POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro agradece trabalho de Abe para fortalecer parceria com Brasil

Publicados

em


.

O presidente Jair Bolsonaro agradeceu hoje (1º) ao primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pelo trabalho em fortalecer as parcerias do país com o Brasil, e desejou plena recuperação dos seus problemas de saúde. Abe anunciou, no último dia 28 de agosto, que estava renunciando ao cargo devido a uma doença crônica.

“Agradeço ao Primeiro-Ministro do Japão, Shinzo Abe, grande amigo do Brasil, pelo ótimo trabalho que pudemos realizar para fortalecer ainda mais a parceria entre nossos países. Espero que vença o quanto antes os problemas de saúde que motivaram sua decisão de deixar o Governo”, escreveu Bolsonaro em publicação nas redes sociais.

É a segunda vez que o premiê deixa o cargo por causa de um problema de saúde. Em 2007, Abe renunciou devido a uma doença inflamatória intestinal, após ter permanecido somente um ano no posto. Ele reassumiu o cargo de primeiro-ministro em 2012, depois de obter vitória esmagadora em uma eleição para a Câmara Baixa do Parlamento.

Há sete anos como primeiro-ministro, Abe é o líder com mais tempo de serviço na história do Japão. Ele poderia permanecer mais um ano à frente do cargo, pois o mandato do premiê como presidente do Partido Liberal Democrático (PLD), o principal da coalizão governista, se encerraria em setembro do próximo ano.

Leia Também:  Meio ambiente domina debates na primeira sessão plenária desde o começo da pandemia

* Com informações da NHK, agência de notícias pública do Japão

Edição: Fernando Fraga

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Russomanno lidera corrida em São Paulo com 29% das intenções, diz Datafolha

Publicados

em


source
homem falando e m microfone
Reprodução/Facebook

Celso Russomanno concorreu à prefeitura da capital paulista em 2012 e 2016.

Uma pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo na manhã desta quinta-feira (24) mostra  o deputado Celso Russomanno (Republicanos) liderando a corrida eleitoral para a prefeitura de São Paulo com 29% das intenções de voto.

Depois de Russomanno, o candidato com mais intenção de votos é o atual prefeito da cidade, Bruno Covas (PSDB), com 20% das intenções. O número de pessoas que afirmam que votarão branco ou nulo é de 17%, maior do que as intenções de voto para outros candidatos da capital. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Atrás de Russomanno, Covas e dos votos em branco, o Datafolha elenca o candidato Guilherme Boulos (Psol) com 9% das intenções de voto e Márcio França (PSB) com 8% das intenções. Ao todo, 1.092 pessoas foram ouvidas pelo instituto de pesquisa entre a segunda-feira (21) e a terça-feira (22).

Leia Também:  Girão pede que sociedade se manifeste sobre reeleição do presidente do Senado

Entre os candidatos com 2% das intenções de voto estão Jilmar Tato (PT), Andrea Matarazzo (PSD), Arthur do Val (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU).

A deputada Joice Hasselmann, do PSL, aparece na ponta da pesquisa com 1% de intenções de voto, junto com Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) e Felipe Sabará (Novo), que teve pedido para candidatura interrompida após ser suspenso do partido. O candidato Antônio Carlos Siva, do PCO, não pontuou na pesquisa Datafolha.

A Folha lembrou, porém, que nas campanhas da prefeitura em 2012 e 2016, Russomanno também tinha bom desempenho. Em nenhum dos casos ele chegou ao segundo turno.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA