POLÍTICA MT

Primeira-dama de MT entrega 9 mil cestas básicas para auxiliar ações da primeira-dama de VG

Publicados

em


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), doou nove mil cestas básicas para o município de Várzea Grande. Os kits com alimentos e produtos de higiene e limpeza fazem parte do programa do Vem Ser Mais Solidário, liderado pela primeira-dama Virginia Mendes, que fez a entrega pessoalmente à primeira-dama do município, Kika Dorileo. 

A entrega simbólica dos alimentos foi realizada na manhã desta quarta-feira (07.04). A ação visa amenizar o sofrimento das pessoas mais carentes e deve beneficiar aproximadamente 45 mil várzea-grandenses, levando que cada cesta é capaz de alimentar uma família com cinco pessoas em média. 

Na ocasião, a primeira-dama destacou as ações do Governo para o lado social. “Estamos sempre muito atentos às demandas sociais e dispostos a ajudar aqueles que mais precisam, principalmente neste período de pandemia que muitos perderam seu único sustento. A mão protetora do Estado está presente”, pontuou.

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, lembrou que pelo programa Vem Ser Mais Solidário 330 mil famílias foram beneficiadas com alimentos no ano passado. “Entregamos pessoalmente os alimentos para boa parte dessas pessoas e, com o aval do governador Mauro Mendes, continuamos com o trabalho que é ajudar essas famílias carentes. Já estamos em processo para adquirir mais 530 mil cestas básicas”. 

Leia Também:  CCJR aprova parecer favorável para 12 matérias em reunião ordinária

A primeira-dama Kika Dorileo agradeceu a parceria com o Governo do Estado e destacou que as cestas básicas irão complementar o trabalho realizado pela Prefeitura de Várzea Grande. “Quero agradecer a todos, em nome do governador Mauro Mendes, por nos ajudar e beneficiar essas famílias carentes”. 

Municípios

Assim como Várzea Grande, todos os 141 municípios de Mato Grosso receberão cestas básicas do Governo do Estado. 

No total, serão distribuídos mais de 84 mil kits de alimentos. A entrega desses alimentos começou na segunda-feira (29.03), obedecendo a um cronograma feito pela Setasc, e segue até o dia 17 de abril.

O Programa

Iniciada em meados de abril de 2020, a campanha atendeu mais de 1,7 milhão de pessoas no ano passado, levando em conta a distribuição de 330 mil cestas básicas. E a primeira-dama também decidiu que a iniciativa será permanente em 2021, ajudando mais famílias em situação de extrema pobreza a terem segurança alimentar.

As cestas básicas entregues continham arroz, feijão, macarrão, óleo, sal, açúcar, café, farinha de trigo, sardinha, extrato de tomate, além de materiais de limpeza e de higiene pessoal. Desse total, cerca de 100 mil cestas foram distribuídas no período natalino, e receberam um incremento de um kit com panetone e guloseimas.

Leia Também:  Em Mato Grosso, 31 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela Covid-19

Devido a necessidade do programa, o Governo do Estado, através do programa Mais MT, direcionou R$ 42 milhões em recursos para a permanência da ação. Com isso, iremos distribuir mais de 534 mil cestas básicas nos próximos anos.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Dom Aquino comemora 63 anos com ações do Governo em infraestrutura e agricultura familiar

Publicados

em


Dom Aquino, no Vale do Rio São Lourenço, 8.171 habitantes, distante 172 quilômetros de Cuiabá no sentido sudeste, comemora 63 anos como município nesta quarta-feira, 14 de abril, com ações do Governo do Estado em infraestrutura e agricultura familiar.   

Por meio da Sinfra/MT (Secretaria de Infraestrutura e Logística), foram restaurados 67,5 quilômetros da rodovia MT-344, entre o entroncamento da BR 070 com a MT-140, em Campo Verde, e o entroncamento da BR 163/364, em Jaciara, passando por Dm Aquino.  Foram investidos R$ 45,276 milhões nesta obra.

Uma parceria com o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) é responsável pela manutenção de duas rodovias que cortam o município – MT-454 e MT-260. É parte de um total de 231,32 quilômetros de rodovias não pavimentadas em sete municípios da região, cujos investimentos somam R$ 14,6 milhões do Governo do Estado e R$ 147 mil de contrapartida do consórcio.

Agricultura familiar

Por meio da SEAF (Secretaria de Estado de Agricultura Familiar), Dom Aquino recebeu dois resfriadores de leite com capacidade de até mil litros, de um total de 200 unidades distribuídas a 62 municípios mato-grossenses. Investimentos de R$ 2,1 milhões, dos quais R$ 1,6 milhão do Estado e R$ 499 mil de emenda parlamentar estadual.

Município recebeu dois resfriadores de leite com capacidade de até mil litros – Secom/MT

Leia Também:  Em Mato Grosso, 31 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela Covid-19

Saúde e repasses – A SES (Secretaria de Estado de Saúde) repassou ao município 700 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 30.111 comprimidos, entre azitromicina (3.860), ivermectina (2.944) e dipirona (23.307), também distribuído em gotas, com 572 frascos.                  

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 14,4 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab, além de R$ 1,938 milhão em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares, entre 2019 e 2020.

Economia

Segundo o IBGE, o setor agropecuário, com R$ 208,3 milhões, respondeu por 56,5% do PIB (Produto Interno Bruto) Municipal de 2018, avaliado em R$ 368,558 milhões. Serviços (R$ 70,545 milhões), administração pública (R$ 49,68 milhões), impostos (R$ 23,03 milhões) e indústria (R$ 16,99 milhões) fecham a soma. O PIB per capita, de R$ 44.951,64, é o 37º de Mato Grosso.

Um plantel de 3.677 vacas ordenhadas, de um rebanho bovino com 105,9 mil cabeças, produziu, em 2019, 4,345 milhões de litros de leite, abastecendo o laticínio local. A pecuária dom-aquinense conta ainda com um rebanho galináceo com 71,2 mil cabeças, da quais 4,3 mil galinhas e 23 mil dúzias de ovos; 5.894 suínos, 2.230 equinos e 1.459 ovinos, além de uma produção de 135,8 mil toneladas de peixes em cativeiro.

Leia Também:  Após pedido da Câmara, inscrições do concurso são prorrogadas

Vizinha de grandes produtores agrícolas como Campo Verde e Primavera do Leste, Dom Aquino tem no algodão (92,4 mil toneladas), no milho (99,7 mil toneladas) e na soja (112,3 mil toneladas), o carro-chefe de sua agricultura. Produz ainda abacaxi, banana, borracha e mandioca.

É o terceiro maior município mato-grossense plantador de eucalipto, com uma área de 14,5 mil hectares em 2019 e produção de 37 mil m3 de lenha, por silvicultura.

O município abriga também uma envasadora de água mineral.

História

Há um século, garimpeiros se fixaram na região, iniciando a povoação do atual município, cujo primeiro nome foi Mutum, por causa da abundância do  pássaro.

Foi emancipado em 1958, de Poxoréo, ainda com este nome, alterado, em 1965, para Dom Aquino, em homenagem a Dom Francisco de Aquino Corrêa, arcebispo de Cuiabá e governante mato-grossense. Em 1985 foi criado o distrito de Campo Verde sob sua responsabilidade, mas emancipado três anos depois, em 1988. Atualmente conta com o distrito de Entre Rios.

Segundo o site da prefeitura, conta com fontes de águas cristalinas e tem potencial para o turismo de aventura – especialmente em tempos normais -, por causa de seus cânions, cavernas e cachoeiras, que oferecem opções para a prática de rapel, escalada e trilhas.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA