POLÍTICA MT

Santa Casa de Rondonópolis é contemplada com radioterapia

Publicados

em


Deputado Delegado Claudinei foi recepcionado pela superintendente da entidade, Bianca Talita Franco

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) conheceu as estruturas do setor de radioterapia, que está em fase de implantação na Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis (MT), por meio do Ministério da Saúde, na segunda-feira (23), sendo recepcionado pela superintendente da entidade filantrópica, Bianca Talita Franco. Essa nova área contará com estrutura moderna e capacidade de atendimento para 1 milhão de habitantes.

Com investimentos de cerca de R$ 7 milhões por parte do Ministério da Saúde, em contrapartida, a Santa Casa entrará com as mobílias – as obras da radioterapia foram iniciadas no ano passado e estão em processo construtivo bastante avançado, segundo Bianca, que cogita a possiblidade do funcionamento nos próximos meses. “É um projeto idealizado entre os anos de 2013 e 2015, nós fomos contemplados pelo Ministério da Saúde, com um projeto de expansão. É um trabalho impecável do governo federal e das construtoras. Não é só uma unidade de radioterapia, nosso objetivo engloba serviços de oncologia pediátrica, hematologia, tudo que é necessário para a Santa Casa”, explica a superintendente.

Leia Também:  Projeto Mulheres na Roda de Samba dá visibilidade a cantoras e musicistas de Cuiabá

Expectativas – Uma das pretensões futuras de Bianca é consolidar o setor de radioterapia, como um Hospital do Câncer e, também, Hospital Universitário – com apoio dos Ministérios da Saúde e Educação e a força política de Mato Grosso. “Vamos trabalhando para consolidar. As universidades acontecem ali dentro, formar mais médicos, atender mais pacientes e aumentar a oferta para o SUS (Sistema Único de Saúde). É importante para a região, o hospital escola ser aplicado dentro da Santa Casa. Formar especialistas vai ser um diferencial do estado, pois vamos formar profissionais e oferecer uma mão de obra qualificada”, posiciona.

Já as expectativas com a radioterapia, conforme a superintendente, é promover e oferecer serviços de qualidade e acessível para a população das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. “Consolidar essa região de Mato Grosso como unidade de oncologia avançada dentro do estado, levando Rondonópolis em nível de excelência no Brasil, através da nossa radioterapia e outras atividades desenvolvidas aqui dentro”, declara.

O deputado Claudinei conheceu todas as instalações e estrutura da unidade de radioterapia. “Realmente, a gestão da Santa Casa está de parabéns, em buscar inovar e garantir avanços no setor da saúde para proporcionar um atendimento de excelência para a população das regiões sul e sudeste de Mato Grosso”, ressalta o parlamentar.

Leia Também:  Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados

Entidade – A Santa Casa Rondonópolis é referência por atender 19 municípios da região sul de Mato Grosso. A entidade filantrópica foi fundada em 1971 e, atualmente, oferece serviços de atendimento adulto e infantil, realiza diversos tipos de cirurgias e serviços de diagnóstico (raio-x, tomografia e ultrassonografia).

Fonte: ALMT

Propaganda

POLÍTICA MT

Pedagoga muda história de vida com dedicação aos livros e força de vontade

Publicados

em


De cozinheira em garimpo à graduação em Pedagogia, a história da coordenadora de Saúde e Segurança da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), Zilda Alves da Silva, de 51 anos, impressiona e inspira. Nascida na zona rural de Juína, ela poderia ter passado a maior parte da vida longe da vida urbana, mas o desejo de estudar falou mais alto.

O casamento aos 16 anos aliou-se à expectativa de completar os estudos, que tinham ido até a 4º ano do Ensino Fundamental. Porém, os planos de voltar para a sala de aula deram lugar a um emprego como cozinheira num garimpo local, dos 18 aos 20 anos. Os trabalhos seguintes como açougueira e feirante também estavam aquém do que ela desejava.

Foi somente aos 25 anos, separada e com três filhos pequenos, que ela conseguiu juntar forças para se dedicar aos estudos. A solução encontrada para otimizar o tempo perdido longe dos livros e cadernos foi se matricular em um supletivo. “Eu pensei: agora vou estudar mesmo com filhos pequenos. Mulher sozinha é mais forte que um homem”, diz.

Leia Também:  Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados

A dedicação aos estudos foi, aos poucos, traçando outro rumo à vida de Zilda, que passou rapidamente de aluna à educadora. Quando ainda estava cursando o Ensino Médio, começou a dar aula de forma interina para substituir uma tia que precisou pedir licença por problemas de saúde. O trabalho como docente logo deu lugar a outra função.

“Comecei a gostar de trabalhar como professora e, logo em seguida, comecei a trabalhar na secretaria da escola. E trabalhando na secretaria, eu me apaixonei pelo serviço e fiz o concurso para técnico da Seduc-MT e passei”, conta.

Zilda trabalha desde 2001 como servidora efetiva, primeiramente como secretária escolar e depois no setor de Saúde e Segurança da Seduc-MT. Enquanto exercia as funções na carreira pública, seguiu estudando e formou-se em Pedagogia quando tinha 35 anos, em 2005.

Com os filhos já criados (eles têm 33, 30 e 28 anos) e três netos (de 12, 6 e 3 anos de idade), Zilda tem certeza que sua dedicação aos livros e a força de vontade fizeram ela reescrever a própria história.

Leia Também:  Artigo - Mulher, o mundo não funciona sem ela!

“Com a educação eu mudei a minha vida. A mulher tem que ser independente e estudar, estudar e estudar. É só por meio do estudo que se consegue alguma coisa. Sou uma servidora púbica com muito orgulho e uma mulher realizada profissionalmente. Não foi fácil, com três filhos pequenos, mas amo o que faço. Foram muitas conquistas e muitos desafios, mas sou uma mulher realizada”, conta.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA