POLÍTICA NACIONAL

Frente da Bioeconomia discute oportunidades de negócio na Amazônia

Publicados

em


.

A Frente Parlamentar Mista da Bioeconomia promove um seminário nesta sexta-feira (11) com o tema “Amazônia: desafios e oportunidades da inovação e do ambiente de negócios.”

Foram convidados para o debate, que será mediado pelo deputado Alexys Fonteyne (Novo-SP):
– o vice-presidente da República, Hamilton Mourão;
– o cientista e climatologista Carlos Nobre;
– o presidente da DSM Latin America, Mauricio Adade;
– o diretor do The Good Food Institute, Gus Guadagnini; e
– o presidente-executivo da Associação Brasileira de Bioinovação, Thiago Falda.

O seminário, marcado para as 10 horas, poderá ser acompanhado pelo canal da Câmara dos Deputados no YouTube.

Da Redação – ND

Leia Também:  Mais de 100 cidades têm só uma opção para prefeito nas eleições
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Ação que obriga Bolsonaro a criar força-tarefa contra queimadas vai ao STF

Publicados

em


source
Mata pegando fogo
José Cruz/Agência Brasil

Queimadas neste período seco e baixa umidade contribuem com incêndios


Uma ação que obriga o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a criar uma força-tarefa para a prevenção e combate aos incêndios na Amazônia e no Pantanal foi enviada ao plenário completo do Supremo Tribunal Federal (STF). A ação, que foi remetida pelo ministro Marco Aurélio, pede um plano “condizente com o tamanho do desafio”.

O ministro mandou o caso ao plenário por vislumbrar a relevância do pedido e também pediu as manifestações da Procuradoria-Geral da República e da Advocacia-Geral da União, prática comum em casos como esse.

A ação foi protocolada pela Rede Sustentabilidade no último dia 17. Ela pede ao Supremo que obrigue o governo federal a criar uma sala de situação para subsidiar a tomada de decisões envolvendo o combate às queimadas.

Leia Também:  Vítima de violência doméstica usará conta conjunta para se mudar, prevê projeto

De acordo com o partido, a União está sendo omissa em relação à preservação ambiental e estaria cometendo violações a direitos fundamentais. Entre os direitos violados estariam o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, à vida, à saúde e ao dever de proteger o Pantanal e a Amazônica.

“O que faz o governo federal para controlar o problema? Ao que parece, apenas torce para a providência divina mandar chuva para as regiões, sem que haja qualquer respaldo científico nesse sentido”, afirmou o partido.

“Não se trata de uma ‘arvorezinha que está sendo cortada ali ou de um jacaré que morreu queimado’, como os mais refratários à emergência ambiental poderiam pensar, mas de um incêndio e de um desmatamento de proporções gigantescas, capaz de literalmente virar de cabeça para baixo as condições de vida dos brasileiros”.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA