POLÍTICA MT

Recurso gasto com direitos de filme de Rondon poderia fomentar audiovisual em Mato Grosso, diz Lúdio

Publicados

em


.

Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa gastou R$ 2 milhões na aquisição dos direitos de exibição do filme “Rondon, o Desbravador”. Diante dessa notícia, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) propôs que a Assembleia destine esse recurso para fomentar o setor de audiovisual em Mato Grosso com abertura de editais para diversos projetos, em vez de aplicar o recurso em um único filme.

“Fomos surpreendidos na semana passada com a notícia de que a Assembleia pagou R$ 2 milhões pelos direitos desse filme. Conversei com diversos profissionais do audiovisual e fui informado que a Rede Globo paga no máximo R$ 200 mil por um filme. Não estamos questionando a qualidade do filme que conta a vida do Marechal Cândido Rondon, pois é um filme muito bom. Mas esse recurso poderia ser aplicado para fomentar o setor audiovisual em Mato Grosso, com abertura de editais para vários projetos”, argumentou Lúdio.

O deputado afirmou que o valor poderia financiar documentários, curtas e até mesmo longas-metragens para serem exibidos na TV Assembleia, incentivando o setor em Mato Grosso. Lúdio citou, ainda, que a destinação desse recurso para a produção mato-grossense provocaria também uma injeção de recursos por parte da Agência Nacional do Cinema (Ancine), movimentando ainda mais a cadeia do audiovisual no estado.

Leia Também:  MT-110 de Alto Garças à Guiratinga é pavimentada

“Para cada real que o poder público coloca no setor de audiovisual em Mato Grosso, a Ancine coloca mais R$ 4. Dessa forma, se a Assembleia aplicasse esses R$ 2 milhões, o setor teria condições de acessar mais R$ 8 milhões via Ancine. Por isso, sugiro fazermos desse limão uma limonada, destinando o recurso para fomentar o audiovisual como um todo no estado”, disse Lúdio.

A indústria audiovisual tem importante participação na economia do país. Segundo pesquisa divulgada em 2016 pela Motion Picture Association – América Latina, o setor emprega, direta e indiretamente, mais de 495 mil pessoas, injeta R$ 23 bilhões por ano na economia brasileira e arrecada R$ 2,7 bilhões em impostos. 

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Força Nacional envia militares, viaturas e helicóptero para combate aos incêndios florestais em MT

Publicados

em


.

Equipe formada por 48 militares da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) inicia nesta sexta-feira (25.09) as atividades de combate aos incêndios florestais em Mato Grosso, na região do Pantanal.

Além dos bombeiros, o apoio de logística ao Estado contará com 12 viaturas, um micro-ônibus, um caminhão de transporte, um helicóptero e três policiais militares, que vão atuar ainda no Vale do Araguaia, Chapada dos Guimarães e Amazônia.

O reforço foi solicitado pelo Governo do Estado e autorizado pelo ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, em portaria divulgada no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira (23.09).

O grupo segue para o município de Poconé na quinta-feira (24.09) e se apresenta ao Posto de Comando, localizado no Sesc Porto Cercado, para receber as orientações e informações necessárias.O grupo atuará na região por 30 dias, com a possibilidade de prorrogação, de acordo com a portaria.

“Estamos organizando de que forma estas equipes serão distribuídas no terreno. Inicialmente alguns ficarão na base na região do Sesc, outros na região do Pixaim e no Porto Jofre (Parque Estadual Encontro das Águas), pois nestas frentes o deslocamento é feito somente com aeronave”, explicou a comandante adjunta do Batalhão de Emergências Ambientais, Jusciery Rodrigues Marques.

Leia Também:  Meio ambiente e o pacto geracional

Ao chegar no município, as equipes terão acesso ao mapa contendo os pontos considerados mais críticos, passarão pelo processo de checagem de equipamentos e materiais de segurança.

O Governo Federal também repassou R$ 10,1 milhões como recursos de emergência. Os recursos já estão na conta do Estado de Mato Grosso, que finaliza os trâmites bancários para contratação de aeronaves, reforço das equipes de combate aos incêndios, resgates de animais silvestres e compra de retardantes (insumo que auxilia no controle do avanço das chamas).

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso enviou na terça-feira (22.09) um reforço para as equipes da Operação Pantanal II que estão combatendo os incêndios florestais na região. São mais 40 bombeiros militares que já estão em campo distribuídos nas áreas prioritárias de combate. Além deles, 60 militares da 13° Brigada de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro também auxiliam nos trabalhos.

Combate aos incêndios

O Governo do Estado tem atuado no combate aos incêndios florestais desde março, quando foi lançado o Plano de Ação contra o Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais em Mato Grosso. O governador Mauro Mendes decretou situação de emergência por conta dos incêndios florestais. O decreto tem como objetivo dobrar a estrutura para combater os incêndios florestais, uma vez que possibilita contratações em caráter de urgência.

Leia Também:  Pesquisadores avaliam efeitos das queimadas para animais aquáticos e terrestres

Já foram mais de R$ 22 milhões investidos em recursos próprios, contando com 40 equipes espalhadas por todo o estado para o combate ao fogo, seis aeronaves, três helicópteros e mais de 2500 profissionais envolvidos, desde bombeiros militares, voluntários, integrantes da Defesa Civil e do Exército.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA