POLÍTICA NACIONAL

Congresso faz sessão no dia 30 para analisar vetos

Publicados

em


.

O Congresso Nacional fará nova sessão remota deliberativa para a análise de vetos do presidente da República, Jair Bolsonaro, no próximo dia 30.

Em agosto, parlamentares fizeram duas sessões focadas na apreciação de vetos, frutos de acordo que previu uma terceira sessão em setembro. A pauta oficial ainda não está disponível, mas ao menos 24 vetos já estão prontos para serem deliberados.

Alguns vetos não tiveram acordo para votação em agosto, mas podem ser os primeiros itens da próxima sessão, como o veto parcial que derrubou 24 dispositivos do chamado pacote anticrime, e  o que prorroga a desoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia até dezembro de 2021.

Outros dispositivos vetados pelo presidente da República e que ainda aguardam análise dos congressistas estão o que atingiu 12 dispositivos da lei que amplia os beneficiários do auxílio emergencial e o que cancelou 10 dispositivos do Pronampe.

Entre os vetos polêmicos, está ainda o que atingiu 18 dispositivos do novo Marco Legal do Saneamento Básico, o veto total ao auxílio emergencial à mulher provedora de família monoparental e o veto total à compensação financeira aos profissionais e trabalhadores de saúde incapacitados para o trabalho em virtude da Covid-19.

Leia Também:  Senado aprova novo nome para embaixador do Brasil nos EUA; veja

Da Redação – AC
(Com informações da Agência Senado)

Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Russomanno lidera corrida em São Paulo com 29% das intenções, diz Datafolha

Publicados

em


source
homem falando e m microfone
Reprodução/Facebook

Celso Russomanno concorreu à prefeitura da capital paulista em 2012 e 2016.

Uma pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo na manhã desta quinta-feira (24) mostra  o deputado Celso Russomanno (Republicanos) liderando a corrida eleitoral para a prefeitura de São Paulo com 29% das intenções de voto.

Depois de Russomanno, o candidato com mais intenção de votos é o atual prefeito da cidade, Bruno Covas (PSDB), com 20% das intenções. O número de pessoas que afirmam que votarão branco ou nulo é de 17%, maior do que as intenções de voto para outros candidatos da capital. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Atrás de Russomanno, Covas e dos votos em branco, o Datafolha elenca o candidato Guilherme Boulos (Psol) com 9% das intenções de voto e Márcio França (PSB) com 8% das intenções. Ao todo, 1.092 pessoas foram ouvidas pelo instituto de pesquisa entre a segunda-feira (21) e a terça-feira (22).

Leia Também:  Projeto prevê regulamento para vacina contra o covid-19

Entre os candidatos com 2% das intenções de voto estão Jilmar Tato (PT), Andrea Matarazzo (PSD), Arthur do Val (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU).

A deputada Joice Hasselmann, do PSL, aparece na ponta da pesquisa com 1% de intenções de voto, junto com Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) e Felipe Sabará (Novo), que teve pedido para candidatura interrompida após ser suspenso do partido. O candidato Antônio Carlos Siva, do PCO, não pontuou na pesquisa Datafolha.

A Folha lembrou, porém, que nas campanhas da prefeitura em 2012 e 2016, Russomanno também tinha bom desempenho. Em nenhum dos casos ele chegou ao segundo turno.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA