POLÍTICA MT

Radiocomunicação digital é lançada e já está em operação em 15 cidades

Publicados

em


As forças de segurança de 15 municípios de Mato Grosso começaram a operar pelo sistema de radiocomunicação digital, ferramenta moderna que substitui o modal analógico. Para a implementação tecnológica foram investidos mais de R$ 10 milhões em aquisições de instrumentos. O recurso foi resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) viabilizado pelo Ministério Público do Estado (MPE).

A solenidade de migração do formato de comunicação foi realizada pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, na manhã desta quinta-feira (15.10), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), e contou também com representantes das unidades que compõem o sistema de segurança.

Além de Cuiabá e Várzea Grande, as cidades de Poconé, Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Jangada, Acorizal, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Nobres, foram contempladas, além dos distritos Agrovila das Palmeiras e Paraíso do Manso.

“Estamos aqui para oficialmente marcar a migração do sistema de rádio analógico para rádio digital, projeto que foi construído ao longo deste ano, em parceria com Ministério Público, que fez a destinação de recursos para a aquisição desta nova tecnologia. Isso é um marco, porque traz segurança para a nossa comunicação, a confiabiliade que precisamos ter para que as forças de segurança possam atuar de maneira estratégica e coordenada. Parabenizo a todos que estiveram envolvidos neste projeto, que conduziram em um período bastante exíguo”, destacou o chefe do Executivo Estadual, Mauro Mendes.

Leia Também:  Ulysses Moraes quer mais informações sobre os atendimentos no Hospital Regional de Rondonópolis

O governador ainda lembrou que uma nova ampliação tecnológica está em execução na região de fronteira com a Bolívia. “Já existe outra fase que vai englobar toda a região de fronteira, a partir de Comodoro chegando até Cuiabá. Nosso planejamento é que até o final de 2022 esta tecnologia contemplará todo o estado de Mato Grosso”, enfatizou. 

Empenho

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, frisou que a modernização da radiocomunicação era um desejo primário das forças policiais, mas que até então, não havia sido concretizado.

“O sistema de radiocomunicação digitalizado e criptografado que estamos lançando hoje é uma reivindicação antiga da área de segurança, estamos dando um salto da telefonia fixa para a telefonia celular. O avanço é tão grande que os radiocomunicadores não só georreferenciam os policiais em solo, mas também a viatura. Vamos conseguir localizar cada lugar que o policial estiver no estado. Isso ajuda na prestação de serviço, no controle de trabalho. Para nós, é muito importante esse sistema funcionando a partir de agora”.

Bustamante também citou a importante parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a efetivação do aporte tecnológico. “Eles compartilharam com a segurança pública estadual as antenas dispostas nas rodovias e nós disponibilizamos a nossa rede utilizada na zona urbana. A Polícia Rodoviária Federal tem sido uma grande parceira das forças de segurança estaduais”.

Leia Também:  Deputado Claudinei viabiliza nova sede da Delegacia de Polícia de Dom Aquino

A radiocomunicação digital abrangerá as unidades da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Sistema Penitenciário. 

Recurso

Foram adquiridas 19 conjuntos de Estações Repetidoras (ERB’s), 950 unidades de rádio portátil, 160 rádios móveis e 80 fixos, além de demais instrumentos necessários. O TAC foi celebrado entre a Sesp e o MPE, por meio do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

O promotor de Justiça, Mauro Zaque, ressaltou a importância destes recursos voltarem em benefício da segurança pública e da sociedade.

“O valor é proveniente de inquéritos civis, com os quais foi possível recuperar recursos que antes haviam sido desviados ou de alguma forma tinham experimentado algum prejuízo. Agora, os valores retornam em favor do Estado e, de uma forma mais proativa e concreta, porque estes recursos já vieram em forma de investimentos. É o dinheiro do Estado que retorna em beneficio para o cidadão”. 

Além do governador Mauro Mendes, do secretário da Sesp, Alexandre Bustamante, e o promotor de Justiça, Mauro Zaque, participaram da solenidade representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Governador vistoria área para construção de casas populares em Tabaporã

Publicados

em


O governador Mauro Mendes visitou nesta sexta-feira (23.10) o terreno no qual estão sendo construídas 49 unidades habitacionais, no município de Tabaporã. O programa Casa MT é uma parceria do Governo do Estado, através do MT Participações S/A (MT Par), com a prefeitura.

“Esse é um projeto que vamos ampliar no próximo ano. Faremos milhares de casas em parceria com as prefeituras. O prefeito arruma o terreno, o governo entra com o restante e a Caixa Econômica financia, com prestações acessíveis. Assim, conseguiremos viabilizar a casa própria para milhares de famílias que ainda não puderam realizar esse sonho. Será um grande investimento em benefício de toda a população de Mato Grosso”, afirmou Mauro Mendes.

De acordo com o presidente do MT Par, Wener dos Santos, a construção das unidades habitacionais em Tabaporã gera investimentos na economia local de mais de R$ 6 milhões e 140 empregos diretos e indiretos.

“O programa tem a finalidade de proporcionar acesso digno à moradia, atendendo à demanda habitacional com custos menores aos praticados pelo mercado. Para se ter uma ideia, cada casa foi avaliada pela Caixa Econômica ao valor de R$ 126 mil, que são parcelados a juros baixos. Tudo isso, além de promover qualidade de vida, fomenta a economia local, gera emprego e renda e reduz o déficit habitacional”, disse Wener.

Leia Também:  Projeto de lei que proíbe trabalho infantil tem parecer favorável da Fecomércio

Casa MT

Na primeira etapa do programa – lançada em março deste ano – serão investidos R$ 340 milhões para a construção de 3 mil casas, em 25 municípios, gerando cerca de 8,5 mil empregos diretos e indiretos.

Para a parceria, o governo lançou chamada pública para que as prefeituras interessadas possam se inscrever. O cadastro está disponível no site do MT Par (www.mtpar.mt.gov.br).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA