PSL), visitaram a Cadeia Pública de Alta Floresta (MT), na quinta-feira (15), para conhecerem a estrutura e obterem informações relacionadas à instituição. Eles foram recebidos pela diretora e policial penal, Cirlene Mateus da Silva. 

Cirlene Silva, que atua na instituição desde 2003, comenta que consegue fazer um parâmetro dos resultados alcançados. “A cadeia pública melhorou muito de uns anos para cá, até na forma de trabalhar. Não tinha um administrativo e a Secretaria disponibilizou para nós”, conta. 

A diretora explica que a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) vem contribuindo bastante para as melhorias dentro do sistema prisional. Ela destaca que recebeu a visita, no último mês, do secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanuel Flores, que informou que seria previsto a nomeação de aproximadamente 20 policiais penais para atender a instituição que conta com 172 recuperandos e com capacidade para 65.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso mantém UTIs para casos de Covid-19 em Rondonópolis

Em relação a quantidade de detentos atendidos, a diretora avalia que está sendo possível conduzir os trabalhos sem contratempos, sendo que hoje são 22 servidores e mais um educador físico no quadro de pessoal. Já os profissionais de nível superior, ela esclarece que o enfermeiro e o médico são concedidos pelo governo estadual, tratamentos com psicólogos ou assistentes sociais são feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o odontólogo é disponibilizado por meio de parceria com a prefeitura de Alta Floresta. 

Alguns dos espaços apresentados aos parlamentares foram a cantina, consultório médico e enfermaria, cozinha para os servidores e um ambiente para executar projeto da Fundação Nova Chance (Funac) que é vinculado à Sesp que proporciona para 12 detentos a oportunidade de trabalhar com atividades laborais.  

Reforma – Os avanços contaram com a parceria formada junto ao Conselho da Comunidade e o apoio da Sesp que forneceu tintas e materiais para a reforma no antigo espaço que era ocupado pela Delegacia Municipal de Alta Floresta. Cirlene mostrou a nova área que terão novas celas para ficarem os presos, os consultórios do médico e enfermeiro, recepção e a área administrativa. “Aqui, será adequado para abrigar mais detentos. Essa área toda era da delegacia e as celas serão todas em laje”, diz a diretora. 

Leia Também:  Macaca vítima de atropelamento é resgatada em Guarantã do Norte

Os deputados se colocaram à disposição, por meio da Comissão de Segurança Pública, para a diretora da Cadeia Pública, caso precise de algum apoio ou articulações junto ao governo estadual.

Comissão de Segurança – Além do Delegado Claudinei, que  preside a Comissão e de Ulysses Moraes, também compõem a Comissão, os deputados Sílvio Fávero (PSL), como vice-presidente e como membros titulares Thiago Silva (MDB) e Elizeu Nascimento (DC).

Fonte: ALMT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA