POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro exalta Forças Armadas e ação contra “sombra do comunismo” em 1964

Publicados

em


source
Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro
Reprodução/Twitter

Pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão nesta segunda-feira (7) para marcar o dia da Independência e exaltou o papel das Forças Armadas no combate à “sombra do comunismo”.

“Nos anos 60, quando a sombra do comunismo nos ameaçou, milhões de brasileiros, identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, foram às ruas contra um país tomado pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada”, afirmou.

“O sangue dos brasileiros sempre foi derramado por liberdade”, completou o presidente sem fazer referência aos mortos, torturados e desaparecidos durante a ditadura militar no Brasil.

Durante o dia de hoje, em cerimônias de comemoração ao dia da Independência, Bolsonaro participou hasteamento da bandeira, no Palácio da Alvorada, acompanhou a reprodução do Hino Nacional e do Hino da Independência e ainda assistiu a uma apresentação da esquadrilha da fumaça.

Leia Também:  Marco Aurélio conclui voto para que Bolsonaro deponha por escrito à PF

Apesar de reduzidas neste ano por conta da pandemia da Covid-19, as comemorações oficiais foram abertas ao público e muitas pessoas compareceram.

Os visitantes  provocaram uma aglomeração de centenas de apoiadores do presidente em frente ao Palácio da Alvorada. Sem máscara, Bolsonaro fez saudações e tirou selfies com o público.

Frascos de álcool em gel eram barrados na revista inicial, com a alegação de que haveria o produto disponível às pessoas.

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

MP que permite pagamento de benefícios pela poupança social da Caixa chega ao Senado

Publicados

em


.

Chegou ao Senado a MPV 982/2020, que amplia o uso da poupança social digital. A MP foi criada para o pagamento do auxílio emergencial. Pelo projeto de lei de conversão, a poupança social digital poderá receber depósitos de todos os benefícios sociais pagos pela União, estados e municípios. O texto aprovado pela Câmara dos Deputados prevê também a emissão de um cartão de débito pelo governo. Para o senador Weverton (PDT-MA), o cartão físico poderá evitar golpes em pessoas que ainda não dominam o meio digital. A medida provisória precisa ser votada até 10 de outubro para não perder a validade.

A reportagem é de Marcella Cunha, da Rádio Senado.

Leia Também:  PDT aciona STF para que Bolsonaro explique fala sobre queimadas na ONU
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA