POLÍTICA MT

Penitenciária Mata Grande não possui casos de reeducandos com Covid-19

Publicados

em


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS / Assessoria de Gabinete

A segunda maior unidade prisional de Mato Grosso, a Penitenciária Major Eldo de Sá Correa, conhecida por Mata Grande, localizada em Rondonópolis (MT), contou com a visita do deputado estadual e presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Delegado Claudinei (PSL), na última semana. O parlamentar foi recepcionado pelo diretor da instituição, Ailton Ferreira, que apresentou toda a estrutura, os projetos de ressocialização com os reeducandos e toda a dinâmica de trabalho dos policiais penais dentro do presídio.  

O encontro teve o propósito de levantar as principais necessidades da instituição, e também, conhecer de perto todas ações desenvolvidas pela unidade prisional juntamente com os reeducandos. “Na verdade, aqui é um modelo a ser seguido em todo o Brasil, principalmente em relação aos projetos de ressocialização dos reeducandos, que garantem a remição da pena, e onde o preso tem a oportunidade de trabalhar, ser remunerado e não ficar pensando em praticar mais crimes”, comenta Claudinei.

Pandemia

Em relação aos casos de Covid-19 dentro da penitenciária, Ailton informou que não houve nenhum reeducando contaminado com a doença. “Hoje não existem casos confirmados ou suspeitos na unidade. Seguimos uma filosofia em que nossas ações estão voltadas para a segurança, disciplina e ressocialização. Desde março, os presos não fazem ou recebem visitas de familiares para evitar a disseminação da doença dentro do presídio”, explica o diretor.

Leia Também:  Governo vai fomentar rodadas de negócios e ofertas para atrair turistas em Mato Grosso

Um dos protocolos seguidos pela Mata Grande, para evitar o contágio entre os reeducandos, é a proibição de visitas presenciais de familiares e advogados, tanto que contam com uma sala de videoconferência. Outra iniciativa é a realização de isolamento por 14 dias de pessoas que acabaram de serem presas – em cela individual – para verificar se apresentam algum sintoma da Covid-19, antes de juntá-las com os outros recuperandos.

De acordo com dados da última terça-feira (25), o Boletim Epidemiológico da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) aponta que foram 302 casos confirmados de servidores infectados pela Covid-19 e três óbitos. Em relação aos recuperandos, foram 1.161 contaminados nas unidades prisionais e duas mortes decorrentes da doença.

Ressocialização                                                   

A Mata Grande promove trabalhos extramuros entre os recuperandos que, neste período da pandemia, foram suspensos por tempo indeterminado. “Temos vários projetos extramuros com a população carcerária e conseguimos reinseri-los na sociedade com dignidade e com uma profissão. Já realizamos cerca de 302 obras desde 2012 para cá. Um recuperando que está trabalhando, ele é remunerado. Temos importantes parceiros e tem projeto em que o preso vai trabalhar 6h da manhã e retorna às 17h para a penitenciária”, esclarece Ailton.

Leia Também:  Oficialização de Pazuello em Ministério garante continuidade de ações na Saúde

Uma das atividades intramuros oferecidas aos reeducandos dentro da penitenciária são de costura para a confecção de roupas, horta para o cultivo de legumes e hortaliças, padaria e confeitaria, artesanato, marcenaria e serralheria para a produção de móveis. “Fiquei muito feliz em conhecer todos os trabalhos desenvolvidos por essa unidade prisional. Lutarei mais ainda pelo fortalecimento das instituições de segurança pública. Agradeço a receptividade do diretor da unidade e de todos os servidores que desenvolvem os seus trabalhos com excelência nesta penitenciária”, elogia o deputado.

O diretor da penitenciária ressalva que os aprendizados adquiridos pelos reeducandos é a garantia de terem a oportunidade de renda e trabalho quando cumprirem a pena. “Eles têm a chance de serem encaminhados para empresas e colocar em prática o que aprenderam aqui dentro. É uma mão-de-obra qualificada que muitas empresas aproveitam. Todos que trabalham são remunerados. O valor recebido varia de cada reeducando, uns recebem um salário mínimo, meio ou 1/3 do salário”, diz.

O governo de Mato Grosso conta com cerca de 52 unidades penais do Sistema Penitenciário. A penitenciária Mata Grande hoje conta com cerca de 1.500 reeducandos, sendo 350 na cadeia pública com presos provisórios e o restante já com a condenação estabelecida.

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Governo firma cooperação com 4 prefeituras para pavimentação de 106 km de rodovias

Publicados

em


.

O governador Mauro Mendes assinou na tarde desta terça-feira (22.09) termos de cooperação com as prefeituras de São Félix do Araguaia e Canabrava do Norte para a pavimentação de 69 quilômetros da MT-109, e também com as prefeituras de Santo Afonso e Tangará da Serra para o asfaltamento de 37,6 quilômetros da MT-240. O valor previsto do investimento para as duas obras é de R$ 98,7 milhões, que serão custeados por meio dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

Além do governador, assinaram os termos o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira, a prefeita Janailza Taveira Leite (São Félix do Araguaia) e os prefeitos João Cleiton Medeiros (Canabrava do Norte), Joabe Almeida dos Santos (Santo Afonso) e  Fábio Martins Junqueira  (Tangará da Serra) durante evento realizado no Palácio Paiaguás.

Ao todo serão asfaltados 106,6 quilômetros das rodovias,que vão beneficiar as Regiões do Araguaia e Médio Norte de Mato Grosso. Além desses termos, o Governo do Estado já formalizou outras sete cooperações com as prefeituras de Porto dos Gaúchos, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Aripuanã, Sorriso, São José do Rio Claro e Nova Maringá para obras de pavimentação.

De acordo com Mauro Mendes, trabalhar em conjunto com os municípios, por meio das cooperações, é uma solução fundamental para que o Governo consiga avançar com mais obras em Mato Grosso, a fim de melhorar a logística, estimular o fortalecimento da atividade econômica das regiões e contribuir para o desenvolvimento do Estado.

“Assinamos dois convênios de duas obras fundamentais das Regiões Médio Norte e Araguaia, que vão contribuir para o desenvolvimento dessas cidades e das regiões onde estão inseridas. Essas obras estão inseridas em um modelo que vai trazer economicidade, aumentando a capacidade de investimento. Os contratos que nós estamos licitando estão com valores muito mais baixos do que aqueles que eram licitados em administrações anteriores. É dinheiro público sendo bem aplicado e isso rende, dá resultado”, afirmou o governador.

Por meio das cooperações assinadas, a Sinfra vai realizar a licitação das obras, excluindo alguns serviços que serão executados diretamente pelas prefeituras, dentro do limite territorial de cada uma. Neste modelo de cooperação não há transferência de recursos aos municípios e as prefeituras ficarão responsáveis pela execução de serviços como terraplanagem, recomposição ambiental e sinalização das vias, por exemplo.

Serviços esses que já podem ser iniciados pelos municípios, de acordo com o secretário Marcelo de Oliveira, que destacou que as cooperações estão servindo de exemplo para outras cidades mato-grossense e para o Brasil.

“Hoje nós firmamos a parceria e vamos começar o processo licitatório. Isso não significa que assinamos hoje e amanhã temos obras. Por isso esperamos, logo que tiver condições, já dar a ordem de serviço para que as empresas iniciem as obras.  Aqui não tem palanque, não tem discurso. Aqui em Mato Grosso tem prática. Nós fazemos, executamos e estamos hoje, sem crise, pois não fazemos discurso. Nós estamos consertando Mato Grosso e que sirva de exemplo para o Brasil”, disse.

Leia Também:  Parceria entre Governo e Programa REM garante mais R$ 300 mil em resgate de animais

São Félix do Araguaia e Canabrava do Norte

Na MT-109 serão pavimentados 69 quilômetros do trecho que vai do entroncamento da MT-322/BR-080 até o entroncamento da MT-412. O prazo de execução das obras é de 24 meses e o valor referência Sinfra para licitação à execução da obra é de R$ 69,9 milhões.  

Para a prefeita de São Félix do Araguaia, Janailza Taveira Leite, a pavimentação é fundamental  para a região do Araguaia, pois vai interligar o importante Distrito do Espigão do Leste, que possui empresas multinacionais e é uma grande área de produção agrícola, até o município vizinho de Canabrava do Norte e a BR-158. 

Desse modo, a pavimentação vai facilitar o escoamento de toda a produção da região até a rodovia federal, que corta todo o Brasil, além de ser o primeiro trecho da rodovia do município de São Félix do Araguaia a ser asfaltado. 

“É um momento histórico. Somos um dos municípios grandes produtores do Estado e que, até então, não tem nenhum palmo de rodovia asfaltado. Agradecemos demais esse momento que São Félix do Araguaia passará a ter uma rodovia pavimentada, que será a MT-109 que vai ligar o coração de São Félix do Araguaia, no Distrito de Espigão do Leste que é muito pujante, até Canabrava do Norte  e também a BR-158. É um momento de muita realização. Faremos confiante em Deus, no governo Mauro Mendes e também nos produtores do nosso município, que serão fundamentais e nos darão o apoio para que realizemos essa parceria de fato e de direito para levarmos desenvolvimento e qualidade de vida ao nosso povo”, disse a prefeita. 

O prefeito Canabrava do Norte, João Cleiton Medeiros, reforçou a importância do asfaltamento da rodovia e lembrou que essa obra é um desejo antigo dos moradores e produtores das cidades envolvidas e vai mudar a realidade da região, que espera pelo asfalto há mais de 30 anos. 

“É onde está a nova fronteira agrícola. Tenho certeza que vai mudar a situação financeira e produtora, e vai contribuir com a arrecadação do Estado de Mato Grosso investindo nessa região. Temos obras importantes no Araguaia que tem sido feito no Araguaia neste Governo. Reconheço o trabalho que o governador tem feito. Está de parabéns. Só temos a agradecer por tudo que tem sido feito. Essa rodovia vai mudar a realidade do município e da região Norte do Araguaia, essa nova fronteira agrícola”, disse. 

Santo Afonso e Tangará da Serra

Na MT-240 serão asfaltados 37,61 quilômetros do trecho que vai do entroncamento da MT-240/MT-358 até o fim da pavimentação urbana do município de Santo Afonso. O prazo de execução das obras também é de 24 meses e valor referência Sinfra para licitação é de R$ 28,8 milhões.

Segundo o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira, esse trecho a ser asfaltado é um resultado da importante articulação do vice-governador Otaviano Pivetta para a formalização da cooperação e demonstra, mais uma vez, o compromisso que o Governo do Estado tem com a região, através da realização de várias outras melhorias rodoviárias.

Leia Também:  Governo vai fomentar rodadas de negócios e ofertas para atrair turistas em Mato Grosso

Entre elas, a recuperação do trecho de 96 quilômetros da MT-358, entre a cidade até o Distrito de Itanorte, além do asfalto a ser executado por meio da cooperação.  

“Mato Grosso tem modificado muito em sua gestão. Estou passando pelo terceiro governador durante meus anos de mandato. Esse segundo ano com o senhor, e nós vivemos historicamente uma situação difícil com relação a estrada. Houve alguns avanços anteriormente em alguns trechos. Mas hoje está dando prazer vier a Cuiabá pela estrada. Melhorou demais. E posso dizer que talvez essa estrada só tenho ficado assim semelhante quando ela foi feita lá no comecinho, no governo Júlio Campos. Melhorou muito”, garantiu. 

Já o prefeito de Santo Afonso, Joabe Almeida, afirmou que ficou muito emocionado ao saber que o projeto de pavimentação entre a cidade e Tangará da Serra sairia do papel, especialmente porque ele não apoiou Mauro Mendes na eleição – o que evidencia a liderança do governador e o foco em realizar projetos e não discussões políticas, segundo o prefeito.

“Quero parabenizar pelo belíssimo trabalho que o governador está fazendo em Mato Grosso. Essa obra é um sonho não só meu, mas de todos os munícipes de Santo Afonso e região. Muito obrigado. Que Deus continue iluminando o vosso coração, governador, que é um coração não perseguidor, não rancoroso”, disse.

Importante apoiador das ações do Governo do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, destacou o trabalho da Casa de Leis para a aprovação de projetos de lei, logo no início da atual gestão, fundamentais para que fosse possível o Governo do Estado obter o reequilíbrio econômico-financeiro e conseguir viabilizar tão importantes obras que estão em andamento e sendo lançadas. 

“Quando fomos aprovar o projeto de alteração do Fethab foi uma batalha muito dura. Antes não aconteciam as obras. Estava indo tudo pra o custeio da máquina pública. Mas naquela época, o governador Mauro Mendes fez a grande diferença e viabilizou o Estado de Mato Grosso. Hoje estamos vendo as estradas melhores, as escolas, as viaturas. Isso tudo mostra que estávamos corretos lá e que a Assembleia Legislativa fez o melhor. Essa mudança foi muito importante e tudo isso foi para viabilizarmos os acontecimentos que tem que chegar em quem realmente trabalha”, encerrou o deputado.

Além das autoridades, participaram ainda o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o presidente da MTPar, Wener Santos, e os deputados estaduais Wilson Santos, Paulo Araújo, Doutor João, Sebastião Rezende, Pedro Satélite e Max Russi. Também participaram os prefeitos Fernando Gorgen (Querência) e Daniel do Lago (Porto Alegre do Norte), além de José Alonso, presidente da Associação dos Beneficiários da Rodovia MT-240.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA