POLÍTICA NACIONAL

Comissão de Cultura debate incentivo à produção de animação e games; acompanhe

Publicados

em


Divulgação/Sesc-SP
Tecnologia - geral - games videogames jogos eletrônicos
Audiência vai debater políticas públicas para o setor de games

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta sexta-feira (11) para discutir as políticas públicas de fomento à produção nacional de animação e games.

O debate será realizado às 9 horas, no plenário 8, e atende a requerimento da presidente do colegiado, deputada Alice Portugal (PCdoB-BA).

Participam da reunião: o presidente da Associação Brasileira de Animação (Abranima), Ale McHaddo; o presidente da Associação dos Produtores de Animação e Games da Bahia (Gama), Leonardo Silva; Silvani Neri, representante da Salvador Diversa (coletivo para grupos sub-representados da indústria de games, como LGBTQIA+, mulheres, negros, indígenas e migrantes); Rodrigo Olaio, da Brasil Audiovisual Independente; a presidente da Playnamburco, Pam Silva; e o idealizador do Gamepólitan: Festival de Jogos, Ricardo Silva.

Da Redação – RS

Leia Também:  Centro de Estudos debate projeções para a dívida pública no pós-pandemia; acompanhe
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento

Publicados

em


O ministro das Comunicações, Fábio Faria, fez, na noite de hoje (2), um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV para defender o projeto de privatização dos Correios. A defesa foi feita em função da retomada dos trabalhos do Legislativo após o recesso parlamentar de julho.

No pronunciamento, o ministro disse que os Correios são um “orgulho do Brasil” e que é preciso fortalecer a estatal para garantir a universalização dos serviços postais.

“Com a privatização, os Correios vão conseguir crescer, competir, gerar mais empregos, desenvolver novas tecnologias, ganhar mais eficiência, agilidade e pontualidade. Somente assim, os Correios poderão manter a universalização dos serviços postais, que significa estar presente em todos recantos do país”, disse. 

Faria também disse que, no passado, a empresa foi alvo de corrupção e que a estatal registrou lucro de R$ 1,5 bilhão em 2020.

“Mesmo com muito trabalho e seriedade, o faturamento se mostra insuficiente frente ao que precisa ser investido todos os anos. São necessários R$ 2,5 bilhões por ano em investimentos para que os Correios permaneçam competitivos e possam disputar o mercado com as outras empresas de entrega, de logística que já operam aqui no Brasil”, afirmou. 

Leia Também:  Relator do voto impresso recorre a Ciro Nogueira para tentar aprovar matéria

Em abril deste ano, os Correios foram incluídos no Programa Nacional de Desestatização (PND).

O tema está em debate na Câmara dos Deputados, por meio do Projeto de Lei (PL) 591/21, que trata da exploração dos serviços postais pela iniciativa privada. A urgência da tramitação do projeto já foi aprovada pela Casa.

Veja o pronunciamento:

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA