POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro diz que espera ‘sinalização’ do povo para agir sobre lockdown

Publicados

em


source
 Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução

Presidente Jair Bolsonaro

Ao criticar os efeitos econômicos causados por medidas restritivas, que visam conter a pandemia de Covid-19 , o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (14), que o Brasil “está no limite” e que há pedidos para que ele tome uma “providência”. Bolsonaro disse que espera “o povo dar uma sinalização”, mas não explicou o que seria feito.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada , o presidente citou um levantamento que mostrou que mais de 125,6 milhões de brasileiros apresentaram algum grau de insegurança alimentar entre agosto e dezembro de 2020. Em seguida, disse que isso pode levar à fome, miséria e desemprego.

“Vai ter escassez, o que é comum quando tem escassez? O preço sobe, inflação. Vão culpar quem? O Brasil está no limite. Pessoal fala que eu devo tomar providência. Estou aguardando o povo dar uma sinalização. Porque a fome, a miséria, o desemprego, está aí. Só não vê quem não quer. Ou quem não está na rua. Eu sempre tive na rua”.

Leia Também:  Doria ironiza após ser vacinado contra Covid: "Não virei jacaré"

Bolsonaro disse que não estava “ameaçando” ninguém , mas afirmou considerar que em breve haverá um “problema sério no Brasil”, novamente sem explicar a que se referia.

Você viu?

“Não estou ameaçando ninguém, mas estou achando que brevemente teremos um problema sério no Brasil. Dá tempo de mudar ainda. É só parar de usar menos a caneta e um pouco mais o coração”.

O presidente criticou governadores por medidas restritivas , classificadas por ele como “atos arbitrários” e disse que haverá “consequências”:

“Como a fome está batendo agora, vai sobrar daqui a pouco, consequências desses atos arbitrários que alguns estão tomando por aí. Falar isso não é ofender um Poder ou outro, uma autoridade ou outra. É mostrar a realidade”.

Ao final da conversa, voltou a dizer que só irá fazer o que “o povo quiser”:

Leia Também:  Mourão elogia operação no Rio que deixou 25 mortos: "Tudo bandido"

“Eu vou embora, só digo uma coisa: eu faço o que o povo quiser que eu faça, tá ok?”.

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro faz passeio de moto em homenagem ao Dia das Mães

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro realizou um passeio de moto de aproximadamente 1 hora em homenagem ao Dia das Mães na manhã deste domingo (9) passando pelas ruas de Brasília. 

Ele foi acompanhado por centenas de motociclistas, inclusive o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), que postou em suas redes sociais o trajeto percorrido pelo presidente e pelos demais motociclistas.

O passeio foi anunciado por Bolsonato durante sua live de quinta-feira (6). Na ocasião, o presidente falou que esperava cerca que 1 mil motociclistas o acompanhassem no passeio em homenagem ao Dia das Mães.

Edição: Fábio Massalli

Leia Também:  "Meus pais sempre se amaram": filha defende Flordelis e chama irmãos de ingratos
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA