POLÍTICA MT

Segunda-Feira (14): Mato Grosso registra 106.895 casos e 3.157 óbitos por Covid-19

Publicados

em


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (14.09), 106.895 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.157 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.450 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 106.619 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.168 estão em isolamento domiciliar e 87.760 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 268 internações em UTIs públicas e 274 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 64% para UTIs adulto e em 31% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (21.234), Várzea Grande (7.967), Rondonópolis (7.483), Lucas do Rio Verde (5.086), Sorriso (4.725), Tangará da Serra (4.449), Sinop (4.335), Primavera do Leste (3.401), Campo Novo do Parecis (2.425) e Nova Mutum (2.139).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Governo realiza obras e melhora logística para escoamento da produção do Médio-Norte

O documento ainda aponta que um total de 86.831 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 480 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (13), o Governo Federal confirmou o total de 4.330.455 casos da Covid-19 no Brasil e 131.625 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 131.210 óbitos e 4.315.687 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (14).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Deputado Claudinei conhece os trabalhos da 8ª CIBM de Pontes e Lacerda

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Estado implanta concessão de aposentadoria remota para servidores

Publicados

em


O Mato Grosso Previdência (MT Prev) instituiu a aposentadoria remota como opção aos servidores do governo de Mato Grosso. No lugar do comparecimento presencial atualmente praticado para a aposentadoria, os servidores poderão passar para a inatividade pela internet, acessando o Portal do Servidor, desenvolvido pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).

O objetivo é conferir maior eficiência ao fluxo de aposentadorias, economicidade nos procedimentos, e comodidade aos segurados, afirma o Diretor-presidente do MT Prev, Elliton Oliveira de Souza. “Hoje os servidores do interior arcam com os custos de deslocamento para virem presencialmente ao MT Prev, em Cuiabá entregar documentos e assinar o ato de aposentadoria. A partir de novembro será possível optar por fazer todo esse processo pela internet”, explica Souza.

Para o titular da Seplag, Basílio Bezerra, a medida traz mais facilidade para o servidor público. “Estamos simplificando os procedimentos com intuito de facilitar e levar mais comodidade aos servidores que estão aptos a se aposentarem, principalmente aqueles que residem no interior do Estado”.

A portaria nº 122/2020, publicada no Diário Oficial da última sexta-feira (25.09) prevê a aposentadoria remota, e dispõe sobre os procedimentos para a aposentadoria compulsória e reserva. O pedido de aposentadoria remota será opcional. Será publicada ainda uma normativa com detalhes de como o serviço irá funcionar. 

Leia Também:  Quatro motoristas são presos por embriaguez ao volante no bairro São Matheus

Após a implantação da nova ferramenta, basta que o servidor digitalize os documentos, assine eletronicamente, e terá a concessão digital. Podem requerer a aposentadoria remota os servidores que solicitarem a aposentadoria voluntária, aposentadoria compulsória, reserva remunerada a pedido, reserva remunerada compulsória, ressalvados os casos de reforma “ex-officio” e aposentadoria por invalidez.

O servidor que optar pelo novo tipo de concessão deverá acessar o Portal do Servidor com o seu login e senha, agendar a aposentadoria, e anexar os documentos necessários com até dois dias úteis de antecedência da data marcada. O site pode ser acessado pelo endereço servicos.seplag.mt.gov.br/portalservidor.

Os documentos exigidos estão dispostos no decreto 2.287/2009, que dispõe sobre o processo administrativo digital previdenciário. Os documentos anexados serão considerados válidos e autênticos, no entanto, durante a conferência dos documentos, pode ser solicitada pelo analista do MT Prev a cópia autenticada, ou o original.

Confira a portaria 122/2020/MTPREV na íntegra clicando aqui.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA