POLÍTICA MT

Servidores apreendem drones e evitam entrada de celulares e drogas em unidade penal

Publicados

em


Profissionais da Penitenciária Major Elder Sá Corrêa (Mata Grande), em Rondonópolis (a 218 km ao Sul de Cuiabá) apreenderam, na tarde desta quinta-feira (14.01), dois drones que sobrevoavam a área interna da unidade. Um dos equipamentos transportava dois celulares e uma porção de substância que aparentava ser droga.

Os objetos estavam acoplados ao drone e a apreensão aconteceu próximo a um dos raios da penitenciária. A primeira ocorrência foi registrada por volta das 13h30. Um dos policiais penais, que fazia a guarda na unidade, visualizou o aparelho e conseguiu apreender.

Ainda na tarde desta quinta-feira, por volta das 15h30, um outro drone foi encontrado. Desta vez, o aparelho não carregava nenhum ilícito. Os equipamentos foram apreendidos e não houve presos.

(Sob supervisão da jornalista Hérica Teixeira) 

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Sábado (06): Mato Grosso registra 260.760 casos e 5.993 óbitos
Propaganda

POLÍTICA MT

Pedagoga muda história de vida com dedicação aos livros e força de vontade

Publicados

em


De cozinheira em garimpo à graduação em Pedagogia, a história da coordenadora de Saúde e Segurança da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), Zilda Alves da Silva, de 51 anos, impressiona e inspira. Nascida na zona rural de Juína, ela poderia ter passado a maior parte da vida longe da vida urbana, mas o desejo de estudar falou mais alto.

O casamento aos 16 anos aliou-se à expectativa de completar os estudos, que tinham ido até a 4º ano do Ensino Fundamental. Porém, os planos de voltar para a sala de aula deram lugar a um emprego como cozinheira num garimpo local, dos 18 aos 20 anos. Os trabalhos seguintes como açougueira e feirante também estavam aquém do que ela desejava.

Foi somente aos 25 anos, separada e com três filhos pequenos, que ela conseguiu juntar forças para se dedicar aos estudos. A solução encontrada para otimizar o tempo perdido longe dos livros e cadernos foi se matricular em um supletivo. “Eu pensei: agora vou estudar mesmo com filhos pequenos. Mulher sozinha é mais forte que um homem”, diz.

Leia Também:  Mulher Maravilha, eu?

A dedicação aos estudos foi, aos poucos, traçando outro rumo à vida de Zilda, que passou rapidamente de aluna à educadora. Quando ainda estava cursando o Ensino Médio, começou a dar aula de forma interina para substituir uma tia que precisou pedir licença por problemas de saúde. O trabalho como docente logo deu lugar a outra função.

“Comecei a gostar de trabalhar como professora e, logo em seguida, comecei a trabalhar na secretaria da escola. E trabalhando na secretaria, eu me apaixonei pelo serviço e fiz o concurso para técnico da Seduc-MT e passei”, conta.

Zilda trabalha desde 2001 como servidora efetiva, primeiramente como secretária escolar e depois no setor de Saúde e Segurança da Seduc-MT. Enquanto exercia as funções na carreira pública, seguiu estudando e formou-se em Pedagogia quando tinha 35 anos, em 2005.

Com os filhos já criados (eles têm 33, 30 e 28 anos) e três netos (de 12, 6 e 3 anos de idade), Zilda tem certeza que sua dedicação aos livros e a força de vontade fizeram ela reescrever a própria história.

Leia Também:  Juca do Guaraná Filho vistoria andamento da obra da Unidade Básica de Saúde do Jardim Imperial 2

“Com a educação eu mudei a minha vida. A mulher tem que ser independente e estudar, estudar e estudar. É só por meio do estudo que se consegue alguma coisa. Sou uma servidora púbica com muito orgulho e uma mulher realizada profissionalmente. Não foi fácil, com três filhos pequenos, mas amo o que faço. Foram muitas conquistas e muitos desafios, mas sou uma mulher realizada”, conta.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA