POLÍTICA MT

Terça-Feira (15): Mato Grosso registra 108.117 casos e 3.172 óbitos por Covid-19

Publicados

em


.

Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (15.09), 108.117 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.172 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.222 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 106.619 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.297 estão em isolamento domiciliar e 88.853 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, 263 internações em UTIs públicas e 261 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 63% para UTIs adulto e em 29% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (21.429), Várzea Grande (8.054), Rondonópolis (7.568), Lucas do Rio Verde (5.139), Sorriso (4.767), Tangará da Serra (4.488), Sinop (4.380), Primavera do Leste (3.457), Campo Novo do Parecis (2.437) e Nova Mutum (2.147).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Associação de Apicultores incentiva a produção de mel em Colniza

O documento ainda aponta que um total de 87.535 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 625 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última segunda-feira (14), o Governo Federal confirmou o total de 4.345.610 casos da Covid-19 no Brasil e 132.006 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 131.625 óbitos e 4.330.455 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de terça-feira (15).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  CGE orienta servidores sobre abandono de cargo e inassiduidade habitual; entenda

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Propaganda

POLÍTICA MT

Policiais penais controlam e encerram motim no Centro de Detenção Provisória de Lucas do Rio Verde

Publicados

em


.

Na noite deste sábado (19.09), por volta das 22h, os policiais penais do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Lucas do Rio Verde (334 km ao Norte de Cuiabá) ouviram gritos de subversão e batidas nas grades das celas da unidade. Ao checar a situação, constataram que se tratava de um motim, iniciado por reeducandos de algumas celas.

Eles bateram nas grades e bigornas, amarraram colchões com toalhas e lençóis na frente das grades para dificultar o acesso e a visibilidade dos policiais penais, e também proferiram xingamentos. Após tentativa de diálogo e controle por meio de ordens verbais, os servidores iniciaram o primeiro enfrentamento, visando impedir a evolução do motim e a depredação da unidade, com disparos de calibre 12 (munição antimotim) e gás de pimenta.

A Superintendência Regional Oeste da Adjunta de Administração Penitenciária, vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), designou apoio tático operacional das unidades penais de Sorriso e Sinop. As equipes e a direção da unidade realizaram a intervenção e retomada das celas amotinadas.

Leia Também:  Sábado (19): Mato Grosso registra 112.817 casos e 3.262 óbitos por Covid-19

Os reeducandos ignoraram novos comandos e, ao entrar nas alas, os servidores se depararam com todas as grades travadas por roupas e colchões. Para impedir a retomada das celas, os recuperandos arremessaram objetos como pedaços de concretos retirados da estrutura, garrafas de plástico, chinelos e restos de comidas contra a equipe de contenção.

Foi necessário uso de força, com disparos de espingarda calibre 12 com munição menos que letal, granadas de efeito moral, disparos de spray de pimenta e utilização de bastão TR24, conhecido como tonfa. Após o confronto, a situação foi controlada e os reeducandos do pavilhão foram retirados das celas e conduzidos ao solário da unidade para revista e análise de avarias estruturais.

Os sete recuperandos feridos receberam atendimento médico. Após vistoria, todos foram realocados nas celas e a intervenção encerrou por volta das 6h deste domingo (20.09). Como medida de segurança, dois reeducandos percebidos ao longo da ocorrência como lideranças do motim foram transferidos do CDP. O caso vai ser apurado para identificar todo os responsáveis, a fim de instaurar procedimento administrativo.

Leia Também:  Treze municípios estão com risco moderado de contaminação por Covid-19 em MT
Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA