POLÍTICA MT

Secretários defendem manutenção do auxílio emergencial às pessoas de baixa renda

Publicados

em


O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, participou na noite de quarta-feira (30) do debate promovido pelo Foro Inteligência, em nível nacional, para discutir os riscos de uma crise estrutural nas finanças dos estados. Desse primeiro evento participaram outros quatro secretários estaduais de Fazenda e Finanças, Henrique Meirelles (São Paulo), Décio Padilha da Cruz (Pernambuco), Rafael Tajra Fonteles, (Piauí) e Renê Garcia (Paraná).

Unanimemente os titulares da Fazenda defenderam a manutenção do auxílio emergencial que o governo federal vem repassando às pessoas com baixa renda.

Na sua palestra, o secretário Rogério Gallo destacou o conjunto de medidas adotadas pelo Governo do Estado, a partir de 2019, principalmente no que tange à questão da isonomia para os incentivos fiscais e o controle das despesas.

“Em 2019 nós tínhamos um queijo suíço cheio de buracos que eram, no caso, os incentivos fiscais. E mais a trajetória crescente com as despesas com pessoal que estavam descontroladas. Nós tivemos em 2020 exatamente o oposto, o controle da despesa com pessoal e, do mesmo lado, um incremento de arrecadação em função dos cortes dos incentivos fiscais, sobretudo do comércio varejista e atacadista. Fizemos a correção que permitiu que Mato Grosso tivesse um comparativo com 2019, um reforço de arrecadação”, explica Rogério Gallo.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso mantém UTIs para casos de Covid-19 em Rondonópolis


Secretário de Estado de Fazenda de Mato Grosso- Rogério Gallo

Um ponto que preocupa os secretários de Fazenda é a possibilidade de que o auxílio financeiro seja interrompido pelo governo federal. Os secretários pediram a manutenção do auxílio.

“Mato Grosso possui quase 3,5 milhões de habitantes. Um milhão de habitantes recebeu o auxílio financeiro de R$ 600. Isso foi uma injeção em quatro meses, de quase três bilhões de reais, isso é muito significativo, é quase 2,5% do PIB do Estado”, diz Gallo.

Os secretários falaram também sobre reforma tributária. O secretário de Mato Grosso destaca e defende também a necessidade de uma boa reforma administrativa para se ajustar à realidade e correção de distorções que existem atualmente.

“Não adianta fazermos uma reforma tributária que vá melhorar a produtividade do setor econômico e privado do país se não corrigirmos o gasto público com uma reforma tributária. Com possibilidade em momentos de crises, ter instrumentos que o setor privado tem, e que o setor público, em razão dessa rigidez, que não mais comporta nos momentos atuais, não poder fazer algumas flexibilizações. Obviamente respeitando requisitos e regras, muito bem definidas e muito bem estabelecidas” apontou Rogério Gallo.

Leia Também:  Segunda-feira (19): Mato Grosso registra 136.504 casos e 3.732 óbitos por Covid-19

O debate online – Foro Inteligência – pode ser assistido pelo Facebook na página da  Insight Inteligência pelo link https://www.facebook.com/bricspolicycenter

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Estado realiza testagem em massa de recuperandos de Cuiabá e Várzea Grande

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, está promovendo a testagem em massa para diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19) em recuperandos e servidores das unidades penais de Cuiabá e de Várzea Grande. 

No último sábado (17.10), cerca de 130 reeducandas da Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May fizeram o teste rápido, na unidade penal. A aplicação foi feita pelos profissionais da saúde que atuam no Centro de Triagem de Covid-19, que está funcionando na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Já os 25 presos do Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) já foram testados no dia 7 de setembro. Os demais reeducandos da Penitenciária Central do Estado (PCE), Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), em Cuiabá, e do Complexo Penitenciário Ahmenon Lemon Dantas e Cadeia Pública do Capão Grande, em Várzea Grande, serão testados nos próximos dias.

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Sistema Penitenciário de Mato Grosso, atualizado na última sexta-feira (16.10), há 32 casos ativos de Covid-19 em todas as 48 unidades penitenciárias. Este dado leva em consideração não só o número de pessoas privadas de liberdade, mas também de servidores que atuam nas unidades.

Leia Também:  Motoristas são presos por embriaguez ao volante em rodovia
Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA