POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro destaca compromisso com democracia e Constituição

Publicados

em


.

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento à nação na noite de hoje (7), dia da Independência da República, e reafirmou o compromisso com a Constituição e com a preservação “da soberania, democracia e liberdade, valores dos quais nosso país jamais abrirá mão”.

“A independência do Brasil merece ser comemorada hoje, dos nossos lares e em nossos corações. A independência nos deu a liberdade para decidir nossos destinos e a usamos para escolher a democracia. Formamos um povo que acredita poder fazer melhor. Somos uma nação temente a Deus que respeita a família e que ama a sua pátria. Orgulho de ser brasileiro”, disse o presidente.

Ainda no pronunciamento, Bolsonaro afirmou que, desde a independência, o Brasil dizia ao mundo que não seria submisso a qualquer outra nação e os brasileiros não iriam abdicar da liberdade. O presidente ressaltou a participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na luta contra o nazismo e o fascismo e também destacou a miscigenação dos brasileiros.

“A identidade nacional começou a ser desenhada com a miscigenação entre índios, brancos e negros. Posteriormente, ondas de imigrantes se sucederam trazendo esperanças que em suas terras haviam perdido. Religiões, crenças, comportamentos e visões eram assimilados e respeitados. O Brasil desenvolveu o senso de tolerância, os diferentes tornavam-se iguais. O legado dessa mistura é um conjunto de preciosidades culturais, étnicas e religiosas, que foram integradas aos costumes nacionais e orgulhosamente assumidas como brasileira.”

Leia Também:  Congresso deve analisar hoje 10 vetos presidenciais

Edição: Juliana Andrade

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Outubro Rosa: diagnóstico de câncer de mama diminui na pandemia

Publicados

em


Movimento internacional para a conscientização sobre o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa tem o objetivo de partilhar informações, promover maior acesso aos serviços de diagnóstico e aos tratamentos e contribuir para a redução da mortalidade. Neste ano, a pandemia da covid-19 tem desestimulado as pessoas a procurar os serviços de saúde. Segundo o doutor Gil Facina, membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia, todos os serviços de diagnóstico sofreram uma redução drástica no número de pacientes, e o atraso no diagnóstico pode reduzir as chances de cura. Os serviços de saúde pública, contudo, estão atendendo as mulheres com segurança. Facina conversou sobre o assunto com o jornalista Adriano Faria, da Rádio Senado.​

Leia Também:  Bolsonaro diz na ONU que ONGs comandam crimes ambientais no Brasil e no exterior
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA